Select Page

O Dia da Minha Morte

O Dia da Minha Morte

Existem datas que preferimos esquecer. Outras fazemos questão de lembrar e a data do nosso nascimento é uma delas. Falando em nascimento, sou muito jovem! Minha esposa também é uma jovem, nascemos no mesmo dia.

Pois é, ontem eu e minha esposa fizemos aniversário, nem lembrávamos, também, com essa idade não dá pra lembrar-se de nada mesmo. O interessante é que lembro perfeitamente o dia em que morremos. Nascemos em 2014, naquele dia, levantamos bem cedo, já estávamos esperando a morte há mais de uma semana e naquele dia ela veio. Morremos para o mundo.

Não tínhamos nenhuma doença que pudesse ser diagnosticada por médicos. Estávamos, aparentemente, sadios, porém, nossa doença não era física mas a morte estava próxima. Na verdade, nós marcamos o dia da nossa morte. Saímos de casa, logo decididos a morrer para o mundo e viver para Deus e não avisamos ninguém!

Chegamos ao local indicado, e como seria a nossa morte? O local não  tinha muita gente, mas logo foi cheio enchendo, como se pode ver pela imagem. Subimos alguns degraus de escada e olhamos para aquela plateia que aguardava ansiosa. Ah, primeiro, precisávamos, antes de morrer, fazer algumas declarações e assim fizemos.

Está difícil entender né! Eu explico, eu minha esposa vivíamos no mundo, ou melhor, éramos do mundo. Apareceu alguém e nos trouxe uma mensagem que dizia que se quiséssemos viver precisávamos morrer. Achamos a proposta um pouco estranha, como assim? Morrer pra viver! Aquilo parecia loucura e era realmente loucura para o mundo.

Consequentemente, a fé vem por ouvir e nós tínhamos fé ouvimos a mensagem da cruz e a palavra de Cristo. Diz ainda, que a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus. Se aquela mensagem chegou até nós é porque alguém que para o mundo era considerado louco teve a coragem de pregar essa loucura:

“Que Cristo morreu na cruz, segundo as Escrituras, foi sepultado, segundo as Escrituras e ressuscitou, segundo as escrituras”. (1 Coríntios 1:18
“Antes vivíamos na maldade e na inveja, sendo detestáveis e odiando-nos uns aos outros”. (Tito 3:3)

Hoje procuramos viver de acordo com o que a Palavra de Deus nos ensina; a ser bondosos e vivermos o amor de Cristo manifestado em nós. Confessamos que a partir daquele momento teríamos Jesus Cristo como nosso único Senhor e Salvador e que seriamos fieis a eLe até o dia da sua volta.

Assim foi nossa morte e ressurreição, morremos com Jesus e ressuscitamos com eLe. Naquele mesmo dia também nascemos e hoje somos filhos de Deus, que pregam aquela mesma loucura que um dia alguém pregou nós. Se você que está lendo e ainda não teve a coragem de morrer, está esperando o que para tomar uma decisão? Morra agora para o mundo e viva para Deus.

“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente”.  (João 11:25,26) Você crê nisso?

About The Author

Recent Reviews

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest