Este Corpo Não Lhe Pertence!

Ai que fome! Aquela fome que não é satisfeita por um fast food qualquer. Uma fome de comida mesmo! O estômago está falando alto de fome. Começo a salivar só de pensar no almoço que me espera em casa. Vou mastigar bem pouco da primeira vez e logo vou querer repetir. A fome é tanta que eu vou pensando em repetir umas 5 vezes, mas sei que não devo, pois já estou acima do peso e fora de forma.

Ok, talvez você esteja pensando o que tudo isso tem a ver com o título deste artigo. Sei que não parece, mas já comecei a falar do assunto. A Bíblia começa a falar deste assunto com menos detalhes, mas ela diz:

“Tudo me é permitido”, mas nem tudo convém. “Tudo me é permitido”, mas eu não deixarei que nada domine. “Os alimentos foram feitos para o estômago e o estômago para os alimentos”, mas Deus destruirá ambos. O corpo, porém, não é para a imoralidade, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo.” (1 Co 6:12, 13)

Deus emprestou o corpo, e você pode fazer o que quiser com ele, mas não deve… nem tudo convém, pois tem consequências. Assim como o alimento é para o estômago, o corpo é para o Senhor e Sua santidade

Aproveite, Mas Lembre-se…

Você pode seguir a filosofia deste mundo que prega “meu corpo, minhas regras”, mas como toda filosofia e argumento humano, eis aí mais um engano. A lição é tão óbvia e tão ignorada. A lição já nos fez chorar, mas não necessariamente aprender. Nossos avós, pais, parentes, amigos que já partiram desta vida pela morte nos ensinaram que o corpo não nos pertence, vamos ter que devolver. A filosofia do mundo novamente atrapalha a compreensão quando prega que a vida é curta e precisamos curtir. Prega que precisamos ser felizes e o meio da felicidade e prazer é o corpo. Dizem que não devemos nos privar de nada. O sábio de Eclesiastes já conhecia esta filosofia humana, mas também conhecia a verdade. Ele disse assim:

“Jovem, aproveite a sua mocidade e seja feliz enquanto é moço. Faça tudo o que quiser e siga os desejos do seu coração. Mas lembre de uma coisa: Deus o julgará por tudo o que você fizer… Lembre do seu Criador enquanto você ainda é jovem, antes que venham os dias maus e cheguem os anos em que você dirá: “Não tenho mais prazer na vida.” (Ec 11:9; 12:1 – NTLH)

Uma frase humana parecida com essa diz: “Porque Deus é bom, permite você plantar o que quiser. Porque Deus é justo, você vai ter que colher o que plantou”. Quando as consequências de usar o que não lhe pertence batem à porta, você vê que não valeu à pena tirar proveito do corpo que lhe foi emprestado.

Como você tem usado o corpo que lhe foi emprestado? Sabia que ele pode ser pedido de volta a qualquer momento? Você está pronto para devolver o seu corpo? Que você esteja usando o corpo para Deus como o alimento para o estômago. O corpo não é para impureza como o uso de drogas, sexo fora do casamento, excessos, aborto, sensualidade, etc.

Uma Concessão

Sabendo ou não, o corpo não é seu. Se você é discípulo de Cristo, o corpo é membro do corpo de Cristo. Pertence à Ele. Se você usar o seu corpo para a impureza sexual comete pecado diretamente contra uma propriedade de Jesus Cristo. Sexo fora do casamento é impureza contra o templo do Espírito Santo que é o corpo em que você está habitando por enquanto. Você não pertence a si mesmo. Você foi comprado pelo sangue de Jesus e deve glorificar o nome Dele no seu corpo.

“Por seu poder, Deus ressuscitou o Senhor e também nos ressuscitará. Vocês não sabem que os seus corpos são membros de Cristo? Tomarei eu os membros de Cristo e os unirei a uma prostituta? De modo nenhum! Vocês não sabem que aquele que se une a uma prostituta é um corpo com ela? Pois, como está escrito: “Os dois serão uma só carne”. Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com ele. Fujam da imoralidade sexual. Todos os outros pecados que alguém comete, fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo. Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o corpo de vocês.” (1 Coríntios 6:12-20)

Relações sexuais no casamento é a única concessão que Jesus faz do seu corpo e aquele que tirar proveito do corpo de outra pessoa, vai ter que prestar contas para Jesus pessoalmente. Casamento é uma coisa tão séria que esta é a comparação para a gente entender o que é a igreja. Jesus é o noivo e a igreja a noiva. Deus permite que você use o corpo somente se estiver casado perante a testemunha do próprio Deus.

Um dia Deus vai nos ressuscitar pelo Seu poder e vamos ter que responder como usamos o corpo (2 Co 5:10). Você habita neste corpo, mas deve seguir as regras do Senhor e não as próprias regras.

Santidade: A Vontade de Deus

Poucas passagens são tão diretas que completam a frase: “A vontade de Deus é…”. Uma destas raras passagens fala que a vontade de Deus é a santidade e que devemos nos privar do sexo fora do casamento. Deus espera que saibamos controlar o corpo em que moramos com honra e não com desejos sexuais incontroláveis. Quem faz isso com o corpo, não conhece a Deus. Não devemos tirar vantagem do corpo alheio (de outras pessoas), pois quem faz isso vai ter que acertar as contas com Jesus pessoalmente.

“A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual. Cada um saiba controlar o próprio corpo de maneira santa e honrosa, não com a paixão de desejo desenfreado, como os pagãos que desconhecem a Deus. Neste assunto, ninguém prejudique a seu irmão nem dele se aproveite. O Senhor castigará todas essas práticas, como já lhes dissemos e asseguramos. Porque Deus não nos chamou para a impureza, mas para a santidade. Portanto, aquele que rejeita estas coisas não está rejeitando o homem, mas a Deus, que lhes dá o seu Espírito Santo.” (1 Tessalonicenses 4:3-8)

Santidade não são regras criadas por uma doutrina humana. Santidade é a nossa natureza. Nascemos puros quando crianças, mas nos deixamos levar pelas filosofias deste mundo e deixamos a pureza de lado. Faz-se necessário repetir as últimas palavras da passagem acima: “aquele que rejeita estas coisas não está rejeitando o homem, mas a Deus“. Não rejeite a Deus e saiba controlar o próprio corpo com santidade.

Se Pecar Contra o Corpo

Todas estes ensinamentos acima nos foram dados não em forma de proibições, mas de segurança e proteção contra a morte eterna, pois morrer fisicamente todos vamos, mas você está preparado para devolver este corpo melhor do que lhe foi confiado?

Sim, admitamos que temos pecado e, quem não admite, está cometendo pecado. Desde que vivemos lutando contra o pecado, precisamos saber que o culto nos purifica e temos Jesus como o advogado para nos ajudar em nossa causa (1 Jo 1:7; 2:1). Se pecar, recorra a Jesus para ser purificado. Não é para usar este argumento de defesa de forma leviana, pois se viver em pecado e não produzir fruto digno de arrependimento, então não resta o que fazer.

Conclusão

O alimento está para o estômago assim como o corpo está para o Senhor. Precisamos buscar por santidade, purificação dos nossos corpos através da comunhão, perdão e união com Jesus, pois os corpos onde vivemos são membros do corpo de Cristo.

Imagine você sai para viajar e confia a um amigo sua casa. Ele pinta e borda. Pinta a parede de rosa e o teto de azul, destrói seus móveis e vende sua casa, como você se sentiria? Como Deus sente quando olha para o seu corpo?