Onde Foi Que Errei?

Conselhos Para Criar Filhos Hoje

Se eu tivesse meu filho para criar de novo,
Eu pintaria mais com meus dedos e apontaria muito menos com eles.
Eu passaria menos tempo corrigindo e mais tempo conversando.
Eu tiraria meus olhos do meu relógio e prestaria mais atenção em quão rápido o tempo está se passando.

Eu me importaria em saber menos, e saberia me importar mais.
Eu passaria mais tempo brincando com eles.
Eu ficaria menos sério e me divertiria mais.

Eu correria mais com eles e olharia mais as estrelas.
Eu seria menos firme, mas, firmaria mais meu amor por eles.
Eu reformaria a auto estima, e deixaria a reforma da casa para depois.
Eu amaria menos a força, e viveria mais a força do amor. — autor desconhecido

“Os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá. Como flechas nas mãos do guerreiro são os filhos nascidos na juventude. Como é feliz o homem cuja aljava está cheia deles! Não será humilhado quando enfrentar seus inimigos no tribunal.” (Salmos 127:3-5)

O Poder dos Pais

Quem os filhos são e quem eles vão se tornar não está somente no poder de decisão dos filhos, mas muito mais no poder de criação dos pais. Você tem certeza de que está agindo corretamente com os seus filhos? Eles vêem você como um exemplo a ser seguido? E quando eles agem mal, como você reage? Se ainda tem tempo (acredito que a gente é que faz o tempo e as oportunidades) leia novamente aqueles conselhos acima de um autor desconhecido.

Você deve conhecer a história de um bom pai que, mesmo quando o filho ‘desejou’ a sua morte pedindo a herança e foi para uma terra distante longe das vistas, conselhos, críticas e repreensões do pai. O pai, por sua vez, todos os dias, por muito tempo, ficou olhando no começo do caminho por onde o filho partiu. Ele olhava no horizonte o dia que o filho ia voltar. Não tinha comunicação instantânea, não tinha fotos para acompanhar nas redes sociais, mas o pai tinha confiança de que tudo o que ensinou enquanto teve tempo.

“A seguir, levantou-se e foi para seu pai. “Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou.” (Lucas 15:20)

Tão certo quanto o sol se levantará amanhã é que os pais não têm todo o controle sobre os filhos. Como Caim pôde fazer o que fez? Como Judas pôde fazer o que fez?

Com base no seu relacionamento com seus filhos, você tem segurança de que, se desviarem do caminho do Senhor, vão voltar? Você tem que ter segurança nisso hoje para não questionar, no futuro, o que fez de errado. Se você está fazendo algo de errado, está fazendo hoje.

Antes de querer mudar alguém, devemos mudar primeiro. Se quiser tranquilidade para o seu futuro, comece a mudança em você hoje. Você não terá moral de exigir a mudança dos seus filhos se você não consegue. Tente e você terá mais empatia por eles, pois vai entender o quanto é difícil mudar assim de repente.

Como Educar os Filhos 1)Não tenho a pretenção de dizer que estou lhe dando um manual de criação de filhos. Muitos conselhos e ensinamentos não estão aqui. Separei alguns tópicos básicos. Certamente você encontrará muitos outros ensinamentos úteis na Bíblia e em bons livros

Autoridade. Lembre-se que, se você quer ensinar aos seus filhos como este mundo funciona, tem que ensinar quem manda. Ensine os seus filhos sobre respeito, amor, compaixão, etc. Aquele que não ama aos pais a quem vê, não aprende a amar a Deus a quem não vê. De uma certa forma os pais representam a Deus. Crianças, adolescentes e jovens não têm maturidade para lidar com a liberdade e decisões. Você, mesmo sendo adulto, por acaso, tem? Nem adultos têm maturidade para lidar com a liberdade incondicional. Não acredite na independência. Se você é pai ou mãe, talvez não acredite mais na independência por experiência. Independência é liberdade para viver na mira da morte, isso é, viver em pecado. A liberdade que vivemos deve sempre ser liberdade condicional. Se não entendemos que o corpo não pertence a nós mesmos, mas somos mordomos em casa que tem um Senhor é Ele vai pedir explicação como administramos, viveremos em pecado. Adultos são iguais aos jovens com mais experiência que nem sempre sabem usar.

Chore com seus filhos. Você vai se deparar com momentos em que vai precisar corrigir seus filhos. Você vai ter vontade de chorar ou vai chorar mesmo. Chore! Com o tempo descobri que era verdade o que os meus pais diziam: “Vai doer mais em mim do que em você” Era verdade e eu não sabia. Corrija sem medo de perder o amor e o respeito deles. Você verá que a disciplina causa efeito contrário, isto é, eles vão te respeitar e amar mais ainda. Confie que quem corrige, ama. Deus que é perfeito e nos corrige com perfeição, nos corrige porque nos ama e o fruto que produz é justiça.

