O Escorpião Que Não Faz Mal a Ninguém

0
17

O aparecimento de escorpiões em nossa cidade tem preocupado os moradores daqui de Presidente Prudente interior de São Paulo, muitas pessoas até já foram picadas e devido ao aumento dos casos a vigilância epidemiológica da cidade fez uma campanha de conscientização a população via rádio, televisão, outdoors e panfletos informativos. Um dia desses precisei ir até uma unidade de pronto atendimento e enquanto esperava para ser atendida pelo médico, uma criança de aproximadamente 2 anos que também estava aguardando com sua mãe, pegou um desses panfletos informativos que haviam por lá, no qual logo na capa havia uma imagem grande de um escorpião.

A criança ao olhar aquela imagem começou a chorar muito e dizia para sua mãe que estava com medo; que o escorpião iria picar ela, chegou até a jogar longe o papel e sua mãe tentando acalma-la pegou o papel, mostrou para ela e disse: filha não tenha medo isso é só um papel com uma imagem do escorpião, ele não está vivo, não é de verdade, não pode te fazer nada, fique tranquila! E assim foi por um tempo; a mãe explicando para a criança que não precisava chorar e ter medo de um simples papel com uma imagem de escorpião. Por fim aos poucos a criança se acalmou e confiando na mãe pegou o papel da mão dela para olhar melhor. Fiquei observando essa cena e automaticamente me veio à mente um questionamento: Como pode para as pessoas que, dependendo o tipo de imagem impresso em um papel pode fazer absolutamente nada ou pode fazer algo por elas? Nesse caso segundo a mãe da criança como era imagem de escorpião nada poderia fazer ou causar algum dano a pequena, e não poderia mesmo, isso é lógico!

Por outro lado algumas pessoas têm o costume de terem em molduras de quadros na parede, na carteira ou até mesmo em suas bolsas; imagens impressas de pessoas já falecidas a muito tempo e acreditam que ao contemplarem esses papeis com essas imagens e fazendo preces com pedidos de ajuda, poderão alcançar algum tipo de graça ou benefício em suas solicitações de momentos difíceis que passam pela vida, porque para elas ali tem uma imagem de alguém que foi uma boa pessoa, temente a Deus enquanto viva. O que podemos encontrar na palavra de Deus a esse respeito? Pode uma imagem impressa em papel, de alguém já falecido, ajudar em algo que se pede por meio de preces simplesmente pelo fato de ter sido uma pessoa temente a Deus enquanto era viva?

“Mas tu és nosso Pai, ainda que Abraão não nos conhece, e Israel não nos reconhece; tu, ó Senhor, és nosso Pai; nosso Redentor é o teu nome desde a antiguidade” (Isaías 63:16)

Essa palavra de Deus no livro de Isaías, nos diz que Abraão (já morto) não tinha nenhum conhecimento dos israelitas que estavam vivos naquela época, o mesmo é dito sobre Israel (Jacó) que também já havia morrido; a Bíblia nos diz que nenhum deles que eram tementes a Deus tinham conhecimento das necessidades dos judeus vivos daquela época, porque eles já haviam falecido.

“Para aquele que está entre os vivos há esperança; porque mais vale um cão vivo do que um leão morto. Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, porque a sua memória jaz no esquecimento. Amor, ódio e inveja para eles já pereceram; para sempre não têm eles parte em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.” (Eclesiastes 9:4‭-‬6)

Pela palavra de Deus uma pessoa morta não pode fazer mais nada e que até um cão vivo vale mais do que alguém que esteja morto. Depois da morte, os mortos não sabem de nada! Então como poderiam conhecer a necessidade de alguém que está vivo para poder socorre-la?

“Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além, para onde tu vais, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.” (Eclesiastes 9:10)

Se precisamos fazer algum trabalho ou algumas coisas em favor e benefício das pessoas só podemos fazer durante nossa vida, somente enquanto vivemos. Pois no mundo dos mortos não há mais intercessões por ninguém, nenhum trabalho e conhecimento algum, a pessoa morta não tem mais condições de saber das necessidades daquelas que ainda estão vivas.

“Não confieis em príncipes, nem em filho de homem, em quem não há salvação. Sai-lhe o espírito, volta para a terra; naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos. Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, e cuja esperança está posta no Senhor seu Deus. O que fez os céus e a terra, o mar e tudo quanto há neles, e o que guarda a verdade para sempre” (Salmos 146:3-6)

Quem tenho eu no céu senão a ti? e na terra não há quem eu deseje além de ti. Salmos 73:25

Não devemos depositar nossa confiança em homens e mulheres alguns, por melhores que eles sejam ou tenham sidos, assim como Davi, eu só tenho Deus lá no céu, para mim Ele é o único em que há salvação e intercede a meu favor. Em quem você tem depositado sua confiança? Quem você tem a seu favor lá no céu?