Pinóquio ou Gepeto? Reflexão sobre como combater a mentira

Somos Pinóquios ou Gepetos?

Mentimos ou falamos a verdade? Somos religiosos ou verdadeiros discípulos de Cristo?

Na fábula infantil de Pinóquio vemos um boneco tendo de aprender a lidar com a verdade e a mentira. Nesta história, peculiarmente, o nariz do Pinóquio cresce todas as vezes que ele conta uma mentira. Na vida real, são os problemas que crescem com a mentira.

Fábulas a parte, todos os dias somos confrontados com o fato de que precisamos lutar contra a mentira e decidir se vamos falar a verdade, ou não.

Não mintam uns aos outros, visto que vocês já se despiram do velho homem com suas práticas e se revestiram do novo, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador. Colossenses 3:9,10

A honestidade é um atributo admirado também no mundo corporativo. Segundo uma pesquisa realizada pela Pew Research, nos Estados Unidos em 2014, a honestidade é o principal atributo de um bom líder. Já se admite que a honestidade pode facilitar um relacionamento e até uma negociação.

O Dr. Brad Blanton é um psicoterapeuta, escritor e fundador da Radical Honesty Enterprises. Seu livro de maior sucesso é: Honestidade Radical, Como Transformar Sua Vida Dizendo A Verdade (Radical Honesty: How To Transform Your Life By Telling The Truth). Traduzido para várias línguas (mas ainda não disponível em português), o Dr. Brad Blanton, propõe mais do que uma luta contra a mentira, e sim, uma transformação de vida pela honestidade.

Veja os artigos abaixo para entender mais sobre esse plano:

O ensino, de falar sempre a verdade, é algo central na mensagem do Evangelho. Até porque, a Verdade é um atributo da natureza de Deus (João 14:6). Deus é a Verdade.

Falar a verdade, não mentir e ser honesto são comportamentos esperados por aqueles que seguem a Cristo e o tem como seu Senhor. Dado que o Diabo é o pai da mentira (João 8:44b), o discípulo de Cristo luta contra tudo que vem do inimigo de Deus.

Mas para isso, devemos nos perguntar: quanto temos mentido?

Mentiras do tipo: “Não vi o telefone tocar”; “não vi sua ligação ou sua mensagem”; “se alguém perguntar por mim, diga que não estou”, ou fingir que sabe sobre um assunto quando na verdade não tem ideia do que se trata; fingir que está dando atenção para alguém durante uma conversa, mas só o ‘corpo’ está presente, dizer para o pedinte: “não tenho dinheiro”, quando tem… São só alguns exemplos de mentiras que vemos (ou praticamos) no dia a dia. E, em Deus, não deve existir uma pequena ou grande mentira, ou uma “mentirinha branca”.

Seja o seu ‘sim’, ‘sim’, e o seu ‘não’, ‘não’; o que passar disso vem do Maligno. Mateus 5:37

Deus não é homem para que minta, nem filho de homem para que se arrependa. Acaso ele fala e deixa de agir? Acaso promete e deixa de cumprir? Números 23:19

O Senhor odeia os lábios mentirosos, mas se deleita com os que falam a verdade. Provérbios 12:22

Podemos até crer na mentira, falar mentiras e praticar mentiras, porém, como já diz o velho ditado popular, ela tem “pernas curtas”.

Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo. Efésios 4:25

A Bíblia nos lembra da gravidade que é a mentira e da trágica consequência dela, por meio da história de Ananias e Safira (Atos 5:1-11). Esse episódio foi de fato estarrecedor para a Igreja (Atos 5:11) mas também o deve ser para nós hoje.

O escritor, Carlito Paes, em seu livro devocional: Código JMR – viver sem julgar, mentir e reclamar, disse:

Lutar contra a mentira e falar sempre a verdade é uma batalha que precisa ser vivida todos os dias. Para que você celebre diariamente essa vitória, é preciso romper qualquer relação que venha tendo com o pecado. Romper com o pecado é não pensar nele; é não alimentar sua mente com desejos da carne. Mantenha sua mente e seu coração perto de Deus diariamente. Decida viver um dia de cada vez, celebrando a sua vitória sobre o pecado. Quando você peca intencionalmente, entristece o coração do Senhor. Mas, quando faz o que O agrada, cumpre Sua vontade e obedece a Seus mandamentos.

A mentira tem nos acompanhado no dia a dia?

Pequenas ‘mentiras brancas’ são frequentemente contadas para preservar a paz, como se dizer a verdade, de alguma forma, destruísse a paz. No entanto, a Bíblia apresenta a verdade e a paz como se existissem juntas: “Ame a verdade e a paz” (Zacarias 8:19). Contadores de ‘mentiras brancas’ acreditam que estão falando mentiras de “amor”; no entanto, a Bíblia nos diz para falar “a verdade em amor” (Efésios 4:15).

Às vezes, dizer a verdade não é fácil; na verdade, pode ser completamente desagradável. Mas somos chamados a ser verdadeiros. Ser verdadeiro é precioso para Deus (Provérbios 12:22); demonstra o temor do Senhor. Além disso, dizer a verdade não é uma sugestão, é uma ordem (Salmos 15: 2; Zacarias 8:16; Efésios 4:25). Ser honesto honra o Senhor, que é o “Deus da verdade” (Salmo 31: 5)

Não minta. Fale sempre a verdade em amor!

Raniere Vieira
Sobre Raniere Vieira 4 Artigos
Raniere serve integralmente na obra há mais de 15 anos. Atualmente é evangelista da Igreja de Cristo no Cajuru, Curitiba. Casado com Fabiana e pai de Luíza e Pedro.