Select Page

Autoridade de Fé

Autoridade de Fé

0————————————————————————-0

Não sei se você notou, mas tem uma linha acima deste artigo. Quantos centímetros você acha que tem? Fabiano diz que são seis centímetros. Roberto discorda, dizendo são de oito centímetros. Ah, não é possível que isso vai dar briga entre os irmãos? Você concorda com Fabiano ou com Roberto? Afinal, qual dos dois está certo? Existe um modo de solucionar a divergência? Sim, existe. Você concordaria se eu usasse minha mão como padrão internacionalmente aceito? Acho que não, não é? Pois minha mão deve ser diferente do tamanho da sua mão e muitas pessoas têm mãos de tamanhos diferentes. O que você acha se a gente medir esta linha com uma régua? Pois é, com simplicidade, eficiência e autoridade, a régua nos dá a resposta definitiva. A régua é uma medida internacionalmente aceita

A régua mostra a todos quantos centímetros de comprimento tem a linha. E todos aceitam e são capazes de entender isto. A pequena divergência desaparece ao aplicarmos e aceitarmos a autoridade em medidas de comprimento, a régua. Ninguém discute com a régua, todos a aceitam.

Este é um exemplo simples, mas o princípio em jogo tem implicações profundas.

Os homens discordam e se dividem em questões religiosas. Existe um modo de solucionar divergências em religião? Lembre-se de que na questão do comprimento de uma linha a aplicação e a aceitação de uma autoridade, a régia, foi o bastante para resolver o problema. Logicamente, portanto, as questões religiosas podem ser resolvidas se uma autoridade for aceita e usada.

Existe tal autoridade em religião? Sim, existe!

Jesus Cristo, o Filho de Deus, foi investido de toda autoridade em religião (Mateus 28:18; Efésios 1:22, 23). O Novo Testamento revela como Jesus, depois da morte e da ressurreição subseqüente, delegou completa autoridade a seus apóstolos para que eles, guiados pelo Espírito Santo, pudessem levar a mensagem de Cristo a todas as partes do mundo (João 14:26). Homens guiados pelo Espírito escreveram o novo Testamento (1 Coríntios 2:13). Pelas Escrituras toda humanidade pode contar com o mesmo guia depois da morte dos apóstolos (2 Pedro 1:12-15). A Bíblia habilita o homem de Deus completamente “para toda boa obra” (2 Timóteo 3:16, 17). Este livro inspirado contém tudo aquilo que precisamos para ficarmos completamente habilitados. Assim sendo, a Bíblia tem os requisitos necessários indispensáveis para ser a autoridade em religião para todos nós.

Da Palavra de Deus emana a verdade e a luz. Podendo não apenas entender sua mensagem, mas por meio desta mensagem, podemos encontrar o caminho para acreditar em Jesus (João 20:30, 31). Nela encontramos os mandamentos de Deus (1 Coríntios 14:37). Em conseqüência de orientação divina proporcionada pela Bíblia, resultados maravilhosos advém de sua leitura.

A Bíblia, sendo a autoridade total e suficiente em questões de fé, torna desnecessária qualquer outra autoridade. Em questões religiosas, a Bíblia é a autoridade cuja aceitação e uso conta com a aprovação de Deus.

A Bíblia traz clareza e consistência. As outras pseudo-autoridades (homens), não inspiradas e contraditórias, só trazem lealdade escravizantes desnecessárias, muita confusão, partidarismo, concentração de poder e riqueza e divergências religiosas.

A autoridade divina, para nossos dias e para sempre, é a Bíblia, a Palavra de Deus. Todos precisam por de lado as pseudo-autoridades alicerçadas em opiniões meramente humanas e seguir a Vontade de Deus que se encontra expressa na Bíblia, mais especificamente no Novo Testamento.

Na igreja de Cristo você tem este ambiente onde se “fala onde a Bíblia fala e cala onde a Bíblia cala”. Procure sua Bíblia e estude numa escola diferente, dentro da sua casa. A leitura vai te guiar à verdade. Se você quer saber qual é a medida da fé e quer fazer a vontade de Deus, então você deve conhecer a Bíblia.

About The Author

Recent Reviews

Recent Comments

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest