Selecione a página

Prega a Palavra, Sempre!

Prega a Palavra, Sempre!

“Diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu Reino, peço a você com insistência que pregue a palavra, insista, quer seja oportuno, quer não, corrija, repreenda, exorte com toda a paciência e doutrina.” – 2 Timóteo 4:1-2

As cartas de Paulo a Timóteo e Tito são chamadas por muitos de cartas pastorais, isto é, escritas para quem pastoreia a igreja.

Gosto de pensar nessas cartas como o manual do obreiro fiel, aquele que deseja ser aprovado primeiro por Deus a quem prestará contas por aquilo que fizer.

E levar a Palavra de Deus, seja à igreja em suas reuniões, seja num estudo particular é de grande responsabilidade, pois estamos levando uma Palavra que pode tirar uma pessoa do caminho do inferno e a levar para o caminho de Deus, para a vida eterna. Assim, precisamos falar exatamente aquilo que Deus deseja que falemos.

Desta maneira, quero lista algumas características do pregador fiel da Palavra do Senhor:

1) Ele insiste em pregar a Palavra de Deus, a verdade do Senhor. Ele não prega suas ideias, mas insiste, queiram ou não ouvir, pois seu amor a Deus o leva a agir com verdade e seu amor às pessoas o faz falar exatamente aquilo que Deus quer que elas ouçam;

2) Na sua pregação ele corrige o erro, ele repreende todo ensino ou atitude pecaminosa, mas ele também exorta, isto é, incentiva e fortalece àqueles que estão desejosos de seguir a Jesus, mas estão fracos e precisam de apoio. Há lugar, vez ou outra, para o sermão “chicote”, pois a Palavra tem o fim de corrigir e repreender, mas o obreiro do Senhor não pode ser conhecido como o “pregador chicote”, mas o pregador de toda a verdade de Deus.

3) No seu ensino o pregador de Deus tem muita paciência para esperar o tempo das pessoas. Ele não “joga as verdades na cara”, ele não exige mudanças rápidas, pois ele mesmo sabe que é pecador e precisa todos os dias da misericórdia e do perdão de Deus e das pessoas que o rodeiam;

4) Finalmente, ele não abre mão de pregar a verdade de Deus, a doutrina cristã, chamada por Paulo de SÃ DOUTRINA. Assim, o obreiro eficaz não procura a verdade pronta em programas religiosos ou mesmo na leitura de comentários bíblicos, mesmo os bons. O obreiro de Deus vai à fonte, na Palavra de Deus e nela medita, pensa e gasta tempo todos os dias. Afinal, ele quer ensinar somente aquilo que foi instruído e autorizado por Deus.

Neste artigo estou ressaltando o papel do pregador, mas esse ensino é para todo cristão, homem ou mulher, não importa a idade. Todos nós temos pessoas a quem Deus nos confiou para instruir na verdade dEle, única que nos levará para o céu no último dia.

Que sejamos obreiros aprovados, que manejam bem a Palavra da verdade (2 Timóteo 2:15).

Print Friendly, PDF & Email

Sobre o autor

Comentários recentes

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Mais recentes