Reflexão sobre a Palavra de Deus

0
60

“A vocês, graça e paz da parte de Deus nosso Pai do Senhor Jesus Cristo”. (Romanos 1:7)

Sábias são as palavras que encontramos na bíblia, escrita há mais de 2000 anos, por mais de quarenta homens inspirados por Deus e, no versículo acima o apostolo Paulo está escrevendo aos romanos.

Nós sabemos que:

Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra”. (2 Timóteo 3:16,17)

Tudo isso para que pudéssemos ter em mãos a vontade de Deus escrita para ler, entender e praticar aquilo que nos é ensinado. Não adianta nada ser um grande conhecedor das Escrituras, um PHD em teologia e não colocar em prática tudo o que sabe.

Podíamos ficar horas e horas falando sobre o efeito da Palavra de Deus. Precisamos ser bons imitadores de Cristo e deixar que nosso coração se encha com as coisas do alto, porque Jesus disse  para aqueles fariseus hipócritas:

Como podem vocês, que são maus, dizer coisas boas? Pois a boca fala do que está cheio o coração”. Mateus 12.34

Conversando com dois irmãos/amigos, falei da quantidade de alunos matriculados no Curso Básico de Teologia, na escola da Bíblia, um número superior a 170 pessoas. Esses amigos admirados com a quantidade de inscritos, perguntaram:

“Com tanta gente assim, o que vocês estão dando para elas se alimentarem”? Respondi. Damos a Palavra. E prosseguiram:

E como esse povo é alcançado, isto é,  como eles ficam sabendo do curso”?

Respondi, pela Palavra, mandamos folders divulgando o curso.

A escola da Bíblia tem um sistema de “mala direta” enviada pelo correio, aonde o material de divulgação chega até àqueles que já fizeram o curso. Estes por sua vez falam para outras pessoas e assim a Palavra de Deus está sempre em evidência.

Como podemos perceber, a Palavra do Filho do homem tem poder e, ela é tão poderosa que é por ela que seremos julgados. Veja o que Jesus disse.

Se alguém ouve as minhas palavras, e não as guarda eu não o julgo. Pois não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo. Mateus 12.47

Há um juiz para quem me rejeita e não aceita as minhas palavras; a própria palavra que proferi o condenará no último dia”. Mateus 12.48

Jesus nos ensina a ser sábios ao abrir nossa boca, eLe diz que nenhuma palavra torpe deve sair da nossa, mas apenas aquelas que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que possamos conceder graça aos que a ouvem, para honra e glória do Pai que está no céu.

Ainda refletindo sobre as palavras, precisamos tomar cuidado com tudo que proferimos, elas podem nos condenar ou nos salvar. Lembra-se da história do centurião?

Seu servo estava muito doente e ele foi até onde Jesus estava dizendo:

Senhor, meu servo está em casa, paralítico, em terrível sofrimento”. Jesus disse a ele que ia a sua casa. Senhor, não mereço receber-te debaixo do meu teto. Mas diz apenas uma palavra, e o meu servo será curado”. Mateus 8:6-8

Sobre isso Jesus disse que no dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado. Pois por suas palavras você será absolvido, e por suas palavras será condenado.