Somos Um Sendo Vários

0
22

Nos poucos anos de vida que tenho (28), uma coisa certamente chamará sua atenção: eu já realizei 23 mudanças de residência, quase uma mudança por ano. A maioria foi na mesma cidade. Somente nos últimos 4 anos foram 9 casas em 5 cidades diferentes. Um grande ponto positivo nessas mudanças, além de conhecer novos lugares, é sem dúvida congregar nas Igrejas de Cristo espalhadas pelo Brasil. Nas congregações que visito é interessante observar a forma como cada uma conduz o culto de adoração, os louvores utilizados, como cada igreja entende e cumpre os mandamentos da ceia e oferta, tudo isso contribui para o que quero compartilhar com você hoje. Tem sido uma experiência prazerosa ouvir diversos sotaques, conhecer a cultura local, as tradições de cada região do nosso país e ver Deus cuidando do seu povo.

Certa vez li essa frase numa postagem da internet: “As pessoas tem algo em comum: são todas diferentes.” Realmente é verdade, você jamais encontrará alguém igual a você. A Igreja de Cristo é feita de pessoas, logo, ela tem lá suas diferenças. Algumas tem mais problemas que outras; Outras preferem a Oferta antes da Ceia; Algumas tem mais de 200 membros e outras nem 20; tem as que se reúnem em prédios e as que optaram por igreja em casa; algumas preferem cantar os hinos do “Cantor Cristão”, e já outras preferem as músicas da atualidade; algumas tem grupo de louvor para reger os cânticos e outras um dirigente é o suficiente; há as que são extremamente receptivas e as que você leva um tempo até se enturmar. Existem outras características, mas essas ilustram bem as igrejas que passei nesses últimos anos e mostra como cada uma tem a sua identidade. Você também deve perceber as diferenças de cada congregação quando visita outras que não seja a que frequenta semanalmente, não é mesmo?

Espero que entenda quando falo que todas as Igrejas de Cristo são diferentes, elas realmente são. Mas, essa não é a única coisa em comum, há mais uma: todas são a Igreja de Deus na sua essência. Não importa se na ordem do culto cantem 5 ou 10 hinos, não importa se o pão da ceia seja comprado ou feito por uma irmã, não importa se a reunião acontece num prédio ou na casa de um irmão, se a EBD é feita antes ou após o culto de adoração, as diferenças não fazem com que sejamos distintos, pelo contrário, nos torna ainda mais unidos! Nessa vida nômade vi igrejas realizando ofertas especiais para ajudar congregações que estavam a quilômetros de distância, ofertas realizadas para construções de novos prédios, sustentar missionários, ajudar orfanatos, moradores de rua, entre outras finalidades. E tudo isso porque o amor superou as diferenças! É bonito ver que somos diferentes, mas é muito mais empolgante ver que a unidade impera entre nós.

Por fim, quando leio Atos 2. 42-47, estes versículos que narram a comunhão dos nossos primeiros irmãos, noto que eles “…Tinham tudo em comum.” (Atos 2.44 – NVI). Nossas diferenças não falam mais alto que a unidade e o amor que temos em Cristo Jesus. É bom ver que somos vários, mas, ainda sim, somos um!

“É ele quem faz com que o corpo todo fique bem-ajustado e todas as partes fiquem ligadas entre si por meio da união de todas elas. E, assim, cada parte funciona bem, e o corpo todo cresce e se desenvolve por meio do amor.” (Efésios 4.16 – NTLH).