Select Page

O Exemplo de Timóteo

O Exemplo de Timóteo

“Lembrado das tuas lágrimas, estou ansioso por ver-te, para que eu transborde de alegria, pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento…” 2 Timóteo 1:4-5a

Quando eu penso em alguém ousado e destemido no servir a Jesus, logo me vem a mente o apóstolo Paulo, um homem de temperamento colérico, que não somente era fiel a Deus, como exigia a mesma fidelidade daqueles que o rodeavam e confessavam serem discípulos do Mestre.
Algo bem diferente em Timóteo, uma pessoa que, pelo que se lê nas Escrituras Sagradas, parecia ser meio tímido, talvez com algum problema de autoestima, que serviu à sombra do apóstolo dos gentios.
O que, então, uniu alguém pacato e tímido como Timóteo a uma pessoa destemida e exigente como Paulo?
A resposta está nas palavras do próprio apóstolo no texto acima. Sim, Timóteo podia até ser um tanto relutante, com uma personalidade que parecia ser fraca. Mas, uma coisa Timóteo tinha de sobra, o que Paulo pode não ter visto em cristãos que se mostravam destemidos: Timóteo era um jovem de fé, ou seja, fiel ao seu Senhor.
Eu imagino Timóteo um jovem emotivo, alguém que talvez chorasse com certa facilidade. Mas, essa emotividade não era sinônimo de fraqueza, como parece para alguns nos dias de hoje.
As lágrimas do nosso jovem citadas por Paulo no texto que estamos comentando podem ser pela tristeza da separação dos dois amigos quando Paulo foi preso. Assim, aquelas lágrimas sentidas do seu amigo comoveram o coração do já idoso Paulo.
Creio que essa fidelidade de Timóteo fez Paulo incluí-lo na saudação de muitas de suas cartas, bem como elogiá-lo de maneira tão contundente como fez em Filipenses 3:19-23, onde Paulo, entre outras qualidades, cita o caráter provado de seu jovem amigo, cerca de 30 anos mais novo.
Sim, Timóteo não foi o protagonista nas aventuras do apóstolo Paulo, mas, com certeza, um coadjuvante fiel, sempre á disposição, o que chamo de “pau para qualquer obra”, infelizmente raros nos dias de hoje.
Surgia um problema, Paulo podia contar com Timóteo, havia uma igreja a visitar e o apóstolo estava impedido, lá ia Timóteo com seus problemas estomacais e, certamente, certo frio na barriga, cumprir mais uma missão para Cristo, a pedido de seu pai espiritual.
Timóteo não buscava fama, prestígio, muito menos dinheiro ou algo semelhante para servir. Sua motivação estava baseada no seu grande amor pelo Mestre Jesus Cristo e ao seu pai e irmão, Paulo.
Nos dias de hoje precisamos de muitos “timóteos” na igreja do Senhor. Pessoas humildes, não prisioneiras ao seu ego, que servem independente do reconhecimento ou dos elogios, mas simplesmente porque amam tanto Jesus e sua igreja.
Podemos servir por vários motivos: atrair elogios, fama, para dominar ou até mesmo por medo do inferno. Quem serve por esses motivos, dificilmente permanecerá fiel até o fim.
Mas quem, como Timóteo, se esforça na obra do Senhor por amor ao seu Senhor e pelos irmãos em Cristo, aconteça o que acontecer, venham críticas, elogios, problemas e dias felizes, permanecerá fiel até o fim, uma vez que seus olhos estarão fixos no Autor e Consumador de sua fé, Jesus Cristo. (Hebreus 12:1)

About The Author

Recent Reviews

Recent Comments

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest