Por Que Ir a Eventos da igreja?

Lembro quando ainda adolescente a excitação que a gente tinha em ir para os acampamentos regionais que a gente fazia em Curitiba, Londrina e Maringá. Reuníamos tantos jovens que atraia até mesmo congregações de outros Estados como São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Nós éramos muito jovens e já estávamos organizando aquilo que nos dava maior prazer. Lembro da minha irmã, a Tita, que não tinha nem ainda 18 anos e já estava à frente arrecadando alimentos e até provendo os valores em dinheiro para que o evento fosse um sucesso. Fizemos acampamento até em escola pública.

Foram eventos como aqueles que formaram nosso caráter e espiritualidade. Claro que tínhamos interesses pessoais, mas também nos preocupávamos com o espiritual. Lembro de ter ficado na final da gincana bíblica. Perdi para a Martinha de Campo Grande. Não sei o quanto todos os que participaram conseguem lembrar, mas foi fundamental para a nossa fé em formação. Hoje isso pode acontecer com sua vida também através da participação nos vários eventos da igreja.

Vários Eventos Para Participar

Lembro de Jesus participando em eventos e aproveitando as oportunidades. Ele foi para Jerusalém aos 12 anos, participava da Páscoa anualmente, ia aos sábados nas sinagogas, no Templo de Jerusalém outras vezes e até festa de casamento Ele foi para aproveitar a oportunidade para falar de Deus.

Ainda hoje e, Deus permitindo teremos a liberdade, temos muitos eventos para todas as idades. As mulheres nas igrejas de Cristo dão um show de eventos e participação. Até eu já palestrei em uma conferência feminina. Só descobri que era uma conferência feminina no outro ano quando elas continuaram na mesma data todos os outros anos.

Além dos inúmeros eventos para as mulheres, temos vários Congressos espalhados pelo país como o Enoc, Congresso Feminino, CRE, Enoc’ita, Enoca, Congresso Mineiro, Congresso do Nordeste, 3 em 1, Congresso de Inverno em Curitiba, Enfoc em Bauru, 1º Cante Nacional em BH. Contamos também com eventos específicos para as crianças e os jovens como as Temporadas no AMO e no Retiro dos Pinheiros, o Enjoc e o Mega Encontro no Nordeste. Pois é, vou esquecer algum grande evento, mas nada que não possa ser corrigido e atualizado neste artigo. Aproveito para convidar os responsáveis por estes e outros eventos a enviarem informações para a gente publicar.

Oportunidades para construir um novo caráter, confirmar a fé e até mesmo encontrar a pessoa dos seus sonhos não falta. Vejo que muitos jovens que deixam de estar em eventos tão importantes acabam encontrando a infelicidade de se relacionar e até casar com pessoas fora da nossa comunhão. É o famoso luz e trevas e tristezas.

Motivos Para Participar

Nosso irmão Allen Dutton Jr. Incentivou no Enoc 2017 a participação no CRE. Falando sobre o significado da sigla CRE ele explicou que muitos pensam que significa Come Repete Engorda. É, talvez não seja o significado real, mas pode ter certeza que é o que acontece lá. O CRE é Corrige, Repreende, Exorta. Conversando com o Lucas de Campo Grande, MS, ele me confidenciou que o motivo maior é pra comer mesmo. Pelo menos o irmão está crescendo de alguma forma.

Pensando nestes vários eventos e na importância em participar, enviei uma mensagem para vários irmãos perguntando a opinião deles sobre os motivos que os leva a participar. Agora que você já conhece a opinião do Lucas, seria bom saber de outros também o que pensam.

Nosso irmão Raimundo de Sorocaba destacou a comunhão, aprendizagem e amadurecimento. Já o Miroel, de Salvador, disse que é um investimento na vida espiritual. Além disso ele também destacou a comunhão, a batalha pela fé mútua, confirmação das convicções doutrinárias e a unidade do corpo de Cristo. O irmão Ruy de Curitiba destacou a confraternização, edificação, a oportunidade de rever e renovar laços com os irmãos e também fazer novos contatos. Além disso ele lembrou que é uma oportunidade para ter uma visão mais ampla da igreja. Ele ainda lembrou do CRE como sendo uma oportunidade de se obter conhecimentos mais profundos. O Fernando, de Maceió, destacou o investimento no crescimento espiritual, na família e a contribuição que estes eventos proporcionam para a edificação na irmandade. O Paulo do Rio de Janeiro expresso que é de suma importância aprender com irmãos experientes a sã doutrina para que se adquira a possibilidade de ensinar a outros. Outro irmão do Rio, o Marcos Aurélio, respondeu ao questionamento da seguinte forma:

“Durante o Ano de 365 dias, tenho me dedicado a ensinar a Palavra aos que não conhece a Deus e também aos irmãos em Cristo. Sendo assim, me faço uma pergunta: Como estou me abastecento? Com quem estou aprendendo? Quem está me ajudando no meu ministério? Se conclui que o estudo intensivo é para mim um alimentos sólido para servir melhor o meu ministério e alicerçar cada dia mais o meu relacionamento com Cristo.”

O irmão Santana de São Paulo compartilhou sua experiência pessoal. Ele disse:

“Poderia te dizer muitas coisas. Comecei indo ao ENOC pra comprovar que a Igreja de Cristo é um bando de crentes e que a única congregação verdadeira era a minha por causa do sistema de discipulado que desenvolvíamos. Depois de ser privado dessa oportunidade por vários anos e identificar abusos onde eu congregava, voltei a participar para comprovar o contrário.

Hoje, mais do que os temas tratados, volto ao ENOC para compartilhar motivação e encorajamento com irmãos que pela história e comprometimento. São verdadeiros heróis da fé. Trabalhando em regiões e sob condições tão difíceis, tanto à nível pessoal, como social, que deveriam envergonhar irmãos que não participam alegando que os preços cobrados são muito altos.

Sem esses eventos, seguramente não teria conhecido homens inspiradores como Howard Norton, Randy Short, Newton, Ênio Latorre, Jerry Campbell, Àlvaro Pestana e tantos outros que não conseguiria relacionar.

Além de obter acesso a material escrito, falado, e, digitalizado em várias áreas em que há necessidade de crescimento à um custo que é possível pagar para melhor entender e propagar o evangelho do Senhor Jesus”

Então, segundo o Lucas de Campo Grande, ficou assim:

1º Lugar, a comida. Ele acha que os demais irmãos pensam o mesmo, mas ficaram com vergonha de se expressar livremente, e eu acho que ele tem razão. Então, voltando para o artigo…

Vou apresentar aqui alguns motivos apresentados pelos irmãos: Comunhão, aprendizado, investimento na vida espiritual, confirmação da fé, investimento na família, adquirir conhecimento de irmãos mais experientes. Como pode ver, são vários os motivos e acredito que não foram citados todos.

Agora é com você. Eu espero te ver nos eventos da igreja. As oportunidades são muitas e a necessidade extrema! Vá nem que seja para encontrar o Lucas junto à mesa dos comes e bebes… Se talvez não seja o melhor motivo o do Lucas, você também vai poder encontrar o Raimundo, Miroel, Ruy, Santana, Fernando, Paulo e o Marcos Aurélio. Viu como comunhão é um ótimo motivo?