Selecione a página

Fraternidade, Uma Chave Para o Coração

Fraternidade, Uma Chave Para o Coração

Quando era criança, meus pais e irmãos aceitaram Cristo.  Neste processo uma das coisas que mais chamou minha atenção foi a forma que eu, uma criança de 6 anos de uma família pobre, com roupas velhas e de aparência  normal, nada de especial para apresentar ou que chamasse a atenção de outros, fui recebido por aquela gente.
Foi lá que, aquela criança franzina, percebeu o AMOR de CRISTO. É muito fácil ficar sem amor, mas a gente reconhece Jesus sempre que o vê. No primeiro dia que minha mãe visitou a igreja de Cristo no Cajuru fomos muito bem recebidos, pintei em papéis que ganhei sem ter que pagar nada por isso e, mais ainda, recebi sorrisos, abraços e um  afeto indescritível. Mas, meu pai, ainda não tinha se convencido ou seja, indo em direção contrária a um lugar que não nos agradava, mesmo sendo crianças e ele dizia que toda sua família tinha que seguí-lo. Minha mãe forçou-nos a obedecer o meu pai e fui algumas vezes para aquele lugar que não vi nem recebi nada, nem mesmo tinha entendido o que é que eu tinha eu ido fazer lá  naquele lugar (eu não tive escolha).
O problema daquele lugar não era a beleza, é que eu não tinha como entender o que  era aquele ritual todo que não demonstrava o amor que nossa família necessitava e ainda pra variar meu pai chegava em casa e brigava com minha mãe. Muito tempo depois ele me falou que ia embriagado e ninguém nem sequer notava, pois as pessoas lá nem sequer se cumprimentavam.
Só passei a entender o que realmente tinha acontecido depois que me tornei adulto. Eu recebi o AMOR de CRISTO em minha vida através da igreja. Quem diz que igreja afasta de Cristo, que igreja não salva ninguém, então ainda não conhece a igreja de Cristo, afinal, ela é o corpo de Cristo, a noiva de Cristo. Se alguém não está ligado a Cristo através do seu corpo, não pode entrar na festa de casamento lá no céu. Quando passei a entender todo esse processo descobri a importância de uma palavra que nem sabia o significado, mas sabia que estava faltando em minha vida. No momento em que a pessoa está recebendo o amor fraternal, ela nem entende mas sabe que está sendo suprida de uma necessidade. Fraternidade é um ato de amor que espelha fisicamente Cristo para a pessoa que recebe.
A igreja de Tessalônica  demonstrava este amor de uns para com os outros em toda a região  da Macedônia, porque era uma igreja pura no sentido do amor de Cristo. Uma congregação que fez o maior esforço para que todos tivéssemos a comodidade de serem salvos pelo  sacrifício de Jesus (I Tess. 4.9-10). A igreja de Cristo deve ser assim hoje ainda.
Agora imagino se nesta vida aquela criança não tivesse recebido o AMOR FRATERNAL. O que seria dele? Talvez eu apenas estivesse tentando ou pensando em como ficar rico ou algo parecido. Em como poderia ser feliz, ter sucesso, mas pela graça e misericórdia de Deus para comigo e minha família é que pude ver como Deus age na vida das pessoas. Acredito que Deus dá esta mesma oportunidade a todas as pessoas do mundo, mas poucas param para aceitar o amor de Deus através do AMOR FRATERNAL.
Nos próximos domingos, dá uma olhada em todas as pessoas que estarão no culto. Procure por uma criança que veio visitar com seus pais. Dê um sorriso para ela, dê um papel para ela desenhar, diga para ela que ela é bem vinda, mostre o amor fraternal.
Amor entre os irmãos, o amor fraternal, este é o VERDADEIRO AMOR DE CRISTO!

Print Friendly, PDF & Email

Sobre o autor

Comentários recentes

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Mais recentes