Select Page

Evidências Cristãs

Evidências Cristãs

Eu guardo em casa, para eventualmente ser mostrado aos que ainda não crêem, um pedaço da cruz de Cristo, as sandálias, quais não encontraram dignidade de João Batista para desatá-las, ainda atadas. Ah! Estava quase esquecendo, guardo também o cálice que Jesus tomou a última ceia. Estou esperando chegar um pedaço da coroa de espinhos que Jesus usou que comprei num site de leilões da Internet. Continuo poupando esperando outras oportunidades para adquirir mais algumas evidências cristãs. Bem, nem tudo isso seria possível se fossem objetos importantes. Não são objetos importantes, porque Jesus não era um homem importante. Quem, afinal, estava interessado em guardar objetos de um carpinteiro do interior? Passaram-se muitos anos até que o mundo olhasse pelo retrovisor e visse a Deus caminhando no mundo na pessoa de Jesus.
Espero que você não acredite que tenho todas estas relíquias citadas acima, eu teria que ser muito excêntrico, pra não dizer louco, ao afirmar ser esta uma verdade. Não tenho nenhum objeto que prove nada a não ser a Bíblia e o que ela mesma fornece como prova. A diferença da maioria das pessoas, é que alguns de nós temos certeza por folhear as suas páginas e nela encontrar todas as provas necessárias e suficientes.
Esteja Preparado
Todos devem estar preparados para apresentar as evidências cristãs necessárias e convincentes para os que ainda estão longe da salvação. Convincente não é da sua parte e sim da parte de Deus. O seu trabalho é apresentar as evidências e o de convencer é do Espírito Santo (João 16:7-11). A palavra de Deus é quem produz fé verdadeira (Rm 10:17).
O apóstolo Pedro escreveu sua epístola para todas as pessoas e não a sacerdotes ou arqueólogos especialistas em evangelismo e evidências cristãs. Ele disse:

“antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós, fazendo-o, todavia, com mansidão e temor, com boa consciência, de modo que, naquilo em que falam contra vós outros, fiquem envergonhados os que difamam o vosso bom procedimento em Cristo“ (1 Pedro 3:15, 16).

Antes de qualquer coisa e em primeiro lugar (redundante sim, para ser enfático), santifique Jesus como Senhor no altar do seu coração, deixe com que Ele tenha o primeiro lugar na sua vida. E num ato constante esteja preparado para responder por que você colocou Jesus no altar sagrado do seu coração, porque isso vai ser bem visível! Quando você anda com Jesus, sua vida cria esperança jamais vista em qualquer outro compromisso da vida, por isso Pedro ensinou: “santifique Jesus como Senhor“. Isso vai criar uma vida diferente em você e curiosidade nos outros, mesmo que já te conheçam antes.
Mas não esqueça de como responder. Se você, para defender a sua fé, ataca as pessoas, é arrogante no poder da verdade, você nunca vai convencer ninguém. As pessoas vão erguer seus escudos para os seus ataques. A maneira de falar da verdade é tão importante quanto  a verdade. A maneira, então, deve ser a mesma ensinada pelo apóstolo Pedro: “com mansidão e temor, com boa consciência“. Se você tem um cachorro ou um cavalo, você espera que eles sejam mansos. Se você tivesse um leão, você com certeza ia querer que ele fosse manso mesmo. Mas e que tal você? Deus espera que nós sejamos mansos para que não mordamos as pessoas nem com palavras. A mansidão é convincente. Acrescente à mansidão o temor a Deus e o respeito às pessoas. Agora, a mansidão e o respeito não será nada convincente se lhe faltar uma boa consciência. Você deve ser o exemplo do que fala para que, se falarem mal contra você, “fiquem envergonhados os que difamam o vosso bom procedimento em Cristo“.
A Evidência da Fé
Tendo as atitudes acima, vamos às evidências cristãs necessárias e convincentes. Será que não seria convincente um pedaço da cruz de Cristo, as sandálias, o cálice ou os espinhos da cruz? É, acho que seria difícil convencer alguém mesmo com tudo isso. Será que eu não iria precisar de certificados de autenticidade assinados pelos doze apóstolos? Sei lá… Será que acreditariam no meu documento de autenticidade? Provavelmente teria que suportar as dúvidas, as acusações de falsificação e os argumentos que surgiriam disto tudo. Seria um tesouro que despertaria muita atenção e então eu precisaria de um esquema de segurança incrível. Será que ter provas físicas cristãs irrefutáveis realmente ajudariam?
O autor de Hebreus tem um outro caminho bem melhor para apresentar as evidências cristãs. Ele escreveu o seguinte:

“Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem“ (Hb 11:1)

Ele disse que a pessoa precisa de certeza e convicção e aí estão as evidências. A evidência mais convincente é a fé. A fé deve estar naquele que santifica Cristo em primeiro lugar no seu coração. Quem vai apresentar os fatos, deve acreditar neles, ter certeza e convicção. A coisa parece complicar um pouco já que você leva os fatos até no bolso se quiser, mas estas serão as evidências. Certeza de coisas que se esperam, convicção de fatos que não se dá pra ver. A evidência da fé é importante porque:

“De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam“ (Hb 11:6).

