Ministério em Prisões

O ministérios em prisões existe há alguns anos, mas agora tem ganhado força.

“Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que lhes foi preparado desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’. “Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar? ’ “O Rei responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’. Mateus 25:34-40

Tudo começou em São João da Boa Vista, com o evangelista José Domingos que “do nada” (Deus né.. rsrrs…) recebeu uma carta de um presidiários de Serra Azul. Ele começou a enviar estudos e de repente se viu neste ministério que se estendeu por muitos outros presídios. Ele está há quase sete anos com este ministério. São João da Boa Vista era a única congregação da igreja de Cristo a fazer um trabalho deste tipo, até que Deus foi agregando pessoas para este trabalho….

Aqui em Ribeirão Preto estamos há quase dois anos engajados neste ministério, que teve início devido a outro trabalho. Quando me afastei do trabalho secular por motivo de licença maternidade (há 4 anos atras), me vi um pouco “ociosa” das coisas do Reino por conta de estar cuidando do meu bebê, então comecei uma reunião semanal na minha casa, para orar com outras irmãs… foram 2 anos maravilhosos do “Café Com Jesus“. Todas as sextas-feiras eu oferecia um cafezinho e tínhamos um caderninho de oração e, aos poucos, foi virando um devocional com mensagens e tal… Numa destas tardes nós meditamos na passagem Lucas 7:36-50, de repente me deu uma imensa vontade de pregar para presidiários, pessoas que talvez se enxerguem os mais pecadores do que os outros de vida comum… Enfim, nem sabia por onde começar. Então comecei orando e Deus muito rapidamente respondeu minhas orações.

No domingo próximo fui para Mococa (onde o Ivan, meu marido, ajuda com estudo 1 vez por mês, isso há sete anos) e eu amo ver o quadro de avisos das congregações que visito… e lá estava uma carta do José Domingos falando sobre o seu ministério nos presídios. Foi a resposta de Deus para minha pergunta: “Como vou começar, Senhor?”. Imediatamente entrei em contato e ele me ajudou com todas as dicas para me estruturar e começar o trabalho.

Como Começar Um Ministério em Prisões

Começamos aqui em Ribeirão em Novembro de 2015. As congregações de São Bernardo do Campo e Campinas foram conquistadas a partir de exposição do trabalho do José Domingo no Enoc… se animaram e logo depois de mim começaram a atuar também. Sorocaba é a congregação mais recente neste ministério, eles começaram a fazer algo neste sentido sozinhos, não sei como o José Domingos soube e os recrutou para junto de nós e agora estamos juntos, organizados e trabalhando nesta grande equipe de 5 congregações.

Inicialmente entramos em contato com os presídios, telefones ou emails, conversamos com a diretoria e explicamos o trabalho. Daí enviamos os panfletos fazendo propaganda dos cursos gratuitos, com nossos endereços (normalmente caixa postal) que são distribuídos aos presidiários… logo começam chegar as cartas… foi uma alegria, lembro até hoje da emoção de abrir a caixa postal e encontrar as 4 primeiras cartinhas… hoje chega por volta de 80 por semana…Depois, os próprios alunos fazem a propaganda, mandando matrículas de outros companheiros, às vezes até de pessoas que estão em outros presídios… é um trabalho que só cresce… sempre tem matrícula nova dentro da cartinha de um presidiário já aluno.

São João da Boa Vista tem mais de 1500 alunos inscritos, Ribeirão Preto já passa de 900 alunos, Campinas e São Bernardo não sei precisar a quantidade. Sorocaba já tem 30 alunos e alguns presídios novos para contactar.No ano passado nós nos reunimos pessoalmente, em Julho de 2016 para estruturar, organizar e criar metas para o trabalho. Este ano, em 29/07/2017, nos reunimos novamente para tratar das nossas lutas, metas, etc… e esteve presente a congregação de Sorocaba, que está trabalhando em conjunto conosco.

Nós conseguimos atingir TODAS as penitenciárias do estado de São Paulo. Cada congregação cuida de uma certa quantidade de presídios, de modo que, se alguma receber cartas com pedidos de matrículas que não estão na sua jurisdição, já encaminhamos para a congregação responsável por aquela área. Ou no caso de um aluno presidiário ser transferido para outro presídio, imediatamente nós transferimos para a Escola da Bíblia que cuida da região, para que de sequencia aos estudos… e assim, por diante, estamos organizados e muito animados.

A Maior Dificuldade

O material que usamos são: 4 livrinhos da Escola Bíblica Mundial (EB): Deus tem falado, Conhecendo Jesus, Estas são as Boas Novas, Nascido da água e do Espírito. Complementamos com os estudos do Centro de Estudos Teológicos: O Que a Bíblia Diz, A Igreja Bíblica e Cristianismo em Ação – basicamente são estes cursos usados…. mas temos muita dificuldade em adquirir os estudos. Ano passado viajamos para BH (na verdade um irmão se disponibilizou) em busca de material, pois o irmão não conseguia nos postar e a demanda de alunos só crescendo… os da CET fiquei por mais de um ano mandando email, facebook, redes sociais em geral até que consegui comprar um pouco, que já está acabando também… esta é nossa maior dificuldade, conseguir o material acima mencionado… não conseguimos entender a dificuldade em nos mandar, em responder nossos emails e tal… mas quem sabe, se o trabalho for divulgado, o acesso a estes materiais fique melhor não é mesmo?

Orem e colaborem com este ministério.

Kelly Laudate
Igreja de Cristo em Ribeirão Preto, SP

Participação Especial
Sobre Participação Especial 9 Artigos
Participação especial enviada para ser publicada no Portal da igreja de Cristo no Brasil.