“Além disso, tínhamos pais humanos que nos disciplinavam, e nós os respeitávamos. Quanto mais devemos submeter-nos ao Pai dos espíritos, para assim vivermos! Nossos pais nos disciplinavam por curto período, segundo lhes parecia melhor; mas Deus nos disciplina para o nosso bem, para que participemos da sua santidade. Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados.” (Hebreus 12:9-11)

Não siga as filosofias do mundo. Os ‘especialistas’ criam teorias para impor sobre você, mas quando você precisar de ajuda vai ter que recorrer ao que eles oferecem: conselho tutelar, polícia, internação. É isso o que você espera para os seus filhos? Claro que não! Ensine o caminho do Senhor, pois Ele nos criou e deixou um manual dizendo como funcionamos melhor. Acredite que a Bíblia está correta e use-a para educar seu filho. Se não quiser usar a Bíblia diariamente na educação dos filhos, vai ter que usar para se aproximar de Deus é pedir perdão no futuro.

Aprenda a dizer não. Quando eu era criança cheguei a pensar que meu nome era não, de tanto que a minha mãe falava esta palavra . A palavra “Não” deve ser a primeira palavra aprendida e respeitada por seus filhos. Se você diz não, mas depois deixa eles fazerem o que quiserem, então você um dia vai perguntar onde errou. Erramos por não dar limites aos filhos.

Regras são regras. Rotina é importante para a criança, adolescente e jovem. Uma árvore que cresce torta, quando madura, não tem mais jeito. As regras e rotinas nos aprumam para viver esta vida. A vida é feita de regras, horários, disciplina, Uma vida sem regras não dá resultados.

A Importância da comunicação. As crianças até à juventude vão desafiar sua autoridade. Eles vão tentar de várias formas. Se o pais diz não, eles vão tentar com a mãe. A comunicação do casal deve estar afiada porque os filhos estão à busca de uma brecha e, uma vez encontrada, eles vão explorar como um vírus. Seus filhos vão desafiar a sua comunicação com eles. Regra de comunicação muito importante: tenha paciência. Siga o que Paulo escreve em Efésios:

“Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo. “Quando vocês ficarem irados, não pequem“. Apazigüem a sua ira antes que o sol se ponha, e não dêem lugar ao diabo. O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo de útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade. Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo.” (Efésios 4:25-32 – A ênfase é minha para destacar ações que devem ser tomadas para com os filhos na comunicação)

Quando seu filho te insultar, use, resumidamente, a regra de ouro da comunicação. Esta passagem eu vou deixar para você procurar e ler para que, tendo trabalho, possa, também, gravar no seu coração para colocar em prática. Leia Provérbios 15:1, 2.

“Não vou deixar herança para os meus filhos. Se forem trabalhadores, não vão precisar. Se forem vagabundos, não merecem” – Ditado chinês

Pode Acontecer

Pode acontecer de você ser um excelente pai ou mãe e, mesmo assim, receber ingratidão dos seus filhos. Grande novidade, não é? Agora, olhe o relacionamento entre você e Deus. Como é? Deus é o Pai Perfeito que todos deveriam assumir, mas como é que reagimos aos seus mandamentos criados para nos proteger? Somos bons filhos ou somos insubmissos? Se você é bem esforçado, talvez seja um bom filho, mas duvido que você não errou mais que acertou e, ainda assim, Deus não perdeu a paciência com você. Por que?

Olhe para o seu relacionamento com Deus e tenha esperança. Se você é ou já foi ingrato, mesmo assim Deus continua te tratando bem. O tratamento que Deus nos dá não é justo, é misericordioso. Se o tratamento fosse justo, certamente já teríamos sido castigados ou estaríamos mortos. Já que é misericordioso, Ele tem sido paciente e amoroso conosco.

“Um ingrato se esquece de mil refeições mas reclama de uma que não teve.”

Conclusão

Seus filhos são uma bênção de Deus. Qual foi a última vez que você disse para eles que os amava? É fácil quando eles são crianças ou quando você, mais velho, for amado por eles. Comece se não é o seu costume para que ninguém os convença com amores baratos. Se você não diz para a sua filha que a ama, vários malandros vão dizer facilmente, mas não de graça. Se você não diz para o seu filho que o ama, as atrações deste mundo dirão. Como você tem ensinado os seus filhos a lidarem com o amor do mundo?

Aceite os conselhos do futuro no conselho dos idosos. Pergunte para eles o que fariam diferente se pudessem. Faça você antes que seja tarde. Ensine-os na prática sobre autoridade, sobre disciplina, sobre o Pai, respeite as regras para dar exemplo, chore com seus filhos, saiba comemorar também, não ensine filosofias e e o que é politicamente correto, ensine valores, dê propósitos, ensine com o exemplo. Comunique-se com amor e seja paciente. Jogue fora da sua vida “amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade“. Ore por seus filhos, ore com eles, caminhe com eles, passe tempo com eles sem olhar para o relógio.

References   [ + ]

1. Não tenho a pretenção de dizer que estou lhe dando um manual de criação de filhos. Muitos conselhos e ensinamentos não estão aqui. Separei alguns tópicos básicos. Certamente você encontrará muitos outros ensinamentos úteis na Bíblia e em bons livros