Você notou como o verso 6 começa? Começa repetindo uma palavra que já foi dita no verso um. Fato, é o que nós procuramos. Fato é evidência e é exatamente isso que precisamos mostrar para as pessoas, evidências. Quais são as evidências da fé que agradam a Deus? Quais evidências nos levam a crer que Ele existe e recompensa quem o busca? São as evidências da fé. Veja, não simplesmente leia, veja as evidências nestas palavras a seguir:

“Pois, pela fé, os antigos obtiveram bom testemunho. Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem. Pela fé, Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício do que Caim; pelo qual obteve testemunho de ser justo, tendo a aprovação de Deus quanto às suas ofertas. Por meio dela, também mesmo depois de morto, ainda fala. Pela fé, Enoque foi trasladado para não ver a morte; não foi achado, porque Deus o trasladara. Pois, antes da sua trasladação, obteve testemunho de haver agradado a Deus“ (Hb 11:2-5).

Viu as evidências? Não viu, porque ninguém hoje consegue ver, mas sabe que elas existiram e existem. Vamos, então, enumerar as evidências apresentadas.
1. Os Antigos
Você pode perguntar para as pessoas se lembram dos seus tataravós ou mesmo dos bisavós. Alguns vão lembrar principalmente dos avós, no máximo. Dificilmente encontramos pessoas que tenham conhecido os seus tataravós, quem sabe no futuro, agora que a gente vive um pouco mais. Mas todo mundo sabe que os antigos existiram. Um teste é perguntar se conheceram seus tataravós e se não conheceram, como sabem que esta é a origem deles? Como é que podem acreditar em quem não conheceram e nem sequer viram. Independente de termos conhecido ou visto os antigos, eles existiram. Não deixam de existir ainda que tenhamos argumentos por não termos os conhecido. E este é um argumento do autor de Hebreus:

“Pois, pela fé, os antigos obtiveram bom testemunho“.

Use os exemplos dos antigos para falar da existência de Deus, somente sobre os acontecimentos com eles e o relacionamento deles com Deus. Deus lhes deu bom testemunho.
2. O Universo
Pegue um papel e algo para escrever nele. Treine antes fazer círculos de vários tamanhos. Se quiser, estude um pouco sobre os planetas e do nosso sistema solar. Mostre no papel o sol e os planetas ( a Terra é o terceiro planeta do sistema). Use como ilustração a posição constante da terra. Se estivesse no segundo lugar, estaria literalmente frita. Se estivesse na quarta posição, estaria congelada. Pergunte, como exercício de fé, se as pessoas acreditam nesta ordem do nosso sistema solar. É lógico que acreditam! Pergunte se alguém já viu estes planetas na sua ordem. Bem, não dá pra ver. Teria que estar fora da Terra a uma distância privilegiada e impossível diante da nossa tecnologia atual. Como é que pode acreditar no que não vê?

“Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem“.

Traga o universo real, mas invisível, para falar sobre a existência de Deus como evidência cristã.
3. Abel e Enoque
Sendo mais específico depois de mostrar alguns fatos indiscutíveis, olhemos para dois personagens que independente das nossas provas, existiram e não vão deixar de existir porque alguém não acredita ou nunca os viu pessoalmente. Assim como os antigos e o universo não deixam de existir porque nunca os vimos, Abel e Enoque não deixam de existir mesmo que não levemos provas palpáveis sobre eles. Abel sendo um exemplo mais específico também é uma lição direta. A sua existência ensina que oferecer a Deus o melhor obtém de Deus testemunho de justiça e aprovação. Ensina também que a imortalidade está em fazer desta vida a vontade de Deus.

“Pela fé, Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício do que Caim; pelo qual obteve testemunho de ser justo, tendo a aprovação de Deus quanto às suas ofertas. Por meio dela, também mesmo depois de morto, ainda fala“.

Enoque, o segundo exemplo específico, também ensina uma lição direta que baseia-se na fé. Acredito que Enoque também não via a Deus, mas andava com Ele. Não é porque você não vê alguém ou alguma coisa, como os antigos e o universo, que não exista. Assim é Deus, mesmo não o vendo, podemos andar com Ele. Aprendemos que quem anda com Deus, não morre, com Deus a morte é a nossa trasladação para estar junto com Ele. Novamente de Deus vem o testemunho. Enoque obteve o testemunho de haver agradado a Deus.

“Pela fé, Enoque foi trasladado para não ver a morte; não foi achado, porque Deus o trasladara. Pois, antes da sua trasladação, obteve testemunho de haver agradado a Deus“.

Estes são os fatos da evidência cristã: Os antigos, O Universo, Abel e Enoque, . Não precisamos outros fatos para convencer quem quer que seja. E para você, estes são fatos convincentes? Se você não crê, como vai convencer outros a crerem? Claro que existem muitos outros fatos que poderiam ser citados, mas para que? Afinal a fé é esperança e fatos que não se pode ver…

About The Author

Recent Reviews

Recent Comments

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest