Aproveitemos As Oportunidades

“Portanto, prestem atenção na sua maneira de viver. Não vivam como os ignorantes, mas como sábios. Os dias em que vivemos são maus; por isso aproveitem bem todas as oportunidades que vocês têm.” – Efésios 5:15-16 (NTLH)

No início de cada ano é costume traçarmos planos e objetivos. Ficamos eufóricos e às vezes, fazemos planos sem calcular o preço e mesmo a sua utilidade. Como consequência, podemos ficar frustrados no final daquele ano pelos frutos serem tão escassos.

A Palavra de Deus mostra no texto citado acima a ideia de “aproveitarmos as oportunidades” ou “remir o tempo” na tradução Almeida Revista e Atualizada. Isto significa utilizar com sabedoria cada minuto, hora e dia no ano que se inicia. Significa não desperdiçar o tempo com coisas fúteis, tolas e que não vão produzir um bem a nós ou em alguém nos rodeia.

A razão de utilizarmos bem cada momento da vida, diz a Palavra, é porque os “dias são maus”. Basta olhar o mundo em que vivemos para notar que as mensagens e os valores contra Deus são cada vez mais abundantes. E nós, como povo do Senhor, como sal da terra e luz do mundo (Mateus 5:13-16), precisamos fazer a diferença.

A melhor maneira de fazer isto, a Palavra diz, é sermos cheios do Espírito Santo (Efésios 5:18b). E isto vem de forma contínua e progressivamente.

Não é ser cheios de planos e projetos egoístas, objetivando apenas o nosso bem, mas da plenitude de Deus sendo reproduzida em nós, cada vez mais, ou, “de glória em glória” (2 Coríntios 3:18) o caráter de Jesus. Isto nos fará ser coparticipantes da santidade de Deus ou da natureza divina (2 Pedro 1:4).

O homem, a mulher, o jovem, o adolescente cheios do Espírito Santo estão sempre dispostos a ser utilizados por Ele. Ele sabe que, apesar de viver neste mundo, não mais pertence a Ele, pois sua verdadeira pátria está nos céus (Filipenses 3:20). Além disso, vive sob (ou debaixo) do domínio do Espírito e seus pensamentos, palavras, atitudes, valores, são, aos poucos, controlados pelo Espírito, que deseja realizar uma grande obra na vida de cada discípulo de Jesus até a volta do Senhor (Filipenses 1:6).

Assim, cada palavra dita, cada atitude tomada, até mesmos os momentos de lazer, devem ser utilizados com sabedoria, como uma oportunidade de Deus para refletirmos os valores de nosso Senhor e proclamarmos sua mensagem não apenas através de nossas palavras, mas especialmente através de nossas ações (Colossenses 3:17). As palavras ditas num jogo de futebol, a maneira como nos comportamos numa festa, especialmente se ali somos os únicos cristãos, farão grande diferença. Nosso comportamento no trabalho e na escola, as brincadeiras e piadas que participamos os modismos da sociedade que adotamos ou deixamos de adotar, tudo isto fará diferença.

Para que aprendamos a aproveitar todas as oportunidades dadas por Deus, palavra chave é “comunhão” ou ter em comum. É passar tempos com quantidade e de qualidade com o Pai celestial. Se quisermos viver como Deus deseja, precisamos ter tempo com a Sua Palavra para compreendermos qual a vontade do Senhor para nós individualmente (Efésios 5:17). Não apenas uma leitura rápida, mas tempo para pensarmos a respeito do que precisaremos mudar em nossas vidas para que aquilo que acabamos de ler não seja apenas teoria, mas uma verdade que procuraremos viver. Além disso, precisaremos passar tempo com o Senhor, através de uma vida de oração, pedindo a Ele que nos ajude e dê força para fazer as mudanças necessárias para que o nosso desejo, de sermos cada dia mais parecidos com nosso irmão mais velho, Jesus, se realize em nós (Romanos 8:29).

Que nos próximos 365 dias aproveitemos cada oportunidade que o Senhor nos der para reproduzir seu caráter ao mundo e que as pessoas sem Deus que nos rodeiam, ao verem “Deus em nós” sejam tocadas a analisar suas próprias vidas e muitas destas decidam entrar nesse grupo de seres humanos, cada dia mais parecidos com Jesus, que a Bíblia chama da igreja, a família, o povo, a nação de Deus.

Que no final do próximo ano possamos olhar para trás e vermos os frutos produzidos por Deus em nós: uma vida cada dia mais íntegra, justa e reta, com hábitos maus vencidos, vícios abandonados, enfim, o pecado sendo exceção e não regra (1 João 2:1). E, além disso, que tenhamos pessoas se aproximando de nós, não por nós mesmos, mas por verem nosso imitar constante de Jesus e isto as tenha motivado a fazer o mesmo.

Um 2018 repleto da presença de Deus nossas vidas, meus irmãos. E que esta presença se manifeste de maneira prática através da nossa maneira santa de viver, “remindo o tempo, porque os dias são maus”. Amém!

Valdir Silva
Sobre Valdir Silva 48 Artigos
Valdir Silva é servo de Deus na cidade de Guarulhos e editor do boletim inter-congregacional Amo Jesus.