Select Page

A Qualidade do Culto

A Qualidade do Culto

A Bíblia fala sobre a qualidade de adoração a Deus? Acredito que sim. Esta passagens pode te fazer pensar:

“O filho honra seu pai, e o servo o seu senhor. Se eu sou pai, onde está a honra que me é devida? Se eu sou senhor, onde está o temor que me devem? “, pergunta o Senhor dos Exércitos a vocês, sacerdotes. “São vocês que desprezam o meu nome! ” “Mas vocês perguntam: ‘De que maneira temos desprezado o teu nome? ’”Trazendo comida impura ao meu altar! “E mesmo assim ainda perguntam: ‘De que maneira te desonramos? ’ “Ao dizerem que a mesa do Senhor é desprezível. “Na hora de trazerem animais cegos para sacrificar, vocês não vêem mal algum. Na hora de trazerem animais aleijados e doentes como oferta, também não vêem mal algum. Tentem oferecê-los de presente ao governador! Será que ele se agradará de vocês? Será que os atenderá? “, pergunta o Senhor dos Exércitos. “E agora, sacerdotes, tentem apaziguar a Deus para que tenha compaixão de nós! Será que com esse tipo de oferta ele os atenderá? “, pergunta o Senhor dos Exércitos. “Ah, se um de vocês fechasse as portas do templo. Assim ao menos não acenderiam o fogo do meu altar inutilmente. Não tenho prazer em vocês”, diz o Senhor dos Exércitos, “e não aceitarei as suas ofertas.” (Malaquias 1:6-10)

A Bíblia ensina alguns atos de adoração a Deus que devemos praticar no culto: comunhão, cantar, orar, ofertar, cear e pregar a palavra. Todas estas atitudes de adoração, assim como a fé, a esperança, o amor e tantas outras virtudes, são tiradas das palavras de Deus registradas na Bíblia. Sendo assim, o culto é muito bom porque é bíblico. A igreja é perfeita por ser o corpo de Cristo, mas nós, os membros, somos imperfeitos, porém, juntos somos aperfeiçoados e justificados a cada domingo quando estamos mantendo comunhão uns com os outros, pois estamos andando na luz onde Deus está e o sangue de Jesus nos purifica de todo pecado (1 Jo 1:5-7).

Agora, tendo estabelecido que o culto de adoração a Deus é bom porque é bíblico, como podemos ter um culto de qualidade? Precisamos de um culto melhor por vários motivos: em primeiro lugar porque precisamos ofertar ao Senhor o melhor que temos e não o resto. Em segundo lugar por causa de cada indivíduo, isto é, cada um de nós somos membros do corpo e quando recebemos o melhor, nos tornamos mais perfeitos como corpo de Cristo. Terceiro, porque um culto sólido na Palavra de Deus é a melhor ferramenta de crescimento e manutenção da igreja. O culto não é um acaso ou acidente histórico, é a forma divina de nos aproximar Dele.

Podemos cantar melhor?

Sim, acredito que podemos cantar melhor. Cantar é cerca de 70% do culto de louvor, então é de extrema importância dar o melhor para Deus, pois quando cantamos nós é que nos elevamos à Ele. Cantar em louvor ou adoração a Deus não muda quem Deus é, pois Deus não se alimenta da nossa adoração. Cantar melhor muda quem nós somos e onde nós estamos. Lógico que não estamos falando em levar as pessoas ao êxtase inconsciente, mas à verdadeira adoração, louvando ao Senhor propositadamente em verdade e em espírito.

“Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês.” (Romanos 12:1)

“Por meio de Jesus, portanto, ofereçamos continuamente a Deus um sacrifício de louvor, que é fruto de lábios que confessam o seu nome.” (Hebreus 13:15)

Devemos investir tanto na adoração a Deus através de cânticos quanto investimos na formação de pregadores e evangelistas. Porém se investimos como esmola em pregadores e evangelistas, então estamos comprometendo a própria vida da igreja e a vida da igreja é o corpo de Cristo aqui na terra. A igreja representa salvação, uma Congregação que fecha as portas fecha também as portas do céu para aqueles que precisam ser salvos. Uma forma de fechar a porta é fazer a obra do Senhor relaxadamente. Quem vai querer fazer parte de uma igreja que não dá o melhor para quem está lá. Lembrando novamente que o louvor e adoração muda e edifica cada pessoa que está lá.

