Por Favor, Não Dê Pornografia Para as Crianças

0
27

Hoje em dia as crianças já nascem com o dedo digital pronto para ser usado em telas touchscreen (sensíveis ao toque). Não é novidade que muitas crianças já entendem mais de tecnologia que os adultos. A tecnologia é uma ferramenta que não tem mais volta. Sem dúvida tem grande utilidade.

Que as crianças e adolescentes querem ganhar celular de presente não é novidade, é estatística. Uma pesquisa de 2017 feita em Campo Grande, MS apontou que a 15% das criança de 3 a 14 anos querem ganhar um celular de presente no dia das crianças. Perde só para o tal de ‘outros’ presente, com 21% 1)Fonte da pesquisa: //www.fecomercio-ms.com.br/noticias/o-que-as-criancas-querem-ganhar-e-o-que-aponta-a-pesquisa-do-ipfms-e-sebraems. Atualmente 49% dos adolescentes e jovens consideram que o celular é o seu melhor amigo2)Fonte: Ipsos/Motorola. 61,2% das crianças, adolescentes e jovens de 10 a 19 anos no Brasil tem celular 3)Fonte: Pnad/IBGE/2016. São mais de 20 milhões de pessoas.

O que os seus filhos e as crianças em geral querem quando te pedem um presente? Eles querem se divertir, fazer parte da turma, ostentar, etc. Você quer demonstrar para as crianças que as ama e fica até ansioso por ver o olhar brilhando e a surpresa de você lhes dar algo tão poderoso. Assim como ninguém quer tentação, armadilhas, muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, mas quem quer ficar rico é isso o que encontra assim como dar um dispositivo eletrônico para quem não tem maturidade pode ter que arcar com as consequências  (1 Timóteo 6:9). Dar tecnologia de presente para alguém que ainda não é capaz de julgar entre o bem e o mal é tão perigoso quanto querer ficar rico a todo custo e, no final, acaba encontrando um vício e as trevas que o pecado traz apesar do brilho da tela.

Artigos pipocam na Internet sobre o assunto e vê-se que praticamente todas as crianças são entretidas pelos celulares. Esta geração marcou a data para o fim da televisão como a conhecemos. Olhe para o maior canal de TV do Brasil, eles estão falindo aos poucos e perdendo 10% de audiência por ano. Os dias estão contados e é visível, pois nem programação infantil eles têm mais. A TV já perdeu o público infantil e você pode notar isso dentro de sua casa. O problema é que o hábito de assistir TV está sendo substituído por algo pior, na maioria dos casos.

O que as crianças e adolescentes veem na Internet na sua presença é o mesmo que eles veem no escuro dos seus quartos? Você até pode ter falado com eles sobre os perigos que a Internet traz e você realmente espera ou tem confiança de que eles vão falar com você quando começarem a agir inadequadamente pelo que veem e curtem na Internet? Se fossem só músicas com gostos duvidosos, palavrões e atitudes sexualmente reprováveis em humor e filmes dentro da faixa etária deles, a ponto de acharem normal, pois todos os vídeos são assim, seria conhecido da sua parte. O problema é o pecado que nos entretém, nos enreda e nos faz esconder da presença de Deus. Logo vem à mente o comportamento humano de todas as gerações desde o princípio:

“Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e o deu a seu marido, que comeu também. Os olhos dos dois se abriram, e perceberam que estavam nus; então juntaram folhas de figueira para cobrir-se. Ouvindo o homem e sua mulher os passos do Senhor Deus que andava pelo jardim quando soprava a brisa do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus entre as árvores do jardim. Mas o Senhor Deus chamou o homem, perguntando: “Onde está você? ” E ele respondeu: “Ouvi teus passos no jardim e fiquei com medo, porque estava nu; por isso me escondi“. E Deus perguntou: “Quem lhe disse que você estava nu? Você comeu do fruto da árvore da qual lhe proibi comer? ” (Gênesis 3:6-11)

O pecado a gente esconde e o pecado nos encobre da visão de Deus. Então, lá no futuro, você vai lembrar o quanto foi generoso, o quanto amou e presenteou seus filhos ainda crianças e adolescentes com tudo o que você nem sequer sonhou quando criança e vai se perguntar: “Onde foi que eu errei?” Muitas vezes incentivamos mais os filhos se prostrarem literalmente para a tecnologia e nunca os ensinamos a se prostrarem para Deus. A tecnologia pode levar as crianças e adolescentes à perdição e Deus à vida eterna. Onde é que estamos errando? É fácil notar e difícil agir. Ação mexe com você e se você não mudar o seu comportamento, como vai exigir isso deles?

Notícia recente: um casal está processando a Apple porque, dizem eles, o carregador do celular estava com defeito e provocou o incêndio na fazenda e queimou tudo. Você daria um celular para uma criança ou adolescente se soubesse que ele, eventualmente, iria explodir no quarto deles enquanto eles estivessem dormindo? Provavelmente isto não vai acontecer, não precisa pânico. Agora, gostaria que você olhasse para esta comparação e pense duas vezes: você vai dar tecnologia para os seus filhos que vai mexer com o cérebro, os sentimentos, a pureza da crianças? Se você soubesse que a influencia do celular os fará se afastarem de você, tirar más notas na escola, confundir os pensamentos e até a identidade sexual por causa do que podem ver através do celular, minar a pureza enquanto ainda não têm maturidade para administrar tudo isso… Mesmo assim você daria um dispositivo desse para os seus filhos? Bem, agora você sabe do perigo.

