Crescimento da Igreja Por Grupos Pequenos

A igreja nasceu por intermédio de um grupo pequeno que se multiplicou. Doze homens foram treinados por Jesus para um dia estarem prontos a cuidar das necessidades das pessoas. Este grupo pequeno recebeu um treinamento de três anos pessoalmente do idealizador dos grupos pequenos.

Filhos da Sua Mao Direita

“Como Jesus capacitou os seus discípulos? Jesus chamou os discípulos, construiu em mutirão uma sala, passou 14 horas por dia com eles na sala durante 3 anos e, já que Ele era carpinteiro, fez uma escrivaninha para cada um e lhes deu lições. Deixou apostilas que foram copiadas pelos discípulos e passadas a outros homens para que fossem como eles eram com Jesus.

Ao contrário deste quadro lemos claramente no evangelho o que Jesus fez e que deu tão certo: “Então, designou doze para estarem com ele e para os enviar a pregar” (Mc 3:14). Não há substituto para o contato pessoal.” – Jerry Heiderich

Ele era carpinteiro, poderia ter construído uma mesa de estudos para cada um, mas escolheu caminhar e, indo, anunciou o evangelho. Foi assim que eles aprenderam a anunciar as boas novas, na prática. Ele se hospedou na casa deles. Ele os convidou a sair de casa e irem onde o povo estava.

Ele ensinou tudo em grupos pequenos para que, um dia, eles agissem em grandes grupos. O dia finalmente chegou! Num só dia eles batizaram quase 3 mil homens (At 2:42). Depois de pouco tempo eram contados 5 mil homens (At 4:4). A intenção de Jesus com grupos pequenos era só o começo, não o fim. A intenção de Jesus nunca foi criar um grupo de radicais, pessimistas e críticos de métodos de evangelizar e louvar ao Senhor. Muitas igrejas no Novo Testamento começaram em grupos pequenos, mas nunca foi o objetivo. O objetivo de Deus é salvar o maior número possível e os apóstolos entenderam isso (1 Co 9:19).

Hoje podemos colocar em prática os grupos pequenos para alimentar o rebanho de Deus. Principalmente em cidades grandes, podemos ter igrejas em casas para que cresçam, produzam frutos e liderança representadas em presbíteros e obreiros procurando mais ovelhas desgarradas. Isso nunca vai acontecer se o grupo continuar pequeno. Que os grupos pequenos sejam só o começo do grande aprisco que ainda não foi reunido na presença do Supremo Pastor e Bispo das nossas almas, Jesus.

Vamos nos reunir em grupos pequenos para sair das casas, para ir às ruas onde o povo está. Vamos acompanhar Jesus para visitar os necessitados crendo que Ele vai atuar com antecedência, antes de chegarmos. Vamos, também, para preparar o caminho do Senhor. Como é que Ele vai passar nas ruas e ser reconhecido e recebido nas casas se não sairmos de dois em dois? Vamos nos reunir, mesmo que em grupos pequenos, para pedir mais fé para o Senhor, para que Ele nos ensine aos seus pés, para que nos fale sem rodeios, para que Ele nos guie. Vamos nos reunir em grupos pequenos para estar com Ele (Mc 3:14).

O carpinteiro voltou ao madeiro no final, mas a história não acabou. Depois de ressuscitar, Ele a mensagem deixou: ao mundo todo vão, proclamar a palavra da salvação. Fazer discípulos é o mandamento, não existe só um jeito, este é o momento. Voltamos a ser um grupo pequeno, mas temos uma grande comissão. Grande, não pequena.

João Cruz
Sobre João Cruz 41 Artigos
João Cruz trabalhou mais de 20 anos com a igreja como evangelista. Atualmente dirige o Ministério Resgate ligados à publicações, música, edificação, treinamento, crescimento da igreja, palestras, produção de conteúdo e informação para as congregações.