Select Page

Ele Ficou Calado

Ele Ficou Calado

No tempo em que escrevo estas palavras, são as eleições gerais no Brasil de 2018. Nunca foi tão importante ficar calado como nestes últimos tempos em que todos, através das redes sociais, têm toda razão. E se não têm razão, conseguem virtualmente gritar e ofender ao semelhante criado à imagem e semelhança de Deus. Me lembrou de um conselho de Tiago:

“Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim! Acaso pode sair água doce e água amarga da mesma fonte?” (Tiago 3:9-11)

Não se pode discordar sem correr o risco de sair perdendo e é isso mesmo o que vai acontecer. O mínimo que você pode perder é a paciência, mas também corre o risco de perder amigos, irmãos, parentes e, finalmente, as eleições (estou falando sobre a eleição de Deus – Ele te escolheu para ser luz e não trevas).

Falar em eleições, já vi muitas. Depois de algum tempo os adversários que se apresentam hoje como oponentes e como as soluções dos problemas aparecem juntos em tramas. Claro que envolve-se a esperança e muitas promessas de mudanças necessárias, mas no final de tudo, está nas mãos de Deus e nossa única esperança que não será frustrada são novos céus e nova terra, onde habita justiça. Então, enviemos para lá nossos tesouros, onde nem traça, ferrugem e ladrões podem fazer parte. Precisamos ter fé principalmente se o candidato que escolhemos sair perdedor. Pode ter certeza, isso passa…

Neste momento muitos conselhos são importantes e não poderia ter outra fonte mais confiável do que a Palavra de Deus. Eleição vem, eleição vai, candidato vem candidato vai, promessas vêm promessas vão e Deus continua o mesmo. Sirva-se à vontade destes conselhos e mantenha a fé, esperança e o amor.

“Até o insensato passará por sábio, se ficar quieto, e, se contiver a língua, parecerá que tem discernimento.” (Provérbios 17:28)

“Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu:… tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar” (Eclesiastes 3:1,7)

Também é momento de pensar em Jesus e ter Ele como exemplo. Resista e, mesmo em face às mais absurdas acusações, mantenha-se calado. Você pode ler ou ouvir algo que discorda e ficar frio e, como Jesus, você vai se sair bem melhor do que ter falado algo do que vai ser arrepender depois.

“Acusado pelos chefes dos sacerdotes e pelos líderes religiosos, ele nada respondeu. Então Pilatos lhe perguntou: “Você não ouve a acusação que eles estão fazendo contra você?” Mas Jesus não lhe respondeu nenhuma palavra, de modo que o governador ficou muito impressionado.” (Mateus 27:12-14)

“Quando Pedro me fala sobre Paulo, sei mais de Pedro que de Paulo.”

Opressão, aflição, matadouro à frente, tosquiador com lâminas afiadas. Ele ficou calado… Por que você acha que tem que responder a tudo o que lê ou ouve?

“Ele foi oprimido e afligido, contudo não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado para o matadouro, e como uma ovelha que diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca.” (Isaías 53:7)

Lembre-se do seus primeiros encontros com o Senhor Jesus. Lembre-se por que Ele te chamou. Se você é à favor dos pobres e também à favor dos direitos, das minorias ou da melhora da economia, isso tudo é muito efêmero. Você foi chamado para ser eterno. Você foi chamado por Jesus para sofrer, se seguir o exemplo Dele, você vai mesmo. Vai sofrer pela injustiça, pela violência e pelas palavras e atitudes daqueles que Deus criou e estão se afastando tanto da Sua imagem e semelhança. Faça como Jesus “entregue-se Àquele que julga com justiça.

“Para isso vocês foram chamados, pois também Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam os seus passos. “Ele não cometeu pecado algum, e nenhum engano foi encontrado em sua boca”. Quando insultado, não revidava; quando sofria, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga com justiça. Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados. Pois vocês eram como ovelhas desgarradas, mas agora se converteram ao Pastor e Bispo de suas almas.” (1 Pedro 2:21-25)

“O homem é dono do que cala e escravo do que fala.”

Sempre é hora de confiar e descansar no Senhor pacientemente. Se os seus oponentes forem vitoriosos, se os que maquinam o mal sairem vitoriosos, descanse no Senhor. Duas podem ser as possibilidades: você está certou ou errado. Paciência, o Senhor vai te conduzir às conclusões que você precisa.

“Descanse no Senhor e aguarde por ele com paciência; não se aborreça com o sucesso dos outros, nem com aqueles que maquinam o mal.” (Salmos 37:7)

Fale pouco. Evite o pecado. Controle sua língua e poderá controlar toda sua vida. Seja sensato. Dê valor ao que tem valor. Coisas, pensamentos, ideias, propostas, promessas realmente têm algum valor? Almas têm valor. O que adianta ganhar uma discussão e perder um amigo, um colega, um parente ou um irmão. Certamente você estará condenando a si mesmo.

“Quando são muitas as palavras o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato.” (Provérbios 10:19)

“O homem que não tem juízo ridiculariza o seu próximo, mas o que tem entendimento refreia a língua.” (Provérbios 11:12)

Finalmente, não seja agressivo, não ridicularize quem pensa diferente de você. Aja com entendimento. Não de política, mas de vida. Dê às pessoas o mesmo valor que Deus dá para você. Não condene segundo os seus conceitos ou conceitos que te deram. Deixe o justo Juiz julgar e se você tiver que avaliar, faça como o próprio Juiz e julga pelo que está escrito e não por opiniões. Se nem Deus julga uma pessoa pela aparência ou uma opinião, quem somos nós para julgar diferente?

Agora, nem todo o que cala consente. Jesus ficou calado, mas o silêncio Dele tem falado mais alto do que as palavras que lemos dos que tiveram oportunidade de falar. Os sacerdotes falaram, Pilatos falou, o povo gritou para crucificá-lo e de todos os que mais ouvimos é o silêncio de Jesus. Nem sempre quando os justos se calam os ímpios triunfam. A justiça divina, por si só, cumpre o seu papel. Não adianta gritar por direitos, não adianta se posicionar contra o pecado se na sua vida lá no seu esconderijo do seu caráter você é muito pior do que sabem.

About The Author

Recent Reviews

Recent Comments

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest