O Caminho Para a Salvação

      O Caminho Para a Salvação - Unknown Artist

Uma viagem interessante que fizemos foi ao Chile. Foi lá que vimos neve pela primeira vez na vida. Subimos ao Valle Nevado que fica a 60km de Santiago e tem 60 curvas. É uma estrada dupla e estreita e em muitos pontos não passam dois veículos ao mesmo tempo. A viagem dura cerca de 1:30 horas e você vai dos 930m aos 3.000m de altitude. Esta é uma boa ilustração para o caminho da salvação. Chegar lá é maravilhoso, está tão perto e tão longe ao mesmo tempo. Existem várias curvas e precipícios que nos dão calafrios só de olhar. Vamos de baixo para cima e a vista lá de cima é impressionante. Quando um dia finalmente chegarmos lá, certamente vamos repetir a mesma pergunta que já nos fizemos muitas vezes: “Por que eu não comecei nesta caminhada quando eu era mais jovem?”.

Certa vez, numa campanha evangelística, o pregador parou a palestra e pediu que cada pessoa falasse de seu testemunho para a pessoa ao lado. Um menino virou para o senhor ao seu lado e perguntou “Senhor, você conhece Jesus como seu Salvador?”. Um pouco indignado, o homem olhou para o menino e disse: “Meu filho, eu sou diácono ordenado.” Com toda a inocência no mundo, o menino respondeu, “Mas, senhor, isso não importa. Deus pode salvar qualquer um.” 1)- Bailey Smith, “Real Evangelism”(Evangelismo Verdadeiro), p. 117.

Deus pode e quer salvar qualquer um. Ele quer salvar porque satanás está com tanto ódio sabendo da sua condenação final e, já que não pode atingir a Deus diretamente, sua estratégia é atingir indiretamente, isto é, através de você, eu e toda a humanidade. Porque, como você deve saber, o ponto fraco de Deus somos nós. Ele nos ama tanto que deu seu filho Jesus para que morresse em nosso lugar levando os nossos pecados. Satanás está com tanto ódio que ataca você. Se você deixar, ele vai ficar com sua alma, pois Deus te criou para vencer a tentação e o pecado (1 Coríntios 13:10).

Aqueles que decidiram fazer as suas próprias vontades contrariando as Palavras de Deus (satanás vai te ajudar), precisam saber que vão precisar comparecer na presença de Deus para responder por tudo o que fizeram, seja bom, seja mal. A ordem natural nós já conhecemos e somos lembrados dela quando temos saudades de pessoas que nos deixaram retirados de nós pela morte. Morrer é uma ordem de Deus e, depois disso, comparecer perante Ele (2 Coríntios 5:10; Hebreus 9:27).

Antes de chegar aquele dia, Deus, na sua imensa misericórdia, preparou o caminho para que nós todos tivéssemos inúmeras chances de voltar para Ele. Para os que querem salvação deixam de temer a morte, pois ela já foi vencida por Jesus na cruz. O que fazer para ser salvo? Como dito acima, é como se fossemos fazer uma viagem em uma estrada estreita, cheia de curvas e que dá medo só de olhar para baixo. Temos várias curvas perigosas para enfrentar nesta viagem. Vamos ver 6 curvas neste caminho da salvação.

Ouvir

A primeira coisa que você precisa fazer é ouvir. Talvez neste caso seja ler. Antigamente quando nem todo mundo sabia ler, ouvir era e continua sendo o suficiente. Não precisa ter cultura, não precisa ter estudado para saber o que é certo ou errado. Basta ouvir a Palavra para comparar com o estilo de vida que estamos levando.

“Conseqüentemente, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo” (Romanos 10:17)

Ouvir deve levar a crer, ou melhor, a ter fé. Crer é o primeiro passo. Ter fé é a maturidade da crença, ou quando você coloca o que crê em ação na sua vida.

Note aqui que não é a pregação sobre uma mensagem qualquer ou uma mensagem que estamos procurando e que nos agrada. O que traz fé que muda a vida das pessoas é a pregação da palavra de Cristo.

Crer

Somente depois de ouvir é que você pode desenvolver uma crença na palavra ou até uma dúvida do seu estilo de vida. Você é desafiado pela coisa mais simples, ouvir.

“Você crê que existe um só Deus? Muito bem! Até mesmo os demônios crêem — e tremem!” (Tiago 2:19)

Crer não é grande coisa. Até os demônios crêem e tremem. Crer é a lógica! Diferentemente dos demônios, nós podemos amadurecer a crença e aí começamos a chamar de fé. Fé é certeza e convicção (Hebreus 11:1). Fé é colocar o que crê em ação. Quando nós começamos a crer, podemos desenvolver em fé através da obediência ao evangelho. Foi para que possamos crer que Deus nos deu seu filho:

“Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16)

Arrepender

Depois de ouvir a palavra de Cristo e crer, certamente vamos olhar para as nossas vidas em comparação com as palavras santas de Jesus e encontraremos motivos para nos arrepender.

