Selecione a página

Jesus negou ser divino?

Jesus negou ser divino?

INTRODUÇÃO:

Quando Jesus falou que só Deus é bom, Ele negou ser divino?

Três relatos da vida de Jesus incluem o registro de uma conversa entre Jesus e um jovem rico, um homem de posição na sociedade entre os judeus (Mateus 19:16-22; Marcos 10:17-22; Lucas 18:18-23).

Vamos ler esse fato da história de Jesus no evangelho de Lucas 18:18-23.

Quando este jovem chamou Jesus de “Bom Mestre”, ele respondeu: (Lucas 18:19) “Por que me chamais bom? Ninguém é bom, senão um, que é Deus”.

Uma obs. Aqui: Vocês vão perceber que em várias vezes que encontramos Jesus falando, se referindo a Deus o Pai, ele descreve como O PAI, e quando fala se referindo a Ele e ao Pai, Jesus usa o termo Deus.

Jesus nesta conversa com o jovem, quer saber porque ele o chama de Bom, e diz que bom só Deus. Mas Jesus não disse que o bom só seria o Pai, e sim que Jesus reconhece diante do jovem que ele está certo! Que Jesus confirma que é bom pois ele é Deus, dando a resposta ao jovem. Então sabendo que o jovem o reconhece sendo um ser divino, Jesus vai responde-lo, e o jovem vai ouvir seus ensinos.
Pessoas que não acreditam na divindade de Jesus frequentemente usam este episódio história de Jesus para dizer que ele mesmo não se considerou divino. Devemos rejeitar esta interpretação por vários fatores que encontramos na bíblia.

VAMOS ANALISAR 3 FATORES IMPORTANTES NA HISTÓRIA DE JESUS:

1 FATOR – CONFIRMOU SUA DIVINDADE

Se Jesus tivesse negado a sua divindade neste versículo, ele teria contradito seu próprio ensinamento e conduta em outros lugares.

Jesus afirmou ser o “Eu Sou” que existia antes de Abraão (João 8:58,24). A referencia no velho testamento do que Jesus dizia esta em (Exodo 3:14), confirmando aos judeus que Jesus é divino e existe antes mesmo de Abraão e da Lei dada a Moisés.
Jesus afirmou que ele e o Pai são um (João 10:30). E que o Deus Pai trabalha até hoje, como ele Jesus também trabalha (João 5:17). E sendo um com Deus, Jesus pede ao Pai que os apóstolos na época e nós hoje, sejamos um com o Pai e o filho, a fim de que sejamos aperfeiçoados na unidade e no Amor com eles pelo Espírito Santo que habita em nós (João 17:11-26). Uma ótima referencia desta citação está em (Efésios 4:3-6).
Sendo assim, Jesus aceitou adoração, sabendo que só Deus merece ser adorado por suas criaturas (Mateus 8:2; 4:10).
Além das afirmações de Jesus, outros textos do Novo Testamento mostram sua divindade (João 1:1; Hebreus 1:6; etc.)

2 FATOR – CONFIRMOU SER DIVINAMENTE BOM

Jesus não negou ser bom.
Outros textos também afirmam a perfeição de Jesus que viveu sem pecado (Hebreus 4:15; 1 Pedro 2:22) quando cumpriu sua missão de mostrar a bondade de Deus para o mundo pecador (João 3:16; 10:11; Romanos 11:22).

3 FATOR – CONFIRMOU SUA AUTORIDADE DIVINA

A pergunta de Jesus não serviu para negar a afirmação do jovem rico. Serviu para destacar a autoridade daquele que logo em seguida exigiria dele um sacrifício difícil.

Se este jovem refletisse sobre o significado das suas próprias palavras, a confissão que Jesus é o Bom Deus, ele não teria desculpa ao rejeitar as instruções do Senhor.

O mesmo Deus que revelou no Antigo Testamento os mandamentos que este homem guardava a vida toda (“Não adulterarás, não matarás, não furtarás”, etc.) agora diria: “Vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus; depois, vem e segue-me” (Lucas 18:22). O jovem precisava reconhecer que estava naquele momento diante do Bom Deus.

ALGUMAS OUTRAS OBSERVAÇÕES:

Em outras ocasiões, Jesus falou sobre adoração:

(Mateus 4:10)…Então Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus, adoraras e só a Ele darás culto.

A frase…“Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto” , Jesus diz não para negar a sua divindade, e sim para negar a sugestão do diabo.

Jesus não negou sua divindade porque ele é Deus. Basta vermos uma das passagens que no comprovam ser Jesus divino e Deus como o Pai é Deus, em:

(João 1:1,2 e 12)…No princípio era o verbo, e o verbo estava com Deus, e o verbo era Deus…Ele estava no princípio com Deus…E o verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como a do unigênito do Pai.

Quem é o verbo e Deus unigênito ? Jesus, o enviado do Pai (João  1:17-18 e 17:18).

– Criaturas não merecem adoração
Paulo fala de pessoas que “mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador” (Romanos 1:25).
Homens bons recusaram adoração dos outros (Atos 10:25-26; 14:11-18).
Anjos, também, não podem receber adoração (Apocalipse 22:8-9).

– Jesus recebeu e merece adoração.
Repetidas vezes, Jesus permitiu que os homens o adorassem. Vejam:

(Mateus 15:25)…Ela, porém, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre-me!
Este fato ocorre na história da mulher cananéia que tem sua filha endemoninhada. E ela reconhece ser Jesus um homem especial de Deus e o adora, ajoelhando e inclinando perante Jesus.

(Mateus 28:17)…E quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram.
Os discípulos como de costume, caíram prostrados aos pés do Senhor Jesus, e o adorou.

(João 9:38)…Então afirmou ele: Creio Senhor; e o adorou.
Neste fato histórico vemos Jesus revelar seu poder realizando um milagre a um cego. E quem pode duvidar de alguém que pode curar um cego?

CONCLUSÃO:

Podemos tirar todas as dúvidas sobre esse assunto pelo estudo de Hebreus 1:1-14.
Esse capítulo mostra a posição exaltada de Jesus como:
– Herdeiro
– Criador
– Resplendor da glória
– Expressão exata do ser de Deus
– Sustentador da criação
– Purificador de pecados
– etc.

O capítulo afirma que Jesus é o Filho de Deus e é superior aos anjos. Neste contexto, o Pai ordenou que até os anjos adorassem o Filho.

(Hebreus 1:6)…Mas, ao trazer novamente o seu Primogênito à terra habitada, ele diz: ‘E todos os anjos de Deus o adorem.
Qualquer pessoa que recusa adorar a Jesus desobedece o Pai.
Jesus é bom. Ele é divino. E merece a nossa adoração e obediência! Pois sem ele não temos vida junto ao Pai.

QUE DEUS NOS ABENÇOE, EM NOME DE CRISTO. AMÉM

Print Friendly, PDF & Email

Sobre o autor

Caco Pessoa

Caco é membro da igreja de Cristo em Araçatuba onde serve a igreja com Canto, evangelismo, aulas e mensagens.

Comentários recentes

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Mais recentes