Selecione a página

Chamados Para Servir e Amar

Chamados Para Servir e Amar

O que vem à mente das pessoas quando ouvem a palavra “igreja”? E aqueles que decidiram não fazer parte de nenhum dos grupos que se autodenominam “igrejas”, como pensam?

Um prédio bonito e ornamentado? Talvez seja esta a ideia de quem cresceu fazendo parte de uma religião.
Uma maneira fácil de ganhar dinheiro? É o que pensam muitos que não querem contatos com qualquer grupo que se apresenta como igreja.

Certa vez, tentando regularizar os documentos do prédio da igreja nos Pimentas onde congrego, perguntei a um amigo meu, advogado, se ele poderia fazer o favor de nos ajudar. Ele respondeu: “É relativo a igreja?” Quando respondi positivamente, ele disse: “Não quero saber de nenhum envolvimento com qualquer igreja, pois sei que no geral o objetivo é enganar as pessoas e ganhar muito dinheiro”
Depois, conversando um pouco mais com ele, por me conhecer, ele disse: “vou ajudar, mas por você, por conhecer você.”

Infelizmente, a falsa religião fez com que uma palavra bíblica, IGREJA, criada no coração de Deus e colocado pelo Senhor em Sua Palavra, tivesse uma conotação tão religiosa.

Mas não é desta maneira que Deus pensa sobre a igreja. Vejamos o versículo 28 do texto que estamos estudando:

“Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho que o Espírito Santo entregou aos seus cuidados, como pastores da igreja de Deus, que ele comprou por meio do sangue de seu próprio Filho”.

A igreja de Jesus é tão importante, que Deus não hesitou em enviar seu Filho Jesus, que morreu na cruz derramando seu sangue para estabelecer a Sua igreja.

IGREJA – UMA ASSEMBLÉIA, UMA COMUNIDADE DE PESSOAS CHAMADAS POR JESUS

Conquistado por Jesus na Estrada de Damasco, o apóstolo Paulo entregou sua vida para servir ao Senhor através de uma vida de serviço ao povo de Deus, os chamados por Deus. Nessa época o apóstolo já tinha iniciado cerca de 40 congregações das igrejas de Cristo na Ásia, Europa e Grécia.

No texto de hoje, Paulo está indo para Jerusalém, onde será preso, com risco de perder a própria vida. Em viagem, o apóstolo chama os pastores, bispos, anciãos ou presbíteros da igreja na cidade de Éfeso, igreja que por 3 anos serviu com um trabalho árduo para que o evangelho chegasse a toda aquela região

O apóstolo não sabe se viverá muito tempo, por isso, ele deixa diretrizes, ensinamentos para aqueles homens que, junto com sua família, iriam servir, formando outros homens e famílias para que continuassem o trabalho na igreja de Deus, que duraria até a segunda volta de Jesus.

Hoje, 21 séculos depois, os ensinamentos do apóstolo servem para você, que já faz parte da igreja e é um convite para quem está procurando uma nova razão para viver – fazer parte da igreja de Deus no seu grandioso propósito aqui na terra.
Sim, a igreja é o grupo de chamados de Deus.

1. Somos chamados para servir a Deus de todo o coração.

“Servindo o Senhor com toda a humildade, com lágrimas e com as provações que me sobrevieram pelas ciladas dos judeus.” – vs. 19

O servir a Deus não é algo automático, mecânico, mas há envolvimento de alma e de coração. Precisava haver muita humildade.
Humildade que nos leva a encarar o sofrimento daqueles a quem servimos como nosso sofrimento – Jesus sentia compaixão das pessoas sofridas.

Humildade para reconhecer na luta dos outros as nossas próprias lutas – luta para ter uma família equilibrada, luta para vencer suas batalhas pessoais, o pecando que nos assedia.

Não há lugar para orgulho nem arrogância diante do sofrimento de quem servimos, mesmo quando a pessoa está colhendo o que plantou.

2. Somos chamados para servir limitados apenas pela disposição das pessoas em aceitarem serem servidas (vs. 20).

“Vocês sabem que jamais deixei de anunciar o que fosse proveitoso e de ensinar isso a vocês publicamente e também de casa em casa.” (vs. 20)

Para Paulo qualquer lugar era lugar para anunciar o evangelho de Jesus: na beira de um rio, como em Filipos, num auditório, como em Atenas, numa escola, como no livro de Atos – onde havia uma pessoa querendo Jesus, Paulo estava lá.

De casa em casa, publicamente – Meu lema pessoal é: “Você quer? Eu quero!” Agora, “se você não quer, eu respeito o seu não querer e continuo amando você.”

Os chamados por Jesus, como Paulo, gastam gasolina, sola de sapato, seu tempo, seus bens, só pela maravilha de ver alguém entendendo o vs. 21 e se rendendo a Jesus:

“Testemunhando tanto a judeus como a gregos o arrependimento para com Deus e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo.”

Jesus tem uma mensagem, um plano de vida maravilhoso – todos precisam conhecer para terem a oportunidade de aceitar ou não esse plano.

3. Somos chamados para vivermos junto com Deus nas moradas celestiais, mas, enquanto elas não chegam, vamos, como Jesus, como seus seguidores, sofrer neste mundo o que Ele sofreu.

“E, agora, impelido pelo Espírito, vou para Jerusalém, não sabendo o que ali vai me acontecer, 23exceto que o Espírito Santo, de cidade em cidade, me assegura que prisões e sofrimentos estão à minha espera. Porém em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, desde que eu complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus.” (vs. 22-24)

Ao contrário do pregado pelo mundo religioso, enquanto seguimos Jesus também passaremos por muitos dos sofrimentos que Jesus, que Paulo e tantos outros cristãos passaram.

