Estou apenas sobrevivendo a vida cristã?

Que na vida teríamos aflições, nós já estávamos avisados por Jesus em João 16:33. Mas me parece que muitas vezes esquecemos a parte B do versículo que diz: tende bom ânimo! Eu venci o mundo!

O tempo todo, onde quer que seja, gente como a gente, filhos de Deus, estão passando por alguma dificuldade (1 Pedro 5:9), sejam lutas espirituais, provações, tentações, aflições… Nós não somos os únicos e nem menos amados por Deus. Ainda que as vezes soe clichê: faz parte da vida!

O problema está quando ao olhar para essas situações, ao invés de nos vermos como vencedores por meio dAquele que nos amou e como soldados (ativos; na ação), nos resumimos a meros sobreviventes (sem direção; apenas fugindo) da cristã vida. O sobrevivente, nesse contexto, é aquele que já não luta mais, não se esforça por um alvo maior: está conformado em apenas levar com a barriga e buscar escapes que o façam ”sofrer” o menos possível, e isso, muitas vezes, quer dizer negar a fé (cruz).

Tiago sabia o que era passar por situações difíceis, e inspirado pelo Espírito Santo nos escreveu: ”Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé PRODUZ perseverança”. A palavra chave nesse versículo é PRODUZ. O que suas aflições tem PRODUZIDO? Em quem elas o estão transformando? Num sobrevivente ou em um soldado apaixonado e obediente (2 Timóteo 2:3-4)?

Ele continua: ”…E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma”. (Tiago 1:4)

Nós vencemos uma situação difícil, não quando ela passa, mas quando aprendemos lições que não nos permitem repetir os mesmos erros. Nós vencemos uma situação difícil, não quando ela passa, mas quando algo em nossa natureza pecaminosa morre para dar lugar a um virtude cristã que a aflição PRODUZIU. Maturidade e integridade são o nosso ALVO durante e após cada provação de fé.

Para deixarmos de sermos meros sobreviventes e assumirmos nossos postos de SOLDADOS, precisamos:

  • Confessar as fraquezas a Deus; pedir que Sua força seja superior!
  • Durante qualquer situação difícil, pedir direcionamento a Deus: ”Senhor, que área da minha vida Você deseja trabalhar através dessa situação?”; E através da perseverança e comunhão diária com Ele, desenvolver isso.

O importante é: Não se conforme até obtê-lo! As lutas são inúteis se não nos transformam á semelhança dAquele que nos chamou!

Os autores bíblicos entenderam muito bem essa ideia…

”Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder. Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do Diabo, pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo”. (Efésios 6:10-13)

”Combata o bom combate da fé. Tome posse da vida eterna, para a qual você foi chamado e fez a boa confissão na presença de muitas testemunhas”. (1 Timóteo 6:12)

”Suporte comigo os meus sofrimentos, como bom soldado de Cristo Jesus”. (2 Timóteo 2:3)

”Agora sei que o Senhor dará vitória ao seu ungido; dos seus santos céus lhe responde com o poder salvador da sua mão direita. Alguns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós confiamos no nome do Senhor, o nosso Deus. Eles vacilam e caem, mas nós nos erguemos e estamos firmes”. (Salmos 20:6-8)

Que possamos ter o mesmo pensamento e postura, em toda e qualquer situação, e em especial: nos dias cinzas!

Deus nos abençoe.

 

 

Débora Amaro
Sobre Débora Amaro 22 Artigos
Débora Amaro tem 19 anos, conheceu Jesus aos 13, desde então tem descoberto como é empolgante servir a Deus! Semanalmente um vídeo novo é lançado em seu canal no YouTube destinado a jovens cristãos.