Desculpas Esfarrapadas

No ministério para servir a igreja e mesmo sem sustento para tal, tenho desafiado muitas pessoas para que acredite, se envolva em coisas pequenas até em projetos maiores. Nem sempre a resposta é positiva. O diagnóstico sobre o crescimento da igreja é fácil: falta gente de palavra e que oferte do seu tempo pelo menos duas horas por semana para servir ao Senhor. Se você fizer uma pequena doação do seu tempo, já que na coleta a gente é fraco mesmo (para o que não se tem uma boa desculpa), a transformação da igreja vai acontecer pois muitos estarão envolvidos um pouco e juntos fazemos muito mais do que um só isolado.

As pessoas que mais precisam se apoiar nas desculpas são os postergadores (Levanta a mão quem não deixa para amanhã). “Se você quer que uma coisa fácil se torne difícil, deixe para amanhã“, aí, sim, você vai precisar de muitas desculpas. Quem vive de desculpas, vive num mundo de mentiras e mentira, para ser mantida, nunca fica pequena.

“Se alguém abrisse uma confecção que vendesse roupas para desculpas esfarpadas, ficaria rico”

O que são as desculpas esfarrapadas?

Tudo o que você inventar no lugar da verdade, é mentira. Desculpas esfarrapadas só mostra que você anda nu da verdade. George Washington foi um grande líder que agora sua face estampa uma nota de dólar americano. Como grande líder do seu tempo, ele deve ter recebido muitas desculpas esfarrapadas. Foi ele quem disse: “É melhor não dar desculpa nenhuma do que uma desculpa ruim”. Desculpas esfarrapadas são ruins. Desculpas esfarrapadas é outro nome para mentira e falta de vontade de server e, nem sequer similar às desculpas sinceras ou ao perdão. Só denigre o caráter daquele que lança mão desse recurso pobre e corrói a alma de quem tem que receber muitas vezes sem poder expor a verdade. Por outro lado desculpas esfarrapadas aumentam a compaixão de quem tem que as receber.

Não há meio termo, há a verdade e a mentira. Desculpas esfarrapadas é ficar em cima do muro. Viver em cima do muro é viver montado na mentira. Se algo é importante para você, você faz. Se não é, você se recusa a se comprometer ou tem que encontrar uma desculpa. Tem pessoas que se tornam bons em dar desculpas, mas nunca serão bons em mais nada.

Charge do irmão Jô Makita, Campo Grande, MS

Encarando as desculpas esfarrapadas?

Desculpas esfarrapadas são mortais. Quantas avós, pais, tias, irmãos e até cachorros já morreram nas desculpas esfarrapadas. A morte é uma só e quem um dia precisou matar a vó, por exemplo, para tentar encontrar uma justificativa ao invés da coragem de enfrentar as consequências da verdade, corrói sua moral e caráter. Talvez não perca totalmente a moral e o caráter, mas perde um pouco mais. Quem usa a morte como desculpa esfarrapada na verdade está matando a verdade dentro si mesmo. Quando a verdade morre, o que mais resta?

Quando você inventa uma desculpa, já sabem como é você mentindo. O que você vai ter que mostrar é como você é quando diz a verdade e vai ter que ser convincente, hein! Mas quantas verdades você acha que serão necessárias para encobrir uma mentira e fazer com que as pessoas tenham confiança em você?

Desculpas esfarrapadas são mentiras, isto já vimos. Agora precisamos encarar ela e vamos ver que ela se parece muito com a verdade, afinal, a mentira, para enganar a nós mesmos, precisa se parecer com a verdade. Quanto mais distantes estamos da verdade, mais a mentira (desculpas esfarrapadas) vai se parecer com a verdade. Você, para usar as desculpas, vai precisar atuar. Desculpas esfarrapadas fazem chorar, doer onde  não tem nada e convencer quem ouve.

Este comportamento começa cedo na vida. Começa na vida de um aluno que, ao chegar em casa, deveria rever por uns 15 minutos tudo o que estudou em classe até ali e encontrar sentido para tudo. Ir construindo aos poucos e não tentar fazer de tudo (inclusive promessas que não pretende cumprir) para tentar entender às vésperas das provas. Aí, bem cedo, começam as necessidades de se apoiar nas muletas das desculpas.

Não importa para onde você está indo, quem pavimenta a estrada para lá é você. Você está pavimentando a sua estrada com a verdade ou com as desculpas esfarrapadas? Você também é responsável por colher tudo o que você está plantando. E para onde você está indo? Para a colheita de tudo o que você plantou.

“A rua para o fracasso é pavimentada com desculpas” – Mark Bell

João Cruz
Sobre João Cruz 41 Artigos
João Cruz trabalhou mais de 20 anos com a igreja como evangelista. Atualmente dirige o Ministério Resgate ligados à publicações, música, edificação, treinamento, crescimento da igreja, palestras, produção de conteúdo e informação para as congregações.