A Família Que Entra Pela Porta Estreita

0
51

INTRODUÇÃO1)Esta palestra faz parte de uma série de palestras ministradas no Acampamento da Família da igreja de Cristo em Guarulhos, Centro, nos dias 12-14 de outubro de 2018. A Família Como Reino de Deus – 3ª Palestra

“Entrem pela porta estreita! Porque larga é a porta e espaçoso é o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela. Estreita é a porta e apertado é o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que o encontram.” – Mateus 7:13-14

Certa vez, estava jogando com meu filho Josué, um joguinho em que um jogador escondia certo objeto, enquanto o outro ficava com os olhos fechados para “adivinhar” onde estava escondido. Em determinado momento meu filho encontrou na primeira tentativa e eu fiquei admirado. Ele, na inocência dos seus 10 anos, me disse que eu não tinha escondido direito, por isso ele logo achou. Fiz questão de parabeniza-lo por sua honestidade com bastante entusiasmo, pois, como disse Jesus, quem é fiel no pouco é fiel no muito e quem é infiel no pouco, também será infiel no muito (Lucas 16:10). Às vezes vejo irmãos sendo desonestos num jogo de dominó, baralho ou qualquer outro e fico triste. Se é desonesto num jogo que não vale nada, imagine quando for algo que esteja valendo muito dinheiro, um emprego, um status, uma aprovação num concurso e assim por diante.

Porém, o que mais me chamou a atenção, foi o comentário final do meu filho: “Pai, como dói ser honesto!”

Sim, dói ser honesto, dói fazer o certo, dói ser humilde, dói pedir perdão, o ego não aceita.
Enfim, dói escolher entrar pelo caminho que leva a porta estreita.

I – A PORTA DOS DISCÍPULOS DE JESUS, A PORTA DOS QUE SÃO GOVERNADOS PELO MESTRE, QUE SÃO UM PEDACINHO DO REINO DE DEUS AQUI NA TERRA.

Todos que passaram pelo crer, se arrepender, confessar e ser batizado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, escolheram o caminho da porta estreita, difícil, que exige renúncia, mas que leva à salvação.

PORTA ESTREITA É A PORTA DA RENÚNCIA, DO NEGAR A SI MESMO POR CAUSA DE JESUS…

O próprio evangelho de Mateus nos dá algumas dicas…

Mateus 5:21-24 – Os que estão entrando pela porta estreita decidem “não matar” da vida aquela pessoa que o feriu, magoou, que lhe fez mal. A porta estreita leva a tentativa de reconciliação, mesmo quando se está certo.

Entrar pela porta estreita é decidir pensar duas vezes antes de dar aquela resposta dura a esposa ou ao marido, com as palavras que já estão na cabeça em direção à língua.

Mateus 5:27-30
A porta estreita de levar a sério o pecado, especialmente os votos que fez com sua esposa e reconhecer que é IMPOSSÍVEL um homem não cair de vez em quando nesse pecado e, por isso, lutar, confessar a outro homem, a Deus, buscando ajuda divina e contando com a misericórdia de Deus.

Viver caminhando na porta estreita é ter a coragem de reconhecer: “Difícil um dia que não penso em sexo”, mas orar, lutar, confessar, ser vulnerável…

Mateus 5:38-39
Porta estreita de vencer o mal com o bem, de levar prejuízo para manter o casamento, de levar prejuízo em razão de ser honesto.

Mateus 5:43-44
A porta estreita de amar mesmo aquelas pessoas que você não gosta, de amar sua esposa ou marido, mesmo quando ele não é amável, de amar aquele seu colega de trabalho que tenta te prejudicar.

Porta estreita quando a dor do outro é sentida por mim e eu não penso somente em mim mesmo ou na minha família, mas nas pessoas ao meu redor doando tempo, atenção, ajuda financeira.

Qual a sua porta estreita que você tem aceitado entrar?
Qual a sua porta estreita que você tem se recusado a entrar? Pense a respeito.

