Pregação Negativa

0
19

Lembro o tempo de juventude em que eu ainda estava aprendendo a viver. Os meus irmãos me criticavam por alguns comportamentos e até pela personalidade. Meus pais me corrigiam como bem lhes parecia e por um tempo eu me senti com muita baixo auto-estima. Com o tempo eles também amadureceram e respeitam um pouco mais o que é personalidade e esquecerem muitos dos meus erros.

Talvez você também consegue lembrar de tempo da sua vida em que as palavras eram duras e isso mexeu com sua auto-estima. Tempos em que você precisava de compreensão e apoio e ouvia só críticas. Talvez você ainda esteja passando por isso na sua vida. Com o tempo e o amadurecimento a gente aprende que quem dá poder às críticas somos nós mesmos. Aprendi que quando alguém lhe joga uma crítica, você é quem decide o que faz com ela, isto é, você a faz construtiva ou destrutiva, porque críticas são críticas.

Agora, você já passou por todo o processo: ouviu a palavra de Deus, teve fé em Jesus como salvador, arrependeu-se dos seus pecados, confessou Jesus como seu Senhor e Salvador, foi batizado por imersão nas águas e tem sido perseverante mesmo em face às dificuldades que você passa. Quando você vai à igreja, o que você espera? Você encontra a comunhão, instrução, a ligação com o corpo de Cristo através da Ceia, tem a oportunidade de expressar a generosidade que recebeu através da oferta mostrando a gratidão pela prosperidade que Deus tem te dado cuidando de você. Certamente você espera ouvir a Deus através da pregação, não é mesmo? Mas imagine que você chega e tudo o que você ouve são acusações. Ei, acusador é outro.

Uma mensagem recente que ouvi, de tantas que tenho ouvido dizia: “Você é egoísta!”. Foi uma mensagem muito negativa e não tinha nada edificante. Quase que o pregador disse: “Você não presta”. Acho até que ‘entre as linhas’ ele disse isso, afinal, era isso o que parecia. Eu já não sou mais adolescente e isto não me fez me sentir mal e nem sequer me fez ‘vestir a carapuça’. Aquela mensagem não serviu para minha edificação e não senti que era o que a igreja precisa.

A Bíblia diz o que a igreja precisa. Um irmão conversando comigo disse:
– Eu acho que as mensagens nesta congregação são muito negativas. Só se fala sobre problemas. Por acaso somos uma igreja amaldiçoada?

Uma mensagem biblica edificante precisa sim repreender e corrigir, mas também precisa exortar. Exortação significa “chamar para perto”, “consolar”, “confortar”, “encorajar”, “fortalecer”, etc. Isso significa que a mensagem bíblica ao ser preparada precisa ser planejada para ter um equilíbrio de 33,3% de repreensão, 33,3% de Correção e 33,3% de Exortação. Totalizando, assim, 99,9% (arredonde para 100%). Espero que esteja entendendo que precisa ter um equilíbrio na sua mensagem. As pessoas precisam, sim, de correção, de repreensão, mas tão importante quanto é a exortação. Sobre este assunto, leia o artigo que aborda mais sobre isso.

Os pecadores, os que estão cansados e sobrecarregados, todos os que vêem até Jesus e sentam-se aos pés Dele no culto esperam ser repreendidos e corrigidos, mas precisam sair encorajados, fortalecidos pela mensagem.

O apóstolo Paulo ensina muitas coisas práticas sobre a mensagem e os mensageiros nas epístolas de Timóteo e Tito. Aprendemos que quem prega deve ter um equilíbrio ao compartilhar a palavra de Deus. Ele ensina:

“Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina.” – 2 Timóteo‬ ‭4:2‬ ‭NVI‬‬

Uma só mensagem não vai mudar as pessoas, então tenhamos paciência. Uma mensagem vazia sobre a vida não dá o sentido que a vida precisa ter. Então pregue com doutrina.

As pessoas precisam ouvir na mensagem repreensão, correção e Exortação. Não sei o que você pensa quando ouve a palavra exortação. O significado dessa palavra é ânimo. Uma mensagem negativa ou acusativa é mais fácil que apresentar uma mensagem que seja equilibrada contendo repreensão, correção e exortação. Uma mensagem fácil de ouvir dá muito trabalho para preparar. Uma mensagem cujo estilo é baseada na palavra de Deus, atinge as pessoas e suas necessidades, membros do corpo de Cristo e até visitantes.

Aqueles que pregam devem ter em mente também a exortação, isto é, o ânimo.

“Se por estarmos em Cristo nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a vocês mesmos.” – ‭‭Filipenses‬ ‭2:1-3‬ ‭NVI‬‬

Geralmente já chegamos com muitos problemas no domingo. Precisamos ânimo para começar a semana e continuar progredindo na fé. Precisamos de ânimo na luta contra o pecado. Alguém, por acaso, vai procurando sair sentindo-se acusado, pressionando e sobrecarregado? Você deve saber que diabo significa acusador, não é? Mas temos um justificado e Ele é maior que qualquer acusação, isso deve transparecer na pegação. Jesus nos anima a continuar, Jesus nos exorta, isto é, nos anima a procurar o perdão, a nos arrepender, a nos amar do jeito imperfeito que somos e nos justifica. Ele tem misericórdia em nossas fraquezas. O pregador representa Jesus, por isso deve ter compaixão e sua mensagem deve exortar os que estão cansados e sobrecarregados.