Precisamos mais do que conselhos para os jovens. Precisamos começar conosco e mudar. Precisamos tomar ações que parecem duras e nos fazem até ter pena deles que não têm o mesmo que os seus coleguinhas. Uma campanha intitulada “Espere até a 8ª série” incentiva aos pais nos Estados Unidos a darem celular ou tablet aos adolescentes só quando eles tiveram 14 anos ou mais 4)Fonte da pesquisa: //bit.ly/2CmIvpl. Se Deus tivesse espaço para falar, o que Ele aconselharia?

Conheci uma certa vez um senhor que até chegou a se batizar e fazer parte da igreja por um tempo. Ele veio com vários vícios como fumar e beber e mesmo depois de ter sido batizado, mantinha aqueles vícios. Um dia ele expressou que se estivesse alguém com ele e o supervisionasse, seria melhor para ajudá-lo a deixar o pecado. Ele não conhecia o Espírito Santo… As crianças e adolescentes precisam de fiscalização por parte dos pais, até que tenha maturidade e uma fé pessoal desenvolvida. Não se importe de ser acusado de invasor de privacidade. Se nós como adultos nem sempre sabemos o que é melhor para nós e muitas vezes tomamos decisões erradas, você acha que as crianças têm condição de saber o que é o melhor para elas?

Muitas vezes somos dissimulados e queremos dar celular de presente para que as crianças nos deixem um pouco em paz, para que elas se comportem, para educação, para nos comunicar-mos com elas quando estivermos longe, etc. Como é que viviam as pessoas no passado recente que nem sequer um telefone comum tinham? Ah, eu ainda me lembro! As pessoas faziam amizades reais e não virtuais, ensinavam as crianças e as repreendiam e castigavam, sentávamos juntos para conversar, ensinar matemática, fazer as lições de casa, visitar os parentes, brincar juntos, ter relacionamentos com os vizinhos, etc. A vida era muito mais completa e real.

A Internet nos afasta de Deus, porque nos afasta das pessoas que estão mais perto. Os dispositivos eletrônicos faz os filhos desobedecerem aos pais e, quem não respeita e obedece aos pais a quem vê, como vai respeitar e obedecer a Deus a quem não vê?

As Estatísticas

A média de exposição inicial à pornografia é de apenas 11 anos de idade. Outro estudo 5)//www.bbc.com/news/education-32115162 realizado na Inglaterra com 700 adolescentes de 12 e 13 anos mostrou que um em cada 5 recebeu imagens pela internet que o chocou ou perturbou. Do total, 12% dos entrevistados admitiram participar de alguma forma em um vídeo de sexo explícito.

O que mais precisa ser dito sobre as estatísticas? Basta você mesmo fazer uma consulta sobre o assunto e vai ficar alarmado com a realidade. Devemos tratar das crianças e adolescentes como almas valiosas antes que se tornem estatísticas.

Basta uma criança ou adolescente procurar por um jogo divertido que eventualmente pode ser exposto à pornografia por causa dos algoritmos que diz: “quem procurar por jogos online também procura por pornografia”.

Precauções

Se em face a todos os argumentos e estatísticas você decide dar um dispositivo eletrônico de tecnologia às crianças e adolescentes, um artigo sugere que você tenha três objetivos ((fonte: //bit.ly/2FyE4X1):

  1. Seu primeiro objetivo é ensinar e treinar as crianças e adolescentes a usar a tecnologia com responsabilidade. Acrescento que você deve renovar o ensinamento e treinamento regularmente. Uma vez por semana seria interessante.
  2. O segundo objetivo é previnir que as crianças e adolescentes vejam ou tenham experiências com o que eles nem sequer sabem que existe. Precisamos manter os inocentes puros.
  3. O terceiro objetivo é previnir que as crianças e adolescentes sejam expostos e tenham experiência com o que eles sabem que existe. Crianças e adolescentes são insaciavelmente curiosos e devemos ensinar, desde uma jovens a usar a Internet para encontrar respostas para suas perguntas. Hoje vários sites se especializam em falar sobre a prevenção e até a cura do vício em pornografia. O mesmo que escraviza pode ser uma ferramenta libertadora.

Assim como investimos no bem estar digital das crianças e adolescentes, devemos criar um ambiente para que tenham conexão com Deus e aprendam a fazer isso tão sozinhos quanto fazem com a tecnologia. Queremos dar tanto o que não tivemos, mas precisamos lembrar de dar tudo aquilo de bom que tivemos. Devemos fazer leituras juntos da Palavra de Deus, devocionais, ensinar o respeito e educação, conversar bastante e esperar em Deus e não buscar respostas investindo na carne.

“Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira. Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos.” (Ef 2:3-5)

Conclusão

Em vez de fazer um apanhado de tudo o que foi dito acima, a melhor conclusão é deixar Jesus falar, mas pense em tudo o que foi dito acima. Depois de ler este artigo, gostaria do seu comentário e, o melhor comentário até uma semana depois, vai ganhar um livro.

“Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros no céu, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração. “Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz. Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas. Portanto, se a luz que está dentro de você são trevas, que tremendas trevas são! “Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro”. (Mateus 6:19-24)

References   [ + ]

1. Fonte da pesquisa: //www.fecomercio-ms.com.br/noticias/o-que-as-criancas-querem-ganhar-e-o-que-aponta-a-pesquisa-do-ipfms-e-sebraems
2. Fonte: Ipsos/Motorola
3. Fonte: Pnad/IBGE/2016
4. Fonte da pesquisa: //bit.ly/2CmIvpl
5. //www.bbc.com/news/education-32115162