II – EU E VOCÊ VAMOS GANHAR QUANDO PARECE QUE ESTAMOS PERDENDO…

Aquela palavra não falada que ofenderia sua esposa, seu marido – o armário do ressentimento e da amargura vai ficando cada vez mais vazio e o casamento cada vez mais sólido.

Aquela palavra dura e sem amor que você estava doidinho para falar com o seu filho – talvez isto fará com que sua relação com ele melhore.

Aquele elogio que você não quer fazer a seu filho – talvez, no futuro, isso fará com que ele viva muito melhor. Lembro da vez que meu pai me encaminhou para o seu patrão, pedindo uma oportunidade de emprego para mim. Ele me mandou com um bilhete: “Este é meu filho, Valdir, é um bom menino. Por favor, dê uma chance a ele!”

Há quase 30 anos meu pai me fez esse elogio, há 3 décadas esse elogio está na minha mente e desde aquele dia tento ser o “bom menino” que meu pai via em mim. O mesmo poderia acontecer se ele dissesse: “você não presta, é burro, não vai a lugar nenhum…” entre outros “elogios” que alguns pais fazem a seus filhos.

Hoje, tento fazer o mesmo com o meu filho, reconhecendo nele as qualidades e tentando corrigir com amor os defeitos, mas ressaltando muito mais as qualidades.

Aquele pedido de desculpas para o seu irmão carnal: Talvez seja o começo de uma linda amizade entre vocês.

Deixa que o outro pense que ele ganhou a discussão – talvez, lá na frente, ele procure você para ajudar.

Resiste em falar “aquelas verdades” para aquele irmão em Cristo, porque, de fato, ele merece – talvez lá na frente você seja a pessoa que ele irá procurar para se acertar.

Seja feito de “bobo” por aquela pessoa que marca com você, desmarca, e mesmo assim, você tem paciência e misericórdia com a fraqueza dele – tenha certeza, um dia ele poderá te procurar.

Sim, viver na porta estreita dói…

Dói ser honesto, dói falar a verdade, dói calar a verdade para momento propício, dói pedir perdão, dói reconhecer que errou, dói, o ego não gosta…

“Sabendo este que o Pai tinha confiado tudo às suas mãos, e que ele tinha vindo de Deus e voltava para Deus, levantou-se da ceia, tirou a vestimenta de cima e, pegando uma toalha, cingiu-se com ela. Em seguida Jesus pôs água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos e a enxugá-los com a toalha com que estava cingido.” – João 13:3-5

A porta estreita é para os maduros, como Jesus, que na última noite, pensou primeiro nos apóstolos, lavou seus pés, inclusive do traidor Judas. Jesus sabia que essa atitude em nada o diminuiria, pela contrário, seria um exemplo poderoso na vida dos seus futuros seguidores.

CONCLUSÃO

Promessa de Jesus – você vai ganhar ao decidir entrar pelo caminho da porta estreita– vai te conduzir para a vida eterna, e terá uma vida melhor aqui na terra, um casamento melhor, um relacionamento melhor com as pessoas, uma família muito melhor, pois governada por Jesus, seus ensinamentos e valores. Será uma família que impactará o mundo, muitos sairão de suas vidas pecaminosas, desejando viver a vida que vê naquela família governada por Jesus.

O que sofre a dor de ser honesto hoje (parece que perdeu, é bobo), será uma pessoa com credibilidade, vai ganhar aqui na terra e lá no céu ouvirá: “Muito bom, servo fiel, entra na alegria do teu Senhor!” (Mateus 25:21)

Vivamos, então, o risco e o desafio de andar pela porta estreita.

References   [ + ]

1. Esta palestra faz parte de uma série de palestras ministradas no Acampamento da Família da igreja de Cristo em Guarulhos, Centro, nos dias 12-14 de outubro de 2018. A Família Como Reino de Deus – 3ª Palestra