Selecione a página

Sozinha, Mas Não Solitária

Sozinha, Mas Não Solitária

 “Pode dizer ao Senhor: Tu és o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio.” (Salmo 91:2) 

Numa família de seis pessoas, sendo três crianças, dificilmente me vejo sozinha. Muitas vezes clamo por um momento silencioso, calmo, banho demorado ou “longos minutos” sem precisar responder a uma pergunta. Sei que preciso aproveitar as boas companhias, pois é certo que não terei tantas por toda a vida – um dia o ninho se esvaziará.
Mesmo vivendo tão rodeada de gente, relembro ter vivido um momento de assustadora solidão: quando minha caçula Manuela estava para nascer, não pude ser acompanhada por Júnior na sala de parto (uma outra história). Depois de sair da companhia de uma irmã na fé que me deu força na espera, a caminho do bloco cirúrgico fiquei numa maca sozinha, deitada, sem enxergar meus pés, olhando para o teto e esperando uma equipe de desconhecidos que chegariam para me atender. Acredito que fiquei lá por longos quinze minutos. E foi muito ruim… e também inesquecível a sensação de medo. Me senti fragilizada, desamparada, tive medo de ser esquecida ali, de sofrer. Tentei cantar, mas nada vinha na mente. Tentei fazer alguma coisa para passar o tempo, mas não enxergava nada além do medo. E chorei em silêncio, deixei as lágrimas rolarem.
Naquele silêncio pude então experimentar a dádiva do Espírito Consolador aquietando meu coração “O Senhor está contigo, não vai te deixar, não te desamparou… não tenha medo”. Lembrei claramente do que Deus disse para Jacó (Gn 28:15) “E eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores…” e pude sentir verdadeiramente a brisa de calmaria chegando na minha mente e dissipando o medo, a sensação de desamparo dando lugar à presença reconfortante de Jesus.
O medo foi embora. Nossa linda bebê veio ao mundo e a continuação da história vocês que conhecem a família acompanham. Para mim, ficou a incrível experiência de me colocar nos braços do Pai me deixando ser conduzida por Ele para o conforto da Sua presença. Não sei quantas situações de desemparo ainda viverei nesta terra, mas sei que é real o caminho para o amparo.
Se você está experimentando medo, solidão, angústia, não importa se o desconforto durou quinze minutos ou está durando quinze anos, o Deus é o mesmo hoje e sempre, Ele se importa com você e afirma que

“Ele vai adiante de ti; Ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te espantes. (Dt 31:8).

Se Ele vai adiante, só nos resta acompanha-Lo pelo caminho que Ele já trilhou. Confie!

Romanos 8:27:  “E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos.”

Print Friendly, PDF & Email

Sobre o autor

Comentários recentes

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Mais recentes