Como podemos cantar melhor? Como disse acima, precisa de investimento e este é um investimento a médio e longo prazos, mas tem que começar hoje. Quanto mais tempo demorarmos em investir, mais vamos demorar para colher os resultados.

Uma ação prática é escolher entre os membros, aquele que já tem dom para reger cânticos. Devemos escolher o melhor entre nós e vamos investir financeiramente neste ministério. A igreja precisa ser dirigida por dons e não por quem quer.

Em segundo lugar um louvor através de salmos, hinos e cânticos espirituais também evangeliza porque leva pessoas sem Deus para mais perto de Deus. Cantar é um convite para fazer parte do corpo de Cristo. Cantar bem todos juntos requer, antes de mais nada, um bom regente. Cantar é uma forma de proferir a palavra de Cristo de uma forma agradável e inteligível, cantar bem é evangelismo. Pense junto comigo, adaptando para a adoração em forma de cântico, o que Paulo fala. Substitua ‘profetizar’ por cantar:

“Mas se entrar algum descrente ou não instruído quando todos estiverem profetizando (cantando), ele por todos será convencido de que é pecador e por todos será julgado, e os segredos do seu coração serão expostos. Assim, ele se prostrará, rosto em terra, e adorará a Deus, exclamando: “Deus realmente está entre vocês! ” (1 Coríntios 14:24,25)

Então, se cada pessoa canta do jeito que quer, quem precisa ouvir a Palavra de Deus através dos nossos cânticos vai notar que não somos unidos, que não nos preparamos, que não conhecemos o que estamos fazendo e que precisamos de ajuda. Hinos e cânticos espirituais ensinam e aconselham uns aos outros com toda a sabedoria (Colossenses 3:16).

Podemos orar melhor?

Oração é uma das mais básicas atitudes de relacionamento com Deus. De uma certa forma todo ser humano ‘sabe’ orar, isto é, se conectar com Deus. Deus é que é misericordioso e aceita a sinceridade até daqueles que o buscam.

Claro que a gente pode melhorar a oração. Uma maneira é orar mais. Quanto mais oramos, mais aprendemos na prática. Basicamente devemos orar com fé e em nome de Jesus. Sobre este assunto, poderia discorrer e apresentar vários argumentos bíblicos e referências, mas não é este o objetivo.

Podemos Ter Uma Oferta Melhor?

Assim como sabemos, oferta deve ser com alegria. Pergunto: você está alegre em ofertar? Você sente que a mensagem para a oferta é uma mensagem de alegria?

Novamente o objetivo deste artigo não é falar sobre cada detalhe dos pontos apresentados tal como ofertar melhor. Você deve fazer seu próprio estudo sobre o assunto e não esperar que tudo seja falado no culto.

Para ministrar a oferta, precisamos de pessoas que sejam bons exemplos na oferta e que saibam conduzir o pensamento em alegria para incentivar os ofertantes. Deve ser alguém de conhecimento sobre o assunto e que pregue para o futuro, pois a instrução básica é trazer a oferta preparada de casa conforme a sua prosperidade. As pessoas precisam se convencer de que Deus ama a quem oferta com alegria.

Para a oferta dominical, devemos ter mensagens bíblicas e novas a cada domingo. Nada de repetitividade. Geralmente se usam as mesmas passagens todos os domingos. Rotina não causa alegria, pelo contrário, mostra que os que estão ministrando a oferta não fez sua oferta começando em casa, isto é, não se preparou para dar o seu melhor. Ofertas sacrificiais e generosas abençoam os que ofertam e esta é uma promessa conhecida de Deus (2 Co 9:6-9).

O exemplo de oferta que devemos ter como padrão é o próprio Deus.

Preciso lembrar que o objetivo não é arrecadar mais, principalmente se a igreja não está fazendo o que deve ser feito e nem sequer tem planos para evangelizar mais e melhor e também fazer melhor o básico que precisa ser feito.

Podemos Ter Uma Ceia Melhor?

