Primícias Antes de Pagamentos

0
21

“Primícias Antes de Pagamentos” é uma das frases chicletes que aprendi com Alan Nalley. Esse é um princípio bíblico baseado em Provérbios 3:9-10 que diz:

 “Honre ao Senhor com todos os seus recursos e com os primeiros frutos de todas as suas plantações; os seus celeiros ficarão plenamente cheios, e seus barris transbordarão de vinho.”

Separar nossa oferta a Deus antes mesmo de começar a pagar as contas! O valor que você tiver proposto no coração, como está escrito:

“Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. (2 Coríntios 9:7)”

Que esta seja sua primícia santa (separada).

Há pouco mais de um ano, saí de casa, aos 17 anos, para fazer parte de um programa de treinamento para jovens missionários (AME) e pela primeira vez tive meu “próprio” dinheiro. Recebia um valor X mensal para me manter durante a primeira fase de treinamento, em João Pessoa. Infelizmente, eu entendia pouco a importância e reverência que deve ter a nossa oferta a Deus. Eu separava um valor muito pequeno, digo isso não no sentido de que Deus só aceite valores altos – mas sim focando em meu apego aos bens materiais. Eu ofertava pouco, por que não queria ter menos e achava a oferta algo não tão importante. Eu ofertava, e digo isso com vergonha, mas mais para aliviar minha consciência. E assim foi durante todo meu período lá.

Na segunda fase, chegando em Guarapuava-PR no inicio desse ano, me deparei com esse desafio: separar minha oferta antes dos pagamentos. E resolvi, desde então, separar minha oferta a Deus com generosidade e gratidão, antes mesmo de ter a certeza que terei o valor necessário para pagar todas as minhas contas. O que foi um desafio e tanto, pois até então, eu estava recebendo menos da metade do valor necessário para me manter aqui, já que todo ele vem de ofertas de irmãos. Mas fui convocada por Deus, através de Sua Palavra, a confiar inteiramente Nele. E Ele tem me abençoado sem tamanho!

Todo mês a preocupação bate à porta. As contas dizem que devo olhar primeiro para elas, pois estão aumentando, o medo me diz que talvez eu não receba o necessário esse mês… Mas dentre tantas vozes, irmãos, e eu creio que não sou a única a escutá-las, devemos olhar para a Palavra do nosso Deus e confiar que Ele é quem cuida de nós, que nada nos faltará!

E Deus é poderoso para fazer que lhes seja acrescentada toda a graça, para que em todas as coisas, em todo o tempo, tendo tudo o que é necessário, vocês transbordem em toda boa obra. (2 Coríntios 9:8)

Não nos é prometido ter tudo o que queremos, mas uma coisa eu sei com certeza, pois tenho visto em minha vida e de muitos outros irmãos que aplicam esse príncipio de obediência: Deus não nos desampara!

Eu lhes desafio irmãos, a esse chamado de entrega e obediência ao nosso Deus. Que não nos deixemos vencer pelo medo das contas, mas que confiemos no Deus que cuida de nós o tempo todo, dando a Ele nosso melhor: nossas primícias antes dos pagamentos.