Selecione a página

Você decide

Você decide

Fazem mais ou menos uns 26 anos que houve um programa de televisão interativo chamado VOCÊ DECIDE nesse programa atores encenavam alguns casos especiais e o final desses casos eram os telespectadores quem decidiam qual seria através de ligações pelo telefone, os telespectadores tinham 2 opções para votar e qual fosse a decisão ela não trazia nenhuma consequência drástica para a vida pessoal daqueles atores que encenavam porque obviamente era simplesmente uma obra de ficção. Agora, existem algumas passagens na Bíblia que nos mostram sobre tomar decisões e suas consequências, mas gostaria de pensarmos sobre uma que é contada por Jesus sobre a vida de um homem que foi muito rico e tinha tudo do bom e do melhor enquanto viveu.

“Ora, havia certo homem rico que se vestia de púrpura e de linho finíssimo e que, todos os dias, se regalava esplendidamente. Havia também certo mendigo, chamado Lázaro, coberto de chagas, que jazia à porta daquele; e desejava alimentar-se das migalhas que caíam da mesa do rico; e até os cães vinham lamber-lhe as úlceras. Aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico e foi sepultado. No inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio. Então, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim! E manda a Lázaro que molhe em água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama. Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro igualmente, os males; agora, porém, aqui, ele está consolado; tu, em tormentos. E, além de tudo, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que querem passar daqui para vós outros não podem, nem os de lá passar para nós. Então, replicou: Pai, eu te imploro que o mandes à minha casa paterna, porque tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de não virem também para este lugar de tormento. Respondeu Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos. Mas ele insistiu: Não, pai Abraão; se alguém dentre os mortos for ter com eles, arrepender-se-ão. Abraão, porém, lhe respondeu: Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão persuadir, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos” (Lucas 16:19-31)

Essa passagem é rica em informações sobre a vida após a morte; e sempre é bom sabermos sobre o assunto, pois afinal todos nós passaremos por ela um dia. Deus através de sua palavra sempre nos dá a oportunidade de podermos tomar decisões corretas para que as consequências de nossas decisões sejam eternamente benéficas para nós. O rico; decidiu viver o pouco tempo que teve de sua vida, pensando somente nos prazeres que as riquezas deste mundo poderiam lhe oferecer. Ele foi materialmente muito abençoado, mas teve uma vida totalmente alheio da presença e da obediência à Deus que tanto o abençoou, perdeu a oportunidade de ser muito mais abençoado, não por pouco tempo; mas por toda eternidade. Quando percebeu após a morte que suas próprias decisões o colocaram em um horrível lugar, nada mais poderia ser feito; seu destino após a morte, já estava selado. O rico tinha na época conforme a passagem acima, Moises e os profetas para os ouvir enquanto vivo, teve oportunidades dada por Deus através desses homens que falavam da parte Dele. Hoje eu e você podemos refletir bem sobre essa trágica decisão, Deus deixou essa passagem escrita para nós como tantas outras na bíblia para que nos sirva de advertência. Hoje vivemos pelo Novo testamento e também temos toda a orientação de como alcançarmos uma vida cheia de bênçãos na eternidade e que é somente através da pessoa de Jesus.

“Falava ele ainda, quando uma nuvem luminosa os envolveu; e eis, vindo da nuvem, uma voz que dizia: Este é o meu filho amado em quem me comprazo; a ele ouvi.” (Mateus 17:5)

Aproveitar as oportunidades dadas por Deus através de Seu Filho são fundamentais enquanto se pode; enquanto se está vivo, porque depois o destino é selado, e sem possibilidades alguma de reversão.

Qual o final temos desejado para nossas vidas? Sofrimento ou benção eterna? Individualmente; eu decido, você decide.

Que Deus nos abençoe e que possamos sempre buscar ouvir ao Senhor Jesus e sermos obedientes a Suas palavras que estão contidas no seu Novo testamento para nós. Amém!

Print Friendly, PDF & Email

Sobre o autor

Comentários recentes

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Mais recentes