Select Page

Necessidade de Mudança

Necessidade de Mudança

Muitas vezes vemos que a teoria está bem longe da prática. Neste momento que notamos isto é necessário tomar a atitude que faz toda a diferença: mudança..
Mudança sempre é difícil, mesmo que necessária. Se você já teve que mudar de escola, de casa, de cidade, de país ou mesmo de emprego, você sabe muito bem do que estou falando. Sempre precisamos mudar, desde crianças, mas nunca nos acostumamos, dada a dificuldade que é mudar.
Se não mudamos, tudo vai continuar a mesma coisa ou pior. Mudanças são necessárias quando enfrentamos um problema ou mesmo para evitar que eles nos prejudiquem. Mudanças geralmente envolvem coisas importantes da vida e por isso é que enfrentamos a dificuldade para mudar. Mudança é necessária se quisermos crescer. Se mudança é difícil, mas mesmo assim enfrentamos a dificuldade e mudamos, é sinal de maturidade.
Os jovens, de um modo geral, têm instruções suficientes dos seus pais para se comportarem, porém sentem a dificuldade de mudança quando estão envolvidos num grupo. Já notou que geralmente um jovem não grita, briga e não age estranho quando está sozinho? Mas basta ajuntar-se com o grupo e o comportamento muda pela influência. Assim também é a nossa vida. Muitas vezes até sabemos o que precisamos fazer, mas fica cada vez mais difícil quando somos pressionados pelo grupo que vivemos. Por isso, a maioria das vezes, a teoria não acompanha a prática.
O apóstolo Paulo relata sobre a dificuldade de mudança dos judeus. Ele diz ser testemunha deles quanto ao zelo que eles tinham por Deus. O problema dos judeus, que os fez perder a própria salvação, foi a dificuldade de mudança. E por que não mudaram? Falta de entendimento:

“Irmãos, a boa vontade do meu coração e a minha súplica a Deus a favor deles são para que sejam salvos. Porque lhes dou testemunho de que eles têm zelo por Deus, porém não com entendimento.” (Romanos 10:1, 2).

Quando não mudamos por dureza de coração, isto é, falta de entendimento, o risco é de perder a maior riqueza que temos: a salvação das nossas almas. Difícil é mudar, mas como é fácil perder as coisas importantes!
O apóstolo Paulo é um ícone de mudança entre os judeus. A descrição dele como judeu é exata e tudo o que se esperava de um judeu zeloso:

“Eu sou judeu, nasci em Tarso da Cilícia, mas criei-me nesta cidade e aqui fui instruído aos pés de Gamaliel, segundo a exatidão da lei de nossos antepassados, sendo zeloso para com Deus, assim como todos vós o sois no dia de hoje” (At 23:3).

E se esta descrição de Paulo ainda não fosse suficiente, ele escreveu aos filipenses sobre si mesmo:

“Bem que eu poderia confiar também na carne. Se qualquer outro pensa que pode confiar na carne, eu ainda mais: circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei, fariseu, quanto ao zelo, perseguidor da igreja; quanto à justiça que há na lei, irrepreensível.” (Fp 3:4-6).

Paulo, sendo um judeu zeloso por Deus, estava disposto até mesmo a matar em nome da sua fé. Ele mostrou isso sem deixar dúvida quando apedrejavam a Estevão e na perseguição contra os discípulos de Jesus. Foi numa situação desta que ele encontrou Jesus e precisou mudar.
A imagem deste artigo expressa bem a mudança. Já pensou se o clima não mudasse nunca? Já pensou se a terra parasse de girar? Se o relógio parasse? Mudança é maturidade! Não confie na carne, não confie no conforto, não se acostume com as coisas como estão. Já que mudança é inevitável, esforce-se para mudar para melhor.
Lembro da história de Samuel que foi entregue ainda jovem para ser criado pelo sacerdote Eli. Não sei se foi o caso de Paulo, mas isto acontecia às vezes. Paulo foi criado aos pés de Gamaliel segundo a exatidão da lei. Paulo tinha a confiança até do sumo sacerdote em Jerusalém a ponto de confiar a ele a missão de perseguir, com carta de autorização (equivalente a mandato de prisão), contra os discípulos de Damasco:

“Porque ouvistes qual foi o meu proceder outrora no judaísmo, como sobremaneira perseguia eu a igreja de Deus e a devastava. E, na minha nação, quanto ao judaísmo, avantajava-me a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais” (Gl 1:13, 14).

Paulo tinha um futuro promissor como fariseu e tinha muito mais a perder do que a ganhar se decidisse deixar o farisaísmo. Porém, Paulo precisava tomar uma decisão e tinha apenas três dias para isso. Jesus apareceu no caminho de Damasco para ele e o desafiou. Ele entrou na cidade de Damasco, segundo as instruções de Jesus, cego, três dias sem ver e jejuando, orava a Deus. O trabalho de Ananias foi fácil depois desta experiência.
Imagine comigo como Paulo decepcionou aos sacerdotes de Jerusalém. Quebrou o coração de Gamaliel. Não sei se seus pais eram vivos, mas se fossem, imagine a decepção deles. Paulo teve que tocar no ponto mais sensível de todo judeu: a lei. É difícil mudar, mas é necessário.
Não foi a última vez que Paulo precisou mudar, que enfrentou dificuldade e oposição. Certa vez ele encontrou 12 homens que tinham sido batizados por João Batista. Eles não tinham recebido o Espírito Santo porque não tinham recebido o batismo de Jesus. Depois de ouvirem a Paulo eles sabiam o que precisavam fazer e fizeram. Paulo continuou com eles durante três meses e lhes ensinava e aos judeus daquela cidade. Porém alguns começaram a falar mal do evangelho publicamente. O que fazer neste momento? Ficar e tentar mudar estes que contradizem ou tomar iniciativa e mudar? E foi isso mesmo que Paulo teve que fazer:

“Mas alguns eram teimosos, não acreditavam e, em frente de todos, ainda falavam mal do Caminho do Senhor. Então Paulo abandonou a sinagoga, levando os cristãos consigo, e começou a falar diariamente na escola de um homem chamado Tirano.” (Atos 19:9 NTLH).

Se você não está satisfeito com o seu salário, muda de emprego. Se não está contente onde você mora, muda de casa. Se não está satisfeito com a sua educação intelectual, muda de escola. Mudanças são difíceis, mas são necessárias. São difíceis porque são importantes. Ganhar mais é importante, sentir bem quando volta para casa é importante, instrução intelectual é importante e, você não mudaria se isso implicasse em sua salvação? Pense nisso, isso é importante!

About The Author

Recent Reviews

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest