Dicas Fonoaudiológicas Para Regentes

Dizem que a voz é o espelho da alma, e de fato ela é, a voz nos identifica, é através dela que nos comunicamos, passamos mensagem, exprimimos nossos mais profundos sentimentos, nós envelhecemos, porém nossa voz nunca envelhece.

No contexto de adoração muito mais, nossa adoração deve ser de toda alma e de todo nosso coração, como Deus quer, consciente, nosso culto racional (Romanos 12:1).

A voz é instrumento de adoração ao Senhor, é através dela também que falamos de Jesus, contamos as infinitas bênçãos em nossas vidas e também entoamos cânticos.

A voz é resultado de uma ação fisiológica, resultado de ação de uma perfeita sinfonia de músculos, cartilagens e nervos que possibilitam a produção da voz, ela é produzida na laringe, onde se encontram as pregas vocais, que no ato da fala se aproximam suavemente e realizam um movimento de vibração, graças à passagem do ar que vem dos pulmões durante o ato de expiração, sendo produzido o som.

O som produzido vai ser ampliado e modificado pelas cavidades de ressonância (faringe, cavidade bucal, cavidade nasal e seios nasais) e pelos órgãos de articulação (lábios, dentes, maxilares, língua, palato duro e mole) que cooperam na articulação de consoantes e vogais.

É incrível como nenhuma voz é igual a outra, temos aí mais um motivo de perfeita criação do nosso Deus. Como todo e qualquer uso e abuso de qualquer parte do nosso corpo, podemos causar lesões, ou seja, a produção de comportamentos que distorcem a tendência normal do mecanismo fonatório normal, ou seja, o mau uso vocal como falar muito alto, competição com ruídos, falar durante longos períodos ou cantar sem noções de fisiologia da voz, tensão ao falar e cantar, podem gerar agravos para a saúde vocal.

Para os regentes é de extrema importância conhecer a sua voz, conhecer os mecanismos envolvidos na produção da voz, uma vez que o louvor deve ser o nosso melhor, precisamos cuidar de nossa saúde vocal também.

Alguns sinais podem estar indicando que há algo errado com sua voz como:

• rouquidão excessiva
• cansaço vocal
• dor
• sensação de pigarro
• irritação
• redução da extensão vocal

Podemos evitar isso, porém alguns cuidados devem ser tomados, aqui vão algumas dicas

• Beber água em grande quantidade. A água hidrata de forma geral o corpo, e também as pregas vocais, principal órgão responsável pela produção da voz.
• Não competir com ruído
• Utilizar microfone quando falar com um público grande
• Não ingerir alimentos que contém cafeína, ácidos antes da regência
• Evitar gritar e fazer uso excessivo da voz nos dias que antecedem a regência.

Quero ressaltar aqui e mostrar a importância do cuidado com a voz não só no dia, o trabalho do regente, é muito importante durante a semana que antecede o culto/evento e principalmente um dia antes, todo esse trabalho para objetivar a excelência na adoração ao Senhor.

O estudo dos cânticos também é importante, é importante que o regente estude a sua capacidade vocal em alcançar agudos/graves, reger cânticos que necessitam de tons agudos para um regente de voz grave, pode prejudicar a voz.

Algumas práticas como exercícios de aquecimento e desaquecimento podem ser adotadas antes da regência, deixo aqui algumas dicas fonoaudiológicas que podem auxiliar no uso consciente da voz e auxiliar na produção, lembrando que cada caso é individual e que em caso de queixas como dor, rouquidão por mais de quinze dias, devem ser imediatamente informadas ao otorrino ou fonoaudiólogo.

É importante realizar relaxamento de toda região do pescoço e ombros, uma pessoa muito tensa, com ombros proeminentes e altos pode emitir uma voz tensa e isso pode favorecer o desenvolvimento de lesões vocais.

• Relaxamento de pescoço – vire o pescoço como se fosse fazer um SIM (cabeça para frente e trás), NÃO e TALVEZ, você pode realizar esse exercício sempre antes de cantar, isso vai ajudar a soltar a musculatura de ombros e pescoço.
• Rotação de ombros para frente e para trás.
• Aquecimento
Para um uso consciente da voz, temos que preparar nosso corpo e nosso trato vocal para realizar a produção da voz de forma efetiva, sem causar lesão.
Você pode realizar exercícios para melhorar a ressonância, para que sua emissão seja limpa e correta, podendo fazer exercício que se chama sons nasais, com os lábios selados, sem oclusão dentária, realizar um “mmmmm”, você pode fazer isso por 3 minutos.
• Você também pode fingir uma mastigação, mastigando e movimentando toda sua boca e língua, isso ajudará para alongar o trato vocal, além disso, pode realizar rotação de língua na boca, em todos os sentidos, que também auxilia no alongamento do trato vocal.
• Para desaquecer, você pode dar um longo bocejo finalizando com um longo suspiro.

Essas são algumas dicas gerais, não existem exercícios certos para esse público alvo, o ideal é fazer uma avaliação fonoaudiológica para o profissional nortear quem o procurou e realizar o diagnóstico, portanto, passo aqui algumas dicas para cuidado da voz e se você é regente, e sente dor após reger os cânticos, tem dificuldades em utilizar a projeção da sua voz, dentre outros problemas, procure um fonoaudiólogo para aprimorar e melhorar sua voz.

Espero poder ajudar os irmãos e que nós sempre possamos oferecer o melhor para o nosso Senhor, pois Ele merece.

Mariana Porfirio
Estudante de Fonoaudiologia da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp

Mariana Porfirio
Sobre Mariana Porfirio 8 Artigos
Mariana Porfirio 21 anos, cristã há 8 anos, buscando a cada dia ser padrão em Cristo Jesus, estudante de Fonoaudiologia da Unicamp, congrego na Igreja de Cristo em Campinas.