A verdadeira mensagem é que Deus não permitirá que falte o necessário para nós, porém, com lutas, com provações, com sofrimentos (Romanos 8:35-36).

4. Somos chamados para que ninguém ao nosso redor possa morrer sem ouvir a boa mensagem de Jesus.

“E agora eu sei que todos vocês, em cujo meio passei pregando o Reino, não mais verão o meu rosto. Portanto, no dia de hoje testifico diante de vocês que estou limpo do sangue de todos, porque jamais deixei de lhes anunciar todo o plano de Deus.” (vs. 25-27)

Tenho uma maneira de agir com qualquer pessoa que aceita falar de Jesus comigo e marca um encontro. Faço o possível para não desmarcar, se alguém tiver que faltar e desmarcar, não serei eu, será a própria pessoa.

Por quê?

No que depender de mim (e depende muito pouco) ninguém deixará de ouvir a boa mensagem sobre Jesus.

Já tomei fora, já fui e a pessoa não estava, já programei meu dia para estar com a pessoa e ao acordar, deparei com mensagem desmarcando.

Por quê? Facilitarei ao máximo no tempo, indo na casa, recebendo em casa, marcando em algum lugar neutro, tendo paciência, tudo para não dar motivo da pessoa desistir.

5. Somos chamados para sermos pastores, cuidadores uns dos outros.

“Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho no qual o Espírito Santo os colocou como bispos, para pastorearem a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue. Eu sei que, depois da minha partida, aparecerão no meio de vocês lobos vorazes, que não pouparão o rebanho.” (vs. 28-29)

Na igreja de Deus os mais velhos cuidam dos mais novos…
Os mais espirituais suportam a infantilidade dos mais novos…
Os mais velhos trocam as fraldas das crianças…

A maior prova de maturidade espiritual é o quanto suportamos da imaturidade e da infantilidade do outro.
Não é a língua ferina para colocar o outro no lugar, mas a trava na língua para não responder à altura as injúrias e as injustiças lançadas pelo outro.

1 Timóteo 3:1 – “Se alguém deseja ser pastor, presbítero ou bispo, excelente obra almeja” – haverá um processo para que um homem junto com sua família seja escolhido para servir a igreja de Deus.

Este processo começa no dia em que você e eu confessamos Jesus como Senhor, no batismo – nem todos serão presbíteros, mas alguns serão escolhidos por Deus através da sua igreja.

“Cuidem de si mesmo”, diz Paulo, somos chamados para tratar seriamente nossas fraquezas para, então, termos condições de ajudar aos outros.

“Por que você o cisco no olho do seu irmão e não vê a trave no seu olho”, disse Jesus. “Tire a trave, então, poderá ajudar seu irmão com seu cisco, em Mateus 7:3.

6. Somos chamados para sermos motivados pelo amor a Jesus e Seu povo.

“De ninguém cobicei prata, nem ouro, nem roupas; vocês mesmos sabem que estas minhas mãos serviram para o que era necessário a mim e aos que estavam comigo. Em tudo tenho mostrado a vocês que, trabalhando assim, é preciso socorrer os necessitados e lembrar das palavras do próprio Senhor Jesus: “Mais bem-aventurado é dar do que receber.” (vs. 33-35)

Dinheiro, poder ou qualquer outra ambição equivalente não devem ser a motivação dos chamados para servir a Jesus e Sua igreja.

Paulo, não apenas trabalhava para ganhar seu pão, mas também sustentar e ajudar aqueles que estavam com eles.

O servo de Deus é o primeiro a colocar a mão no bolso quando surge uma necessidade na família de Deus.

7. Somos chamados para trabalharmos em equipe e desenvolvermos relacionamentos profundos uns com os outros.

“Tendo dito isso, ajoelhando-se, Paulo orou com todos eles. Então houve grande pranto entre todos, e, abraçando Paulo, o beijavam, entristecidos especialmente pela palavra que ele tinha dito: que não mais veriam o seu rosto. E eles o acompanharam até o navio.” (vs. 36-38)

Jesus não fez um trabalho solo. Foram os 12, os 70, os 500 discípulos.
Paulo formou uma bela equipe com Timóteo, Lucas, Tito, Tíquico e tantos outros
Ele chama não o presbítero de Éfeso, mas os presbíteros, a equipe que fazia parte do presbitério daquela igreja.

Aqueles irmãos desenvolveram relacionamentos de maneira profunda, pacífica, com humildade e quebrantamento.
Não é de estranhar toda a emoção sentida na partida de Paulo, que tinha desenvolvida profunda amizade com os presbíteros de Éfeso e os demais irmãos.

CONCLUSÃO

E para esta igreja, meu irmão, minha irmã, que você é chamado…
Servir a Deus de todo o coração…
Servir às pessoas de maneira limitada apenas pelo desejo delas serem servidas…
Ir morar com Jesus no céu, mas primeiro viver a vida dele aqui na terra…
Não permitir que ninguém deixe de ouvir a mensagem de Jesus…
Para sermos cuidadores, pastores uns dos outros…
Nossa motivação é o amor a Jesus e ao seu povo…
Para desenvolver uma equipe com laços profundos de amizade.

Esta, sim, é a IGREJA DE JESUS, que pertence a Ele, formada pelos chamados por Deus para servir a Deus através de uma vida de amor e serviço ao próximo.

Mensagem pregada na Igreja de Cristo em Vila Maria, São Paulo/SP., em 05 de maio de 2019.

Print Friendly, PDF & Email

Sobre o autor

Comentários recentes

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Mais recentes