“O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento.” (2 Pedro 3:9)

A paciência de Deus é o motivo pelo qual Jesus ainda não voltou para acertar as contas com a humanidade. Deus não está sendo demorado em enviar Jesus. Muitas pessoas perdem a esperança por se acharem o centro do universo e por não terem visto em vida a mão justa do Senhor. Jesus ainda não voltou porque Ele não quer “que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento“. Enquanto temos tempo, vamos nos arrepender. Nosso tempo acabará quando Jesus voltar ou quando formos chamados pela morte para acertar as contas.

Talvez você esteja perguntando se você tem alguma coisa para se arrepender… de qualquer maneira, leia esta passagem a seguir e analise você mesmo se tem ou não do que se arrepender:

“Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.” (Gálatas 5:19-21)

Confessar

Se você ouviu a Palavra, creu, encontrou muitos motivos de arrependimento, então precisa mostrar que isto fez diferença na sua vida. Você precisa confessar os seus pecados e Jesus como o seu Senhor.

“Quem, pois, me confessar diante dos homens, eu também o confessarei diante do meu Pai que está nos céus.” (Mateus 10:32)
“Confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão.” (Mateus 3:6)

Você precisa confessar verbalmente e através de atitudes que mostrem o seu arrependimento. Esta segunda passagem acima sobre confissão, já te dão a dica do próximo passo.

Batizar

Muitas religiões argumentam que o batismo não é necessário para a salvação. Dizem que aceitar a Jesus como Senhor em seu coração e fazer uma oração é o suficiente. Tiram a eficácia de ouvir, crer, arrepender e confessar. Dão como exemplo o ladrão na cruz que não foi batizado e foi salvo. Mostram que não entenderam o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. Se você tem dúvida sobre o batismo, consulte este artigo clicando aqui.

Batismo é a própria vida espiritual. Uma pessoa que não foi batizada, não pode-se dizer que é salva, ou seja, que está viva perante Deus. Batismo é como se fosse o lavar para a cerimônia de casamento entre Cristo e a igreja. Lembrando que só fazem parte da igreja, a noiva de Cristo, os que foram batizados.

Vamos ficar com o que Jesus disse:

“E disse-lhes: “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.” (Marcos 16:15,16)

Note que a conta é simples e a fonte confiável. Disse Jesus: ouvir o evangelho + crer + batismo = salvação. Vamos ficar com Jesus, vamos ficar com o simples. Se quiser saber mais sobre este assunto, leia mais sua Bíblia e para ajudar consulte aquele link acima.

Perseverar

Ouvir, crer, arrepender, confessar, batizar é só o começo. Batismo também é chamado de ‘nascer de novo’. Alguém que acabou de nascer precisa de ajuda para se alimentar, andar, se limpar, descansar, etc. Depois do batismo todos precisam desenvolver a salvação. A garantia da salvação vem com a morte em Cristo, isto é, se você ouvir e colocar em prática estas palavras:

“Seja fiel até a morte, e eu lhe darei a coroa da vida.” (Apocalipse 2:10b)

Perseverança é o que nos garante, dia a dia, a manutenção da salvação. Devemos ser perseverantes em, resumindo, quatro atitudes. Vejamos o exemplo dos primeiros discípulos:

“Os que aceitaram a mensagem foram batizados, e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas. Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações.” (Atos 2:41,42)

Veja só: os que aceitaram a mensagem e foram batizados foram perseverantes 1) no ensino dos apóstolos (o Novo Testamento); 2) Perseverantes na comunhão (o culto dominical); 3) Perseverantes na ceia do Senhor (partir do pão), e; 4) Perseverantes na oração (um relacionamento diário e constante com Deus). Nós também devemos ser perseverantes até a morte para que possamos garantir a salvação dada por Jesus como resultado de ouvir, crer, arrepender e batizar.

Conclusão

Diz um ditado popular: “Todo mundo quer ir para o céu, mas não quer morrer”. Na verdade a morte não é garantia de ir para o céu, pode ser exatamente o contrário. A morte pode ser a garantia da condenação. Precisamos ter certeza de onde vamos e para onde escolhemos ir antes da morte. Sabemos todos que o céu é o bom lugar, mas a garantia só tem aqueles que ouviram, creram, se arrependeram, confessaram, foram batizados para perdão dos pecados e foram perseverantes na Palavra, no culto, na ceia e no relacionamento com Deus.

E você, tem certeza da sua salvação? Estamos aqui para te ajudar a encontrar o caminho, a verdade e a vida em Cristo Jesus. Se precisar, entre em contato conosco para estudar mais a Bíblia.

References   [ + ]

1. - Bailey Smith, “Real Evangelism”(Evangelismo Verdadeiro), p. 117.