Select Page

A Força da Paixão da Carne

A Força da Paixão da Carne

Com o tempo entendi que todos estamos sujeitos às coisas deste mundo, da força da gravidade às forças das paixões da carne. Deus não nos poupa, mas em tudo isso Ele tem seus propósitos.

A força da gravidade é incontrolável no ambiente em que vivemos (a Terra). Tudo o que sobe cai e isto serve para todo ser humano. Quanto a isso não há o que fazer. Todos seres vivos também estão sujeitos ao ar e necessitam respirar e quanto a isto também não há o que fazer. Para de respirar é fatal. Se não quiser se submeter à força da gravidade, vai ter que sair deste mundo e aí também parar de respirar, pois fora daqui não tem ar. Porém, mesmo que todos estejamos sujeitos às paixões ((Veja a definição de paixão no dicioinário: https://dicionario.priberam.org/paixão)) do mundo, não precisamos viver pressionados pelas mesmas. Sobre isso há o que se fazer. Precisamos, primeiro, conhecer a fonte desta força que nos sujeita e, ao mesmo tempo nos conhecer.

A Força das Paixões em Nós

Passar por todo tipo de provas e tentações é da vida. Se você tem sido provado, alegre-se e procure tirar uma boa nota na prova para ser coroado por aquele que nos prova. Deus nos ensina, nos prepara e, depois de um período, Ele nos prova tendo como objetivo nos aprovar.

Já a tentação não é de Deus. Ele não pode ser tentado e não tenta a ninguém. Quando estiver sendo tentado nunca pense ou diga: “Por que Deus deixa isso acontecer comigo!?” Sim, Ele permite, mas não te tenta. Então, você precisa conhecer de onde vem o poder da tentação.

A tentação é supérflua. Você não precisa o que você deseja, pelo contrário, aquilo vai te prender e te atrapalhar a atingir o objetivo. Ninguém precisa de drogas, ninguém precisa de sexo fora do casamento, ninguém precisa de bens para ser feliz, ninguém precisa do ódio, ninguém precisa das obras da carne: “imoralidade sexual, impureza, libertinagem, idolatria, feitiçaria, ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes” (Gl 5:19-21). Tudo isso não passam de paixões da carne. A tentação vem dos nossos próprios maus desejos. Todas estas coisas são neutras por si mesmas, nós é que damos a força de atração que estas coisas têm. Então o problema somos nós mesmos.

“Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por este arrastado e seduzido.” (Tiago 1:14)

Se olharmos para os servos mais fiéis, eles também estiveram sob a mesma pressão tanto da gravidade e do ar quanto dos desejos do corpo, e até mesmo o filho único de Deus, foi tentado em todas as coisas à nossa semelhança, mas escolheu não ceder. Ele escolheu sofrer e não o prazer passageiro da carne.

“Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado.” (Hebreus 4:14-15)

Pode Ser Que Você Goste

O meu amigo Vicente sempre diz: “Não experimente drogas, pode ser que você goste”. E isto se aplica à todos os outros pecados que você tem pensado sobre eles e com os quais você luta e te pressionam como a força da gravidade como se você não pudesse fazer nada, mas não é bem assim. Lembre-se que tem coisas que você não pode mudar, como a força da gravidade, mas outras você pode evitar, como obedecer às paixões da carne.

Está sentindo a força da sua paixão te atraindo, enfraquecendo e seduzindo para encontrar satisfação? Segura não mão de Deus e vai para outro lado. Fuja do pecado e corra para Jesus. Ele sabe exatamente o que você está passando e pode te ajudar. Ele é o nosso sumo sacerdote e passou por todas as provas e tentações que você tem passado e sabe o que é ser pressionado na mesma situação em que você está. Afinal, você como eu também, já escolhemos o lado da força das trevas e já experimentamos os resultados que isso traz. Não estamos satisfeitos, porque o pecado não satisfaz.

A Escolha da Força

Jesus foi à Nazaré e não pode fazer muitos milagres porque o povo não deixou. Escolheram a força da dúvida e não creram Nele. Quando a gente não deixa, Deus não faz na marra. Ele bate à porta, não a arromba. Abrir a porta é a sua escolha, só tem maçaneta pelo lado de dentro da porta, onde você está. Por nossa escolha neutralizamos Deus em nossas vidas. Por que, ao invés de neutralizar a Deus, não neutralizamos o pecado? É uma escolha… Quem disse que é fácil? Mas é satisfatória…

“Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós,” (Efésios 3:20)

Deus é poderosíssimo, mas quando o poder Dele que está em nós é neutralizado pela dúvida, pelos espinhos da vida, pelo coração duro ou pedregoso, então Ele não pode fazer muita coisa. Não por falta de poder, mas por falta de lugar no coração. Ainda assim Ele é misericordioso e nos oferece paciência dando-nos tempo para chegar ao arrependimento. Deus é justo, por que não tentamos ser também?

Não Se Engane

Já ouviu alguém dizer ou já usou a frase: “Eu não pude resistir”? Pois bem, esta frase é só um consolo, uma desculpa para a gente mesmo se sentir melhor, isto é, para a gente se enganar. Quando Deus te criou, Ele pensou Nele mesmo. Se nós somos a imagem e semelhança de Deus, então temos o poder de viver vidas santas como Deus é santo:

“As tentações que vocês enfrentam são as mesmas que todas as outras pessoas enfrentam, mas Deus é fiel e não vai permitir que sejam tentados além de suas forças. Pelo contrário, quando vier a tentação, Deus lhes mostrará a maneira de sair dela, e assim poderão suportá-la.” (1º Coríntios 10:13 – VFL)

Não existe tentação irresistível, afinal, tentação é você mesmo, isto é, o mal que você não precisa e deseja. Agora, lembre-se das consequências, vale a pena? Não!

Conclusão

Está se sentindo pressionado pela força do pecado? Você tem o controle em suas mãos, tem a força que vem do Senhor. Você não está sozinho e nem fraco que não possa lutar para vencer. Você já foi criado forte o suficiente.

Os seus desejos sexuais estão batendo à porta? Você está pensando em adultério? Você não se sente feliz porque está com dívidas? Sente que a vida dos outros ostentando nas redes sociais é melhor que a sua? Você tem para ostentar, mas sente um vazio tremendo? Tem acreditado nas teorias deste mundo como a homossexualidade, feminismo, promessas políticas e partidarismo? Tem uma mensagem bem antiga para te lembrar:

“Se você fizer o bem, não será aceito? Mas, se não o fizer, saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo”.” (Gênesis 4:7)

Acredito escrever para pessoas que pensam serem filhos de Deus e o apelo é: Quem é o seu Senhor? Em todas as coisas, repito, todas as coisas, decida para satisfazer o Senhor e não você. Por que o chamar de Senhor e não fazer o que Ele manda? (Lc 6:46).

About The Author

Recent Reviews

Comentários

Veja Isso Também

A Arte da Pregação, Crescimento da Igreja, Evangelismo, Grupos Pequenos, Ministérios, Música Vocal

Latest