Select Page

Como Viver Dias Mais Felizes Aqui na Terra

Como Viver Dias Mais Felizes Aqui na Terra

Há textos na Bíblia que trazem grandes promessas para nós, que estamos utilizando o poder do Espírito Santo para obedecer aos ensinamentos de Jesus.

Uma dessas promessas se encontra na carta de Paulo aos Efésios, capítulo 2, versículo 6:

“E juntamente com ele nos ressuscitou e com ele nos fez assentar nas regiões celestiais em Cristo Jesus.”

Sim, após nossa identificação com Jesus no momento do batismo, morremos para a velha vida que vivíamos, renascemos em Cristo, nossos nomes são escritos no livro da vida e espiritualmente JÁ PASSAMOS a estar assentados nos lugares celestiais.”

Outra grande promessa se encontra em Romanos 5:17:

“Se a morte reinou pela ofensa de um e por meio de um só, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo”

Sim. Nós que recebemos da abundância da graça e o dom da justiça, já reinamos em vida através de Jesus Cristo. Sim, para nós, o milênio já chegou, o reinado de Cristo sobre o seu povo, a igreja que, claro, se concretizará de forma extraordinária na segunda vida do Mestre.

Temos os nossos nomes arrolados nos céus (Lucas 10:20), reinamos em vida, já estamos assentados nos lugares celestiais.

Porém, para você, meu irmão, que chegou até esta parte do artigo, que talvez não sinta dessa maneira ou não veja muitos vivendo assim, tenho a dizer que essa vida não acontece automaticamente e no texto de hoje gostaria de dar algumas dicas de como podemos viver uma vida aqui na terra de forma mais feliz enquanto aguardamos o clímax da vida cristã, a volta triunfal de Jesus que nos levará a, enfim, habitar as moradas celestiais que estão sendo preparadas por Jesus (João 14:1-3).

DICAS PARA VIVERMOS PLENAMENTE A VIDA CRISTÃ

“Irmãos, se alguém for surpreendido em alguma falta, vocês, que são espirituais, restaurem essa pessoa com espírito de brandura. E que cada um tenha cuidado para que não seja também tentado. Levem as cargas uns dos outros e, assim, estarão cumprindo a lei de Cristo. Porque, se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, engana a si mesmo. Mas que cada um examine o seu próprio modo de agir e, então, terá motivo de gloriar-se unicamente em si e não em outro. Porque cada um levará o seu próprio fardo. Mas aquele que está sendo instruído na palavra compartilhe todas as coisas boas com aquele que o instrui. Não se enganem: de Deus não se zomba. Pois aquilo que a pessoa semear, isso também colherá. Quem semeia para a sua própria carne, da carne colherá corrupção; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá vida eterna. E não nos cansemos de fazer o bem, porque no tempo certo faremos a colheita, se não desanimarmos. 10Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé.” – Gálatas 6:1-10

1ª Dica – De Deus não se zomba, o que plantarmos colheremos… (vs. 7).

É A velha lei da semeadura – o que estamos plantando hoje certamente colheremos amanhã. Às vezes imaginamos que essa grande colheita virá apenas no dia do Senhor, e podemos nos enganar. A colheita do que plantamos começa aqui e agora na terra.
Claro que, de maneira plena, sim, colheremos na eternidade.

Eu pergunto: o que você espera do futuro? Em grande parte depende do que você está semeando hoje. Deixe-me dar alguns exemplos:

Se hoje semeamos na família, os valores de Deus, lá na frente esses valores refletirão na vida de todos os membros da família. O inverso também é verdadeiro. Esta semeadura é mostrada no ensino e principalmente na prática dos valores de Deus.

Se estamos semeando para o futuro profissional, estudando, nos qualificando, abrindo mão um pouco do lazer, investindo o nosso dinheiro nos estudos, também lá na frente colheremos. No entanto, também colheremos uma situação difícil, se hoje estamos fazendo como a cigarra na parábola da cigarra e da formiga. Só no lazer e na “boa vida”.

Se estamos investindo no casamento, no diálogo, em atitudes de amor e de perdão, também certamente colheremos lá na frente um casamento sólido.

Um jovem casal de namorados se está investindo no diálogo, aprendendo com os mais experientes, tendo um namoro santo também colherá os bons frutos lá na frente. Porém, se está em rebeldia contra os pais e pessoas que querem ajudar, isolados, tendo um namoro conforme os padrões do mundo sem Deus, certamente colherá amargos frutos, talvez uma gravidez prematura, que levará a um casamento não planejado, uma vida financeira e profissional precária pois teve que largar os estudos e assim uma desgraça irá suceder a outra desgraça em razão da má plantação inicial, isto é, a rebeldia e a desobediência.

Muitas vezes pensamos em colheita somente no juízo final. É verdade. Porém, muito do que semeamos nesta vida, aqui mesmo colheremos.

Responda para você mesmo: onde invisto o melhor do meu tempo, da minha energia, do meu dinheiro? A colheita será abundante, seja para o bem, seja para o mal.

2ª Dica – Não nos cansemos de fazer o bem, o que é certo, fazer questão de obedecer aos ensinamentos de Jesus. (vs. 9)

Por exemplo, perdoar a quem nos ofende, sempre que tivermos oportunidade, fazermos o bem a todos, termos cuidado com as palavras que falamos uns para os outros, na família, em qualquer relacionamento.

Às vezes desanima fazer o que é certo, justo e honesto num mundo onde parece que a maioria faz o mal e se dá bem. Puro engano. Deus, na Sua Palavra, está nos garantindo que, se não desistirmos de fazer o certo, vamos colher.

Colheremos aqui nesta vida e especialmente na eternidade, pois todos os nossos atos estão sendo anotados no caderno de Deus que a tudo vê e sonda.

A Palavra de Deus é “lâmpada para os nossos pés e luz para o nosso caminho” (Salmo 119:105) – façamos, então, questão de fazer do jeito de Deus, não do nosso jeito.

Vida cristã exige perseverança, isto é, permanecer. No começo do ano, anotamos vários propósitos: ler mais a Bíblia, ter uma vida de oração, ser mais frequente nas reuniões da igreja, combater aquele pecado que tem afastado de Deus, cuidar daquele vício que tem a roubado a qualidade de vida ou meus relacionamentos e assim por diante.

Com o tempo, vamos cansando, parece que o resultado não vem…

A dica de Deus – continue, persevere, não desista – no momento certo, no tempo de Deus você colherá os frutos doces da obediência, de fazer o bem, de ser obediente aos ensinos da Palavra de Deus.

3ª Dica – Valorizemos a comunidade de Cristo – vamos corrigir e ser corrido (vs. 1)

Vamos ter coragem, amor e firmeza para corrigirmos uns aos outros. Vivemos em família para isso – 2 Timóteo 3:16-17 diz que a Palavra de Deus serve para ensinar, repreender, corrigir e educar em justiça.

“Levem as cargas uns dos outros e cumprireis a lei de Cristo”.

As pessoas ao nosso redor conseguem ver melhor, por isso, precisamos estar abertos à correção.
O que é mais difícil? Corrigir ou ser corrigido? Em minha experiência, corrigir, pois as pessoas não estão abertas para receberem.

O ano de 2018 foi um ano da semeadura. Decidi ouvir, na minha vida profissional, os conselhos de minha esposa (“Volte a estudar”), do meu chefe (“Seja mais dedicado”), da minha diretora (“o ‘arroz e feijão’ o juiz já tem, ele quer mais que isso’). Foi difícil, exigiu humildade, coragem para sair da zona de conforto e investimento.

Mas colhi logo no início de 2019: promovido para um cargo melhor, com mais responsabilidade, mais privilégios.

Precisamos ser abertos à correção, ao comentário do outro, ao “pitaco” mesmo, especialmente de pessoas que nos amam, que querem o nosso bem.

Vamos conversar, ouvir mais do que falar (Tiago 1:19), pedir um feedback – isto somente nos fará bem. Toda correção dói, como diz Hebreus 12:11, mas no final colheremos os doces frutos.

Há pessoas mais dóceis para corrigir, há pessoas muito duras – todas elas, se formos humildes, serão bênçãos de Deus para nossas vidas.

E, claro, quando formos nós que estivermos corrigindo, lembremos do espírito de brandura que desejamos que tenham conosco, que assim façamos com aquele a quem estamos corrigindo.

4ª Dica para todos – Cada um levará o seu fardo (vs. 5)

Parede contraditório quando comparado com o vs. 2, mas não é. Para quem for corrigir e o outro não aceitar – você fez a sua parte, no final, cada um levará sua própria carga, sofrerá as consequências dos seus atos, fique tranquilo, você fez sua parte.

Para quem é corrigido – aceitar ou não é com você – saiba que, no final, você levará sua própria carga – sofrerá as consequências.

CONCLUSÃO

“Os que receberam da abundância da graça e o dom da justiça, reinarão em vida através de Jesus, pois já estão assentados nos lugares celestiais, com seus nomes arrolados nos céus”. Como reinarão?

Levando Deus e seus valores a sério – Deus não se deixa escarnecer, vamos parar de brincar de ser cristão…

O que plantarmos, colheremos lá na frente, muitas vezes aqui na terra…

Não nos cansemos de fazer o bem, obedecer a Jesus e Sua Palavra, vamos fazer a colheita no tempo certo.

Temos a igreja, o povo de Deus, a família, o corpo de Cristo – vamos utilizar desse grupo maravilhoso para melhorarmos, sermos corrigidos, também vamos ter coragem de corrigir.

A colheita virá a partir do que estamos plantando hoje – aqui na terra e de maneira plena, lá no céu, quando Cristo voltar.

About The Author

Recent Reviews

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest