Culto Dominical – Bençãos e privilégios

0
3

“Celebrai com júbilo ao Senhor todas as terras. Servi ao Senhor com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico” – Salmo 100:1-2 (grifo meu).

O salmo 100 era cantado ou recitado em Jerusalém em momentos especiais, quando os israelitas estavam prestes a entrar no templo, o local onde a presença de Deus se mostrava de maneira toda especial.

No texto acima, destacamos duas palavras, júbilo e alegria. O salmista diz que o Senhor deve ser celebrado com júbilo, ou seja, com grande alegria. No Velho Testamento esta alegria era demonstrava com brados, cânticos alegres a Deus e até danças. O autor do salmo ainda incentiva a que seus leitores sirvam a Deus com alegria, quase uma repetição da primeira ideia. Penso que quando os hebreus pensavam no grande Deus, bem como em seus poderosos feitos durante a história de Israel, não imaginavam outra maneira de servir a Deus que não fosse com uma disposição alegre.

E hoje? Não é diferente. Vivemos na época da graça e nossa vida toda deve ser um sacrifício agradável a Deus durante todos os dias da semana e não somente no domingo.

No entanto, por ser o primeiro dia da semana o momento que comemoramos a vitória de Jesus sobre a morte, precisamos manifestar também nossa alegria pelas bênçãos de Deus, por sua paciência, pelas promessas que Ele nos faz neste mundo e especialmente na eternidade.

Assim, se nosso coração consegue notar as bênçãos e a presença constante de nosso Pai durante todos os dias da semana, também vamos servi-lo no domingo com alegria, uma vez que é um reflexo do que fizemos durante a semana.

E servir a Deus com alegria no domingo é dormir mais cedo no sábado para acordar no dia seguinte com mais disposição física. É encarar o congregar como um privilégio pois vamos rever os irmãos, aqueles que pertencem a mesma família, vamos cantar louvores a Deus, vamos orar juntos e ouvir uma mensagem elaborada por um irmão que durante a semana orou, estudou e se preparou para apresentar um sermão edificante, desafiador e encorajador.

Logo depois do culto, vamos participar da Escola Dominical, onde aprenderemos um pouco mais sobre a família que Deus deseja que cada um de nós tenha.

Assim, se participamos por obrigação, cansados ou mal-humorados, não seremos tão abençoados como se presentes não somente de corpo, mas de espírito, desejosos de edificarmos uns aos outros.

Claro que todos teremos nossos problemas durante a semana. Mas, iniciando a semana com alegria e júbilo no Senhor, eles se mostrarão menores do que parecem.

Sim, no nosso caso em família, domingo de manhã, faça frio ou não, acordamos dispostos a chegar cedo no prédio da igreja, recebermos os irmãos, e, juntos, celebramos e exaltamos àquele que é digno de toda honra, glória e louvor. Claro que há dias que estamos mais cansados, nem sempre o emocional acompanha.

Porém, em minha experiência, sempre volto para casa com o coração cheio de esperança, recarregado espiritualmente para a semana que se inicia. Graças ao simples e singelo ato de participar e valorizar o culto dominical.