Uma Ceia melhor significa uma consciência coletiva mais alerta. Isto se faz através de uma boa mensagem, uma mensagem bíblica. Novamente os ministrastes deste ato tão importante devem estar preparados da melhor forma possível. A ceia, como todo o culto, é bíblica e boa. Nós é que devemos melhorar e fazer tudo para Deus como oferta sacrificial. Devemos oferecer o melhor. Na ceia lembramos que Deus nos ofereceu o melhor. Você pode ler este artigo sobre a importância da ceia CLIQUE AQUI.

Podemos Ter Uma Mensagem Melhor?

As pessoas vão para a igreja procurando por Deus e elas querem ouví-lo. Me diga uma coisa: você tem ouvido a Deus? É na igreja que temos encontrado com Ele? Eu acredito QUE SIM, mas os pregadores não estão ofertando o melhor. Púlpito não é lugar de amador. Temos muitos conceitos errados sobre o púlpito e sacerdócio. Lógico que não devemos ter uma hierarquia ou separar os sacerdotes dos leigos, pois, todos somos sacerdotes santos.

Eu tenho certeza que três são os mais importantes momentos para abrir corações e mentes: os cânticos, a ceia e a pregação. Quem sobe ao púlpito para pregar deve ser como aquele pintor que, em 25 minutos faz a sua melhor e mais cara pintura. Temos que ter homens preparados a ponto de pregar melhor que o cinema e cativar os ouvintes da mensagem por duas horas ou mais (não estou sugerindo que tenhamos pregações de 2 horas ou mais). A qualidade da mensagem deve ser aquele tipo de mensagem que não deixa dúvidas de que Deus está falando. Precisamos de homens consagrados e preparados. Já não temos mais a inspiração do Espírito Santo aos moldes do Velho e começo do Novo Testamento, mas devemos ter a inspiração do conhecimento dado pelo Espírito Santo REGISTRADO NA Bíblia. Devemos ser mais parecidos com Apolo:

“Enquanto isso, um judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, chegou a Éfeso. Ele era homem culto e tinha grande conhecimento das Escrituras.… Fora instruído no caminho do Senhor e com grande fervor falava e ensinava com exatidão acerca de Jesus, embora conhecesse apenas o batismo de João. Logo começou a falar corajosamente na sinagoga” (Atos 18:24, 25,26)

A pregação, assim como alguns outros ministérios da igreja, é a ponta do iceberg do crescimento e manutenção da igreja. Com pequenas variações, a igreja deveria ter apenas uma ponta do iceberg. Ter vários homens em rodízio na pregação, não é produtivo para a igreja. Como diz um irmão: “Rodízio só é bom na churrascaria”. Claro que esta é apenas uma sugestão que funciona, mas a igreja local tem que decidir fazer isso. Se decidir fazer rodízio, que Deus abençoe os resultados.

Novamente, este é apenas um artigo sobre a qualidade do culto apesar de ter muitas coisas para se falar sobre o assunto.

Podemos Ter Uma Comunhão Melhor?

Visitando várias Congregações tenho visto inúmeras regras desnecessárias referentes à comunhão. A Bíblia nos ensina que quando estamos juntos, estamos andando na luz. Então tudo é comunhão. Sejam nossas conversas antes, durante e depois dos atos de adoração. Avisos são parte da comunhão, não precisamos criar uma regra para avisos antes ou depois da oração. Culto não deve ter oração final e solene fechando o momento e fazendo separação entre o serviço do sacerdócio e a vida secular. De qualquer forma, podemos fazer isso também, mas não devemos ficar criando regras sagradas. Nós somos sagrados, pois somos o templo do Espírito Santo.

Comunhão e amor devem ser estimulados. Se a igreja tem um calendário de atividades, não é porque um é clube tentando preencher a vida das pessoas com coisas, mas porque tem objetivos de estimular os membros em amor e boas obras para a própria sobrevivência do corpo de Cristo.

Conclusão

Culto, em tudo o que fazemos, não é lugar e momento de experiência. Claro que devemos envolver irmãos novos na fé, mas não devemos pôr sobre seus ombros um peso que nem sequer compreendem. Devemos dar ênfase no treinamento de novos irmãos em outras atividades da igreja.

Precisamos melhorar os cânticos, as ofertas, a Ceia do Senhor, a mensagem e a comunhão. Precisamos nos conscientizar não para dar um show, mas pela oferta do melhor para Deus.

About The Author

Recent Reviews

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest