Select Page

Jesus, Nosso Exemplo de Líder-Servo

Jesus, Nosso Exemplo de Líder-Servo

“Vós me chamais o Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o sou. Ora, se eu, sendo o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Porque eu vos dei exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também.” (grifo meu) (João 13:13-15)

Qual melhor texto para ressaltar Jesus como o nosso maior modelo de liderança do que este, que conta o momento em que Jesus lavou os pés dos seus apóstolos, tarefa inimaginável para um rabi na época?
Sim, temos exemplos de bons líderes na Bíblia: Moisés, Josué, Neemias, Zorobabel, no Velho Testamento, Pedro, Paulo e Tiago, no Novo Testamento. Na história já lemos sobre bons exemplos de líderes como Abraham Lincoln, Martin Luther King, William Churchill, Ghandi, este último notável por sua pregação de pacifismo. Ainda tivemos no Brasil homens notáveis como Dom Pedro II, Marechal Rondon e Duque de Caxias.
Todos foram homens que tinham muitas das características de um líder, mas nenhum sequer chegou perto do líder que foi o Senhor Jesus.
Jesus era um líder de muita autoridade, não autoritarismo. Esta vinha, em primeiro lugar, do seu exemplo. Enquanto homem, fazia o que pregava e pregava o que fazia, assim ninguém tinha nada que pudesse levantar contra Ele para desaboná-lo (João 8:46).
Além disso, era um líder imparcial, pois amava a todos, valorizava a todos, sempre disposto a ter tempo desde a mulher samaritana no poço de Siloé (João 4:1-42), passando pela mulher adultera (João 8:1-11), o chefe da sinagoga judaica (Marcos 5:21-24, 35-43) até chegar ao principal da liderança judaica, Nicodemos (João 3:1-15). Jesus não selecionava as pessoas, não tinha preferência, estava sempre de braços abertos a todos.
No entanto, o que mais chama a atenção em Jesus é o fato dele ser o líder-servo (Lucas 22:24-27), aquele que leva os pés e serve àqueles que o seguem, que age como o criado, amando os seus até o fim (João 13:1), quando foi crucificado e morto na cruz por aqueles a quem serviu.
Jesus foi um líder completo e até na cruz continuou servindo às pessoas, ao invés de pensar em sua situação: ele perdoou os seus algozes (Lucas 23:34), deu o perdão a um homem arrependido e tocado pelo seu exemplo (Lucas 23:42-43), cuidou de deixar a sua mãe em boas mãos (João 19:26-27). E é no momento das crises que um líder-servo se mostra, permanecendo junto aos seus e servindo-os, mesmo que com dano próprio, ao contrário do mercenário que deserda e pensa em sua segurança e reputação.
As palavras de Jesus revolucionaram o mundo, os seus próprios adversários reconheciam sua autoridade e justiça (Mateus 22:16), seus seguidores o admiravam e o seguiam voluntariamente (Marcos 10:28)
Às vezes vemos certos líderes cobrando a submissão daqueles a quem está liderando. É um mau sinal, pois Jesus jamais exigiu obediência forçada daqueles a quem ajudou, mas sempre liderou sem imposição, chantagem ou força, pois seu exemplo era suficiente.
A palavra “liderança” foi muito abusada e alguns dizem que ela deve ser abolida na igreja. No entanto, a existência de líderes é bíblica (presbíteros, diáconos, evangelistas, etc). Que estes sejam imitadores do Mestre, não desejando ser servidos, mas servir como Jesus serviu, até o fim (Marcos 10:45).

About The Author

Recent Reviews

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest