Selecione a página

Nossas emoções são confiáveis?

Nossas emoções são confiáveis?

INTRODUÇÃO:

  • Quantas vezes em nossa pequena vida, deixamos nos levar por nossas emoções?

Lembro-me de quando era jovem, não faz muito tempo, foi no milênio passado (…risos…), vários amigos do colégio agitavam a galera para realização de festas, viagens, e outras coisinhas mais. A agitação, palavras de entusiamo, gerava uma forte EMOÇÃO de felicidade que nos fazia pensar que aquilo era bom.

Muitas vezes eramos levados por emoções enganosas, pois não refletíamos, não analisávamos as consequências de nossas escolhas. E com o tempo, e graças ao bom tempo que Deus nos deu, viemos a rever nosso critério de decisão, onde as EMOÇÕES E SENTIMENTOS não controlavam mais nossas decisões.

No velho testamento, houve um homem, um profeta chamado Jacó, filho de Isaque, descendente de Abraão. Este Jacó teve uma família grande com 13 filhos, onde por causa de um de seus filhos, passou por uma situação de desespero. Suas emoções tomaram conta de seus pensamentos e suas ações. Foi o décimo segundo filho chamado José, o que Jacó mais amava, por ser este muito obediente ao pai, um dia seus irmãos voltavam de seus trabalhos como pastores, e contaram a seu Pai que José havia sido morto por um animal selvagem.

VAMOS EXAMINAR NOSSA LEITURA BÍBLICA EM GÊNESIS 37:1-36

“Então Jacó . . .  guardou luto por seu filho por muitos dias . . .  e disse: ‘Porque eu descerei à sepultura de meu filho em meu luto'” (Gênesis 37:34-35).  A vida de Jacó foi destroçada pelo relato da morte de seu amado filho, José.  Por cerca de vinte anos, o velho homem lutou através de uma existência atribulada, de  sofrimento pelo vazio da vida sem José.  Jacó estava sobrecarregado por um sentimento.

Muitas pessoas confiam em suas emoções como um guia através da vida.  Algumas pessoas bem intencionadas até encorajam o apoio nos sentimentos, em comentários como este:  “Sabemos quando estamos salvos porque nos sentimos salvos”, ou “Saberemos quando encontrarmos a igreja certa porque sentiremos estar certos”.  Aceitando tal conselho, muitas pessoas buscam passagem através de um labirinto de confusão religiosa, confiando em suas emoções.

O exemplo de Jacó pode nos ajudar aqui.  Jacó lamentou a morte de seu filho.  Ele acreditou que José estava morto.  A crença era, contudo, baseada no testemunho enganoso de seus outros filhos.  Jacó sentiu que seu filho estava morto, mas o sentimento não tornou isso realidade.  As emoções não são guias confiáveis!

Muitas pessoas sentem-se salvas ou sentem-se muito bem a respeito de suas escolhas religiosas porque elas creem estar certas.  Se acreditaram na verdade da Palavra de Deus, isto é ótimo! (1 João 2:3).  Mas, se aceitaram um falso testemunho, como Jacó fez,  confiar em suas emoções poderia ser fatal.  Sua confiança baseada na emoção não os faz salvos e justos.

Jeremias abordou o mesmo problema com estas palavras:  “Eu sei, ó Senhor, que não cabe ao homem determinar o seu caminho e nem ao que caminha o dirigir os seus passos.  Castiga-me, ó Senhor . . .” (Jeremias 10:23 – 24).

Jeremias deixa claro que o homem pode fazer planos, e não há problemas nisso, mas o problema está em acreditar que ele por si só pode determinar o que vai acontecer em sua vida, tipo…hoje faremos isso ou aquilo, e amanha ganharemos tanto e compraremos tal coisa, e claro com a ajuda de Deus sempre.

Ser otimista é bom, mas não recebemos de Deus poder para designar nossos passos. Nossos passos são guiados por Deus, pois os nossos caminhos nos levam a perdição, mas os de Deus a salvação. A sua palavra é quem nos guia e não as nossas emoções e sentimentos.

CONCLUSÃO:

Temos que pôr nossa confiança  na verdade da Palavra de Deus revelada e aceitá-la como nosso único padrão para determinar o certo e o errado (1 Coríntios 4:6). 

Confiar na palavra de pregadores, igrejas, amigos ou família como a base de nossa confiança é arriscar a promessa de vida eterna concedida por Deus.

Cuidado com suas emoções e sentimentos que sem perceber pode acrescentar ou tirar algo dos ensinos de Deus, ultrapassando assim o que está escrito.

Seja Cristo, o Deus unigênito, a sua base e sustentação para guiar sua vida até o Pai celeste.

QUE DEUS ABENÇOE A TODOS NÓS, EM NOME DE CRISTO. AMÉM.

Print Friendly, PDF & Email

Sobre o autor

Caco Pessoa

Caco é membro da igreja de Cristo em Araçatuba onde serve a igreja com Canto, evangelismo, aulas e mensagens.

Comentários recentes